Minha conta
    Oscar 2021: Confira as apostas do AdoroCinema para os vencedores
    Por Katiúscia Vianna — 19 de abr. de 2021 às 21:00
    Atualizado 26 de abr. de 2021 às 01:31

    Nomadland ou Mank? Os 7 de Chicago ou Bela Vingança? Minari ou Meu Pai? Judas e o Messias Negro ou O Som do Silêncio? Quem vai levar a estatueta dourada?

    Senhoras e senhores, o momento chegou! Após uma longa temporada de premiações, o ciclo será fechado com o Oscar 2021. Após um ano tão surreal, onde vimos a maioria dos concorrentes nas telinhas; tudo pode acontecer no maior evento do cinema. Um filme preto e branco é o mais indicado, enquanto mulheres fazem história na cerimônia da Academia de Artes e Ciências Televisivas. Como já virou tradição, o AdoroCinema surge com suas grandes apostas para seus vencedores do show.

    Oscar 2021: Onde assistir a cada um dos indicados desse ano?

    A transmissão do Oscar acontecerá o dia 25 de abril e você pode conferir a cobertura completa do AdoroCinema, tanto aqui no site, como em nossas redes sociais. Teremos uma live especial, com nossos repórteres Amanda Brandão, Ygor Palopoli e Kalel Adolfo comentando tudo o que está acontecendo na premiação ao vivo, a partir das 20h45  — disponível no Youtube, InstagramFacebook e Twitter.

    MELHOR FILME

    Meu Pai

    Judas e o Messias Negro

    Mank

    Minari - Em Busca da Felicidade

    Nomadland

    Bela Vingança

    O Som do SIlêncio

    Os 7 de Chicago

    É difícil manter o favoritismo durante toda uma temporada de premiações (basta perguntar pra La La Land). Principalmente numa season que abrangeu 14 meses de elegibilidade. Mas Nomadland conseguiu. Desde os prêmios nos Festivais de Toronto e Veneza, o filme de Chloé Zhao vem conquistando todos os grandes prêmios: Globo de Ouro, Critics ChoiceBAFTA e, principalmente, o PGA. Em 31 edições em sua história, o prêmio do sindicato de produtores já acertou o vencedor de melhor filme por 21 vezes — sendo sete vezes nos últimos dez anos.

    Parece que a corrida está fechada, mas filmes como Minari, Bela Vingança e Os 7 de Chicago (que ganhou o SAG de melhor elenco, que nem Parasita no ano passado) têm seus simpatizantes, logo surpresas sempre podem acontecer, Mas parece que Nomadland não nadou tudo isso pra morrer na praia.

    Quem (provavelmente) vai ganhar: Nomadland
    Quem pode ser a zebra da vez: Os 7 de Chicago ou Minari

    Oscar 2021: Confira todas as críticas do AdoroCinema dos filmes indicados à premiação

    MELHOR ATOR

    Riz AhmedO Som do SIlêncio

    Chadwick BosemanA Voz Suprema do Blues

    Anthony HopkinsMeu Pai

    Gary OldmanMank

    Steven YeunMinari - Em Busca da Felicidade

    Por falar em disputas já fechadas.... Se Chadwick Boseman não ganhar o prêmio de melhor ator será a maior zebra que a noite pode nos proporcionar. A Academia não vai perder a única chance que tem para homenagear o saudoso ator e seu legado. Sem falar que sua performance é realmente merecedora, entregando tudo o que podia em A Voz Suprema do Blues. Anthony Hopkins e Riz Ahmed também têm algumas das melhores performances do ano, mas surgem em um ano difícil demais…

    Quem (provavelmente) vai ganhar: Chadwick Boseman (A Voz Suprema do Blues)
    Quem pode ser a zebra da vez: Anthony Hopkins (Meu Pai), mas é bem difícil.

    MELHOR ATRIZ

    Viola DavisA Voz Suprema do Blues

    Andra DayEstados Unidos vs Billie Holliday

    Vanessa KirbyPieces of a Woman

    Frances McDormandNomadland

    Carey MulliganBela Vingança

    Por outro lado, aqui estamos com a disputa mais acirrada da noite. Faz tempo que a categoria de melhor atriz não ficava tão disputada. Já vencedora em atriz coadjuvante em Um Limite Entre Nós, Viola ganhou o SAG e parece ser a nova favorita, mas Carey Mulligan nunca levou, teve o apoio dos críticos durante toda a temporada e aparece num filme mais apoiado que A Voz Suprema do Blues.

