Minha conta
    Johnny Depp x Amber Heard: Como a briga judicial dos atores de Hollywood impactou o cinema
    5 de mai. de 2022 às 16:45
    Katiúscia Vianna
    Katiúscia Vianna
    -Redatora | crítica
    Apaixonada pela escrita, Katiúscia Vianna acumulou décadas de cultura pop, já que cresceu dividindo seu tempo entre apostas para o Oscar e maratonas de Friends.

    Johnny Depp acusa a ex-esposa pelo fim de Piratas do Caribe, enquanto Amber Heard sofre rejeição antes de aparecer em Aquaman 2.

    Hollywood já foi palco de grandes escândalos e polêmicas nos tribunais. O assunto do momento (e, sinceramente, dos últimos cinco anos) é a briga judicial entre os atores Johnny Depp e Amber Heard. Eles se casaram em 2015, mas vivem uma separação conturbada desde o divórcio em 2017. A partir daí, uma série de acusações de violência doméstica e relacionamentos tóxicos se tornaram pautas para processos durante anos.

    Antes de mais nada, é importante ressaltar que o AdoroCinema não está aqui para opinar sobre "quem está certo ou quem esta errado". Não estamos aqui para fazer julgamentos, mas sempre reafirmando que violência não deve ser tolerada. O objetivo desta matéria é falar daquilo que somos especialistas (e apaixonados): cinema. Pois até mesmo quem tenta evitar se envolver nessa polêmica sabe que isso está influenciando algumas das maiores franquias da sétima arte. Então, vamos analisar o impacto dessa questão no mercado cultural:

    Johnny Depp x Amber Heard: um resumo

    Johnny Depp e Amber Heard se conheceram durante em 2009, durante as filmagens de Diário de um Jornalista Bêbado. Ambos terminaram seus respectivos relacionamentos da época para engatar um romance, que culminou em casamento em 2015. No ano seguinte, a moça entrou com um pedido de divórcio (que só foi concluído em 2017), acusando Depp de agressão ao revelar uma série de fotos de seu rosto com lesões causadas pelo ex-marido. Após um acordo feito entre eles, surgiu um comunicado conjunto sobre o fim da relação, com Heard desistindo de uma ordem de restrição contra o ex e ambos assinando um compromisso sobre não falar publicamente sobre o assunto.

    Em 2018, Amber Heard escreveu um artigo de opinião sobre ser vítima de abuso doméstico para o The Washington Post, sem citar o nome de Depp. Mas já foi o suficiente para o astro da franquia Piratas do Caribe entrar com um processo contra a ex-esposa de difamação. Paralelamente, também começou um processo contra o portal The Sun, após a publicação de uma matéria que o chamava de "espancador de esposas". Só que Johnny perdeu tal processo, enquanto a história voltou a tona com o início do  julgamento entre ele e Amber neste ano.

    A carreira de Johnny Depp acabou?

    Diante da polêmica e da forte pressão do público, a carreira de Johnny Depp sofreu quando ele foi demitido da franquia Animais Fantásticos, após dois filmes, apesar de ter sido defendido pela (também polêmica) autora J.K. Rowling. Mesmo sem participar do terceiro filme da saga, ele recebeu um cachê de 16 milhões de dólares, quase R$ 75 milhões, porque sua demissão foi uma quebra de contrato por parte da Warner, uma vez que não havia cláusula de moralidade no acordo — isto é, as polêmicas envolvendo ele e Amber Heard não poderiam ser uma “justificativa” legal para romper o acordo com o ator.

    No mais recente julgamento, Depp fez um depoimento, onde acusou que Heard difamou sua reputação, algo que teria impedido o desenvolvimento de Piratas do Caribe 6, que lhe custou a perda de um salário de US$ 22.5 milhões (algo em torno de R$ 113 milhões). Ele explicou que, embora a Disney tenha mantido a imagem de Jack Sparrow em seus parques e em produtos de merchandising, o estúdio teria medo das consequências do processo e preferiu demiti-lo. Desde então, rumores indicam que a empresa estaria planejando um reboot de Piratas do Caribe, planejando torná-lo com uma protagonista feminina, vivida por Margot Robbie.

    Remakes que não precisam existir (mas Hollywood vai fazer mesmo assim)

    A verdade é que a carreira de Johnny Depp se encontra em estado complicado nos últimos 10 anos, com fracassos de longas de O Cavaleiro Solitário (2013) e Transcendence (2014). Apesar de ter recebido elogios por sua performance em Aliança do Crime (2015), sofreu com as decadências de franquias como Piratas do Caribe e Alice no País das Maravilhas, que ganharam sequências pouco aclamadas. Só para constar, ele recebeu oito indicações ao Framboesa de Ouro desde 2014.

    Mesmo sendo substituído por Mads Mikkelsen em Animais Fantásticos, Deep ainda possui apoiadores em Hollywood — levando até uma homenagem no Festival de Cinema de San Sebastián no ano passado. Seus últimos projetos foram Minamata, o qual também produziu, e a animação Puffins; só que ambos projetos tiveram pouca notoriedade. Atualmente, o intérprete de Jack Sparrow foi escalado para viver o rei Luis XV em Jeanne du Barry, um filme que ainda não tem distribuidora.

    Amber Heard vai sair de Aquaman?

    Do ponto de vista técnico, a carreira de Amber Heard parece estar em ascensão e não sofreu as mesmas repercussões que seu ex-marido. Após participações em Magic Mike XXL e no oscarizado A Garota Dinamarquesa, seu primeiro grande sucesso foi ganhar o cobiçado papel de Mera no Universo Estendido da DC — vivendo tal personagem nas duas versões de Liga da Justiça e no filme solo Aquaman, onde é par romântico do herói de Jason Momoa. Na TV, ainda fez The Stand, adaptação estrelada da obra de Stephen King. Porém, nem tudo são flores....

    As alegações de Amber Heard a colocaram na mira do leal e barulhento grupo de fãs de Johnny Depp, que começaram uma petição para removê-la da sequência Aquaman e o Reino Perdido. Até o momento de publicação desta matéria, o documento contava com três milhões de assinaturas, causando bastante repercussão nas redes sociais. Quem também promoveu burburinho foi o próprio Johnny Depp, com as acusações de difamação e agressão que fez contra a ex no recente julgamento. Será o suficiente para manchar sua reputação também?

    Por enquanto, Amber Heard está confirmada em Aquaman 2, sendo defendida publicamente pelo produtor Peter Safran. "Não acho que algum dia iremos reagir, honestamente, à pura pressão dos fãs. Você tem que fazer o que é melhor para o filme. Ninguém desconhece o que está acontecendo no universo do Twitter, mas isso não significa que você tenha que reagir a isso ou tomá-lo como um evangelho ou concordar com seus desejos", falou ele sobre a petição contra a atriz. Ao mesmo tempo, tem gente soltando rumor na internet que sua participação no novo Aquaman seria algo com apenas dez minutos de duração. Só saberemos a verdade quando o filme sair. E também resta esperar para ver o resultado desse polêmico julgamento. 

    Aquaman and the Lost Kingdom
    Aquaman and the Lost Kingdom
    Criador(es): James Wan
    Com Jason Momoa, Amber Heard, Yahya Abdul-Mateen II, Patrick Wilson, Dolph Lundgren
    Data de lançamento 17 de março de 2023
    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top