Minha conta
    Aquecimento Oscar 2021: Os filmes que esperamos ver entre os indicados da premiação
    Por Katiúscia Vianna — 7 de dez. de 2020 às 15:06
    Atualizado 12 de mar. de 2021 às 22:40

    De Nomadland a Bela Vingança, passando pelo sucesso de Spike Lee, Destacamento Blood, já existem vários candidatos fortes para o prêmio da Academia.

    Com o adiamento provocado pela pandemia do Coronavírus, parecia que esse data nunca ia chegar, mas aqui estamos! Na próxima segunda-feira, dia 15, serão revelados os indicados ao Oscar 2021 — que só acontece em 25 de abril. Mas já é o suficiente para começarmos nossos bolões, correr para ver todos os filmes indicados e acompanhar cada evento da temporada de premiações. E, mesmo quando a gente cobre de forma imparcial, fica aquela torcida por um ou outro, não é mesmo?

    Após a vitória de Parasita, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas está provando que se modernizou (não ser apenas mais composta por homens brancos e velhos já ajuda!). Então, estamos aqui para falar dos longas que desejamos ver na lista de indicados. Alguns já são favoritos, outros ainda estão brigando por uma vaga, mas, de qualquer forma, são merecedores.

    E você? Qual filme quer ver concorrendo pela estatueta dourada?

    Oscar: Relembre momentos marcantes da história da Academia

    Nomadland

    Não dá para começar essa lista sem dizer que coisa mais linda é ver uma mulher como favorita na categoria de direção: Chloé Zhao fez um trabalho lindo em Nomadland e vem sendo reconhecida na temporada de premiações. Então, ela não pode ter nadado isso tudo para morrer na praia, não é mesmo? Já no lançamento do trailer, filme de Frances McDormand mostrava como também merece vagas em atriz, fotografia e roteiro adaptado, surgindo como uma forte candidata para a categoria de melhor filme. 

    Uma Noite em Miami

    Desde que o AdoroCinema teve a chance de conferir o aguardado projeto durante o Festival de Toronto 2020, viramos fãs de Uma Noite em Miami. Para começar, o quarteto protagonista entrega performances sensacionais — com Kingsley Ben-Adir incrível interpretando Malcolm X, por exemplo, e Leslie Odom Jr. roubando a cena como o cantor Sam Cooke. O que também se destaca é a direção impecável da musa Regina King, atriz oscarizada que faz sua estreia em tal função. 

    Conheça as 6 melhores diretoras da atualidade

    Bela Vingança

    Já imaginou ter três mulheres na categoria de direção? Se o Oscar seguir nossos desejos, isso pode acontecer! Promissing Young Woman (no original) é um filme polêmico, porém representa toda a ousadia que o cinema pode ter, ainda mais falando de temas tão presentes na nossa sociedade. Emerald Fennell concebeu esse filme nos mínimos detalhes, desde a paleta de cores, até o final controverso do roteiro. E se Carey Mulligan for esnobada (como aconteceu no BAFTA), a gente vai fazer uma revolta (em casa, por causa da pandemia).

    O Som do Silêncio

    Riz Ahmed já levou um Emmy para casa, mas ainda merece um reconhecimento no cinema. O aguardado momento surge com Sound of Metal (no original), uma jornada humana sobre como é perder um de seus sentidos. Se a vaga do ator está praticamente garantida na disputa (acho bom, pois o moço passou oito meses aprendendo bateria e linguagem de sinais, isso se chama dedicação); é importante ressaltar que o longa dirigido por Darius Marder também deveria aparecer em outras categorias, como edição, som e ator coadjuvante para Paul Raci

    Destacamento Blood: As referências do novo filme de Spike Lee que você não viu

    Destacamento Blood

    Falou em Spike Lee, falou em filme bom, não é mesmo? O cineasta é um dos nossos favoritos e fez mais um trabalho incrível com Destacamento Blood — um dos possíveis candidatos da Netflix, junto com MankOs 7 de Chicago e muitos outros. Com um roteiro marcante que reconsidera a história norte-americana por um novo olhar, também vale a pena destacar as performances de seu elenco, principalmente por Delroy Lindo e pelo saudoso Chadwick Boseman (que ainda pode concorrer com outro projeto da plataforma, A Voz Suprema do Blues, ao lado de Viola Davis).

    Bônus: Bacurau

    Bacurau pode ser um filme de 2019, e nem foi nosso representante no último Oscar, porém só chegou este ano ao circuito norte-americano, se tornando elegível para a próxima edição da premiação. Existe um grupo de críticos internacionais que faz campanha pela presença de Bacurau em diversas categorias — inclusive, uma possível indicação de Sonia Braga (que chegou a entrar na lista de melhores atores do século XXI do New York Times). É difícil? É difícil, mas deixa a gente sonhar, vai!

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top