    Para complicar, nunca se deve descartar Frances McDormand, cuja única coisa que dizem contra sua vitória é que ela já tem duas estatuetas. Acrescente ainda o fato que Andra Day surpreendeu e levou o Globo de Ouro. Vanessa Kirby parece ser quem tem menos chances, mas venceu prêmios em festivais. Sinceramente, era melhor derreter o prêmio e dividir entre as cinco. Ou seja, faz a Elsa e siga sua intuição.

    Quem (provavelmente) vai ganhar: Carey Mulligan (Bela Vingança)
    Quem pode ser a zebra da vez: Viola Davis (A Voz Suprema do Blues)

    Pieces of a Woman: indicada ao Oscar, Vanessa Kirby fala sobre problema silencioso que filme traz (Entrevista)

    MELHOR ATOR COADJUVANTE

    Daniel KaluuyaJudas e o Messias Negro

    Lakeith StanfieldJudas e o Messias Negro

    Paul RaciO Som do Silêncio

    Sacha Baron CohenOs 7 de Chicago

    Leslie Odom Jr.Uma Noite em Miami

    Normalmente, venho aqui e defendo a regra básica do bolão: se tem dois candidatos do mesmo projeto, os votos se dividem. Porém, essa norma só se aplica se ambas as performances foram recebidas da mesma forma. Por mais que Lakeith Stanfeld esteja incrível em Judas e o Messias Negro, todos os prêmios da temporada foram para Daniel Kalluya — que já foi indicado anterioremente por Corra!.

    Durante a temporada, Sacha Baron Cohen e Leslie Odom Jr. tiveram seus momentos, mas ninguém conseguiu arrancar os prêmios de Kaluuya. É dele.

    Quem (provavelmente) vai ganhar: Daniel Kaluuya (Judas e o Messias Negro)
    Quem pode ser a zebra da vez: Sacha Baron Cohen (Os 7 de Chicago)

    MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

    Amanda SeyfriedMank

    Glenn CloseEra uma Vez um Sonho

    Olivia ColmanMeu Pai

    Maria BakalovaBorat - Fita de Cinema Seguinte

    Yuh-jung YounMinari - Em Busca da Felicidade

    A briga de atriz coadjuvante estava tão bagunçada como a de atriz, mas parece ter definido sua favorita. Seyfried estava na frente, durante o início da temporada, mas perdeu força. Depois foi a vez de Bakalova, mas é difícil ver uma performance cômica sendo premiada. Veio então Youn Yuh-Jung, vencendo o SAG e o BAFTA. Considerada a Meryl Streep coreana, a veterana pode fazer história no Oscar e seria merecido.

    Ps: Nunca desconsidere Glenn Close e Olivia Colman, novamente disputando juntas depois da atriz de A Favorita superar A Esposa, dois anos atrás. Se o esperado acontecer, Close iguala o recorde de Peter O’Toole, com 8 indicações e nenhuma vitória.

    Quem (provavelmente) vai ganhar: Youn Yuh-Jung (Minari - Em Busca da Felicidade)
    Quem pode ser a zebra da vez: Maria Bakalova (Borat: Fita de Cinema Seguinte)

    Judas e o Messias Negro: 50 anos após o assassinato de Fred Hampton, elenco reflete sobre como a sociedade pode melhorar (Entrevista)

    MELHOR DIRETOR

    Thomas VinterbergDruk - Mais uma Rodada

    David FincherMank

    Lee Isaac ChungMinari - Em Busca da Felicidade

    Chloé ZhaoNomadland

    Emerald FennellBela Vingança

    Num ano histórico, onde a Academia tomou vergonha na cara e indicou mulheres na direção (e ainda podiam ter indicado mais, pois Regina King faz falta nessa categoria), existe uma clara favorita: Chloé Zhao levou todos os prêmios, inclusive o DGA. Isaac Lee Chang parece vir como o segundo colocado, enquanto Emerald Fennel pode ser premiada em outra categoria. Mas ninguém tem a força da cineasta responsável por Nomadland.

    Se ganhar o Oscar, Zhao se torna a segunda mulher a ganhar o prêmio de melhor direção, após Kathryn Bigelow (Guerra ao Terror). Se outra pessoa levar, a gente vai nas ruas protestar... Quando a pandemia acabar, é claro.

    Quem (provavelmente) vai ganhar: Chloé Zhao (Nomadland)
    Quem pode ser a zebra da vez: Ninguém, o prêmio é dela.

    MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

    Judas e o Messias Negro

    Minari - Em Busca da Felicidade

    Bela Vingança

    O Som do Silêncio

    Os 7 de Chicago

    Podem ser 5 indicados, mas a briga está realmente entre dois deles. Os 7 de Chicago tem o conceituado nome de Aaron Sorkin a seu favor, porém a ausência do moço na categoria de direção mostra que ele pode não ser tão favorito assim… Chega então Bela Vingança, um dos filmes mais provocadores do ano. Emerald Fennel fez bonito em sua estreia e aqui seria a chance de premiá-la. Também ajuda ela ter ganhado o WGA, prêmio do sindicato dos roteiristas — que previu os vencedores no ano passado.

    Quem (provavelmente) vai ganhar: Bela Vingança
    Quem pode ser a zebra da vez: Os 7 de Chicago

    Como os filmes Os 7 de Chicago e Judas e o Messias Negro se complementam?

    MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

    Borat - Fita de Cinema Seguinte

    Meu Pai

    Nomadland

    Uma Noite em Miami

    O Tigre Branco

    Curiosamente, Borat: Fita de Cinema Seguinte levou o WGA de roteiro adaptado, mas Nomadland e Meu Pai não estavam concorrendo por questões técnicas. E parece que essa dupla é quem lidera a briga no Oscar. Seria a oportunidade ideal para premiar Florian Zeller? Seria. Mas acredito que Nomadland vai levar quase todas as categorias na qual está indicado, com um roteiro elogiado de Zhao.

    Quem (provavelmente) vai ganhar: Nomadland
    Quem pode ser a zebra da vez: Meu Pai

    MELHOR ANIMAÇÃO

    Dois Irmãos - Uma Jornada Fantástica

    A Caminho da Lua

    Shaun, o Carneiro, o Filme: A Fazenda Contra-Ataca

    Soul

    Wolfwalkers

    Não vou ficar enrolando aqui não: É Soul né, gente? Ganhou tudo, tem indicações em outras categorias e é tão bom que muita gente esquece que tem outro filme da Pixar na disputa, Dois Irmãos. O único que teria chance de derrotar a supremacia Disney seria Wolfwalkers, mas ele não acumulou tantos seguidores a fim de virar o jogo.

    Oscar 2021: Onde assistir a todos os indicados a Melhor Animação neste ano?

    Quem (provavelmente) vai ganhar: Soul
    Quem pode ser a zebra da vez: Wolfwalkers

    MELHOR FILME INTERNACIONAL

    Druk - Mais uma Rodada

    Better Days

    Collective

    O Homem que Vendeu sua Pele

    Quo Vadis, Aida?

    Quo Vadis, Aida? e Collective fizeram burburinho, com o segundo até conseguindo outra indicação em documentário. Só que Druk - Mais uma Rodada já era o favorito, condição que só aumentou quando apareceu na briga de melhor direção. Não devemos ter surpresas aqui.

    Quem (provavelmente) vai ganhar: Druk - Mais uma Rodada
    Quem pode ser a zebra da vez: Collective? Mas é difícil.

    MELHOR DOCUMENTÁRIO

    Collective

    Crip Camp

    Agente Duplo

    Professor Polvo

    Time

    OK, vamos lá: como citei na categoria anterior, Collective causou uma certa comoção. Aí surge Crip Camp, que tem produtores como os Obamas para ajudá-lo. Mas durante toda a temporada, o favorito parecia ser o emocionante Time, premiado em Sundance. Só que, nas últimas semanas, vem ganhando força Professor Polvo, que se tornou hit da Netflix. Para completar, o último levou o PGA então…

    Quem (provavelmente) vai ganhar: Professor Polvo
    Quem pode ser a zebra da vez: Time

    Oscar 2021: Onde assistir aos documentários indicados este ano na premiação?

    MELHOR MONTAGEM

    Meu Pai

    Nomadland

    Bela Vingança

    O Som do Silêncio

    Os 7 de Chicago

    Sinceramente, é possível explicar uma vitória para todos os indicados. Por mais que chame a atenção como Chloé Zhao editou o próprio filme, a disputa promete ser um embate entre Os 7 de Chicago e O Som do Silêncio. Normalmente, eu iria com o segundo, que promove uma imersão do espectador na pele de alguém que perde a audição. Porém, o filme de Aaron Sorkin levou o prêmio do sindicato — que acertou 11 vezes nos últimos 16 anos. Fazer o que, eu confio na matemática… Porém, não ficaria chateada de ver Meu Pai sendo celebrado aqui.

    Quem (provavelmente) vai ganhar: Os 7 de Chicago
    Quem pode ser a zebra da vez: O Som do Silêncio

    MELHOR FOTOGRAFIA

    Judas e o Messias Negro

    Mank

    Relatos do Mundo

    Nomadland

    Os 7 de Chicago

    Lembra que eu falei como Nomadland pode levar várias categorias? Essa aqui é uma certeza. A fotografia de Joshua James Richards chamou a atenção desde o início, compondo o filme mais bonito do ano. Alguns pensam que o clima preto e branco de Mank pode ser um competidor aqui, mas não vejo apoio suficiente pra isso.

