Minha conta
    Sombra e Ossos: Autora não queria que série da Netflix cometesse erro de Game of Thrones, entenda!
    Por Vitória Pratini — 15 de mai de 2021 às 12:30

    Daenerys Targaryen só se encontrou com Jon, Tyrion e companhia na 5ª temporada, e Leigh Bardugo não queria que isso acontecesse com Alina, Darkling, Kaz, Jesper e Inej.

    A série da Netflix Sombra e Ossos é descrita como uma mistura de Game of Thrones com Onze Homens e um Segredo pelo showrunner Eric Heisserer, indicado ao Oscar por A Chegada e responsável pelo sucesso Bird Box. E, de fato, a produção estrelada por Jessie Mei Li e Ben Barnes tem muito em comum a popular série da HBO, apesar da intérprete de Alina criticar tais comparações. Só que a autora Leigh Bardugo não queria que Sombra e Ossos cometesse o mesmo erro de Game of Thrones — que eventualmente levou àquele criticado final.

    Sombra e Ossos é inspirada em duas sagas de livros

    Netflix

    Sombra e Ossos é uma