    Quem (provavelmente) vai ganhar: Nomadland
    Quem pode ser a zebra da vez: Mank

    Mank: Quem são os personagens de Hollywood no filme da Netflix?

    MELHOR DIREÇÃO DE ARTE

    Meu Pai

    A Voz Suprema do Blues

    Mank

    Relatos do Mundo

    Tenet

    Mank recebeu dez indicações, mas se tem chance de levar alguma coisa, é aqui. Recriar a Era de Ouro de Hollywood é algo que sempre encanta a Academia, e o filme de Fincher fez um trabalho bonito nesse aspecto. A Voz Suprema do Blues vem forte nesse tipo de categoria, enquanto o design de produção de Meu Pai ajuda a contar a história, mas o favoritismo de Mank tem que valer em algum lugar.

    Quem (provavelmente) vai ganhar: Mank
    Quem pode ser a zebra da vez: A Voz Suprema do Blues

    MELHOR FIGURINO

    Emma

    A Voz Suprema do Blues

    Mank

    Mulan

    Pinocchio

    Produções de época costumam dominar nessa categoria e não deve ser diferente em 2021. A Voz Suprema do Blues e Emma parecem ser as favoritas, ambas feitas por já vencedoras do Oscar: Ann Roth (O Paciente Inglês) e Alexandra Byrne (Elizabeth - A Era de Ouro), respectivamente. Se uma recria com precisão a era do blues, outra transforma Jane Austen num mundo de cores. Na dúvida, sempre opte pelo filme mais indicado nas categorias principais.

    Quem (provavelmente) vai ganhar: A Voz Suprema do Blues
    Quem pode ser a zebra da vez: Emma

    A Bruxa, O Gambito da Rainha e Emma: Conheça a carreira de Anya Taylor-Joy

    MELHOR MAQUIAGEM

    Emma

    Era uma Vez um Sonho

    A Voz Suprema do Blues

    Mank

    Pinocchio

    Todo mundo já sabe, né? Em categoria de maquiagem, o que vale é a transformação. Quanto mais diferente o ator ficar, maiores são as chances. Pensando por esse lado, A Voz Suprema do Blues e Era uma Vez um Sonho são as grandes favoritas. Na dúvida, vote naquele menos rejeitado pela crítica… Sorry Glenn Close.

    Quem (provavelmente) vai ganhar: A Voz Suprema do Blues
    Quem pode ser a zebra da vez: Era uma Vez um Sonho

    MELHOR TRILHA SONORA

    Destacamento Blood

    Mank

    Minari - Em Busca da Felicidade

    Relatos do Mundo 

    Soul

    É curioso como dois indicados contém a mesma dupla: Trent ReznorAtticus Ross fizeram as trilhas de Mank e Soul — a última em parceria com Jon Batiste. Junto com o belo trabalho de Emile Mosseri em Minari, são as grandes favoritas da disputa. Porém, as canções de Soul ajudam a contar a história, já que o jazz faz parte da jornada, lhe dando uma vantagem. Parece que o filme da Pixar vai levar mais um…

    Quem (provavelmente) vai ganhar: Soul
    Quem pode ser a zebra da vez: Minari

    Oscar 2021: Ouça os indicados para a categoria de Melhor Canção neste ano

    MELHOR CANÇÂO

    "Fight For You," Judas e o Messias Negro

    "Hear My Voice," Os 7 de Chicago

    "Husavik," Eurovision

    "Io Si (Seen)", Rosa e Momo

    "Speak Now," Uma Noite em Miami

    Canções políticas estão dominando a categoria, com o maior destaque indo para o nome de Leslie Odom Jr. (popularizado pelo fenômeno Hamilton), que canta e escreve a canção de Uma Noite em Miami. Ele pode se aproximar do EGOT com tal vitória, que ainda conta com a 12ª indicação de Diane Warren (por uma parceria com Laura Pausini) — que ainda precisa vencer nessa categoria. Sem contar que o mundo seria justo se dessem o prêmio para “Husavik”, que é melhor que todo o filme Eurovision.

    Quem (provavelmente) vai ganhar: “Speak Now” (Uma Noite em Miami)
    Quem pode ser a zebra da vez: “Io Si” (Rosa e Momo)

    MELHOR SOM

    Greyhound

    Mank

    Relatos do Mundo

    Soul

    O Som do Silêncio

    Ok, vou ser completamente sincera aqui, ok? Se O Som do Silêncio não levar, eu vou ter um ataque. Além de ter a palavra LITERALMENTE no seu título, é o uso mais criativo de som para trazer uma imersão na situação do protagonista de Riz Ahmed. É difícil prever a primeira vez que edição e mixagem de som são unidas na mesma categoria, mas Sound of Metal ganhou o prêmio do sindicato, então tenho fé.

    Quem (provavelmente) vai ganhar: O Som do Silêncio
    Quem pode ser a zebra da vez: Soul

    Oscar 2021: Conheça a preparação intensa de Riz Ahmed para O Som do Silêncio

    MELHOR EFEITOS VISUAIS

    Amor e Monstros

    O Céu da Meia Noite

    Mulan

    O Grande Ivan

    Tenet

    Num ano sem blockbusters por conta da pandemia, a categoria de melhores efeitos especiais encontra candidatos mais apagadinhos. Na real, a disputa parece estar entre Tenet e O Céu da Meia Noite; com uma vantagem para o filme de Christopher Nolan pois… bem, é um filme do Christopher Nolan, logo terá seus apoiadores. Mas não se surpreenda se Amor e Monstros vier DO NADA e levar. Essa categoria gosta de dar umas zebras… Nem sempre o maior blockbuster ganha.

    Quem (provavelmente) vai ganhar: Tenet
    Quem pode ser a zebra da vez: O Céu da Meia Noite

    MELHOR CURTA METRAGEM

    Feeling Through

    The Letter Room

    The Present

    Dois Estranhos

    White Eye

    A seleção de curtas deste ano apresenta histórias bem diversas. White Eye parece estar na lanterninha, contando o possível roubo de uma bicicleta. The Present acompanha as dificuldades de pai e filha palestinos na busca de comprar um simples presente conta com apoio da Netflix. Já Feeling Through emociona por escalar um ator cego-surdo. Mas os dois nomes mais comentados são The Letter Room, estrelado e produzido por Oscar Isaac, sobre um agente penitenciário que se envolve na vida de um dos prisioneiros; ou Dois Estranhos, que mistura a fórmula de Feitiço do Tempo com Black Lives Matter. Normalmente, o ator mais famoso poderia ajudar, mas Dois Estranhos acabou de ser comprado pela Netflix e tem mais importância política…

    Quem (provavelmente) vai ganhar: Dois Estranhos
    Quem pode ser a zebra da vez: The Letter Room

    Oscar 2021: Saiba onde assistir aos curtas-metragens indicados este ano

    MELHOR DOCUMENTÁRIO EM CURTA METRAGEM

    Colette

    A Concerto is a Conversation

    Do Not Split

    Hunger Ward

    Uma Canção para Latasha

    Vocês ficam desvalorizando as categorias de curtas, mas elas vem causando polêmicas em 2021. Do Not Split acompanha os protestos em Hong Kong, irritando as autoridades da China, que decidiram não exibir o Oscar este ano. Colette visita uma sobrevivente visitando um campo nazista e Hunger Ward acompanha duas mulheres tentando ajudar vítimas de um sistema precário da saúde no Iêmen. Os favoritos parecem ser A Concerto Is a Conversation, do The New York Times, que traz um compositor de jazz fazendo uma jornada emocionante na linhagem de sua família; e Uma Canção para Latasha, um ode da Netflix para a jovem Natasha Harlins, morta aos 15 anos em 1991.

    Quem (provavelmente) vai ganhar: Uma Canção para Latasha
    Quem pode ser a zebra da vez: A Concerto Is a Conversation

    MELHOR ANIMAÇÃO EM CURTA METRAGEM

    Toca

    Genius Loci

    Se Algo Acontecer... Te Amo

    Opera

    Yes-People

    Por fim, a categoria de curtas animados parece estar mais definida. O favorito é uma produção que fez sucesso na Netflix: Se Se Algo Acontecer... Te Amo traz a triste história de um casal marcado por tragédia. Vindo atrás na disputa surge Toca, produção sobre uma coelhinha da Pixar. Outros concorrentes são Opera cita temas como racismo, terrorismo e disastres naturais; enquanto Genius Loci explora a criatividade de uma pessoa solitária usando espiritos místicos para explicar o caos de sua mente. Já Yes-People é bem como o título aponta, trazendo pessoas lidando com as dificuldades da vida dizendo sim para tudo.

    Quem (provavelmente) vai ganhar: Se Algo Acontecer… Te Amo
    Quem pode ser a zebra da vez: Toca

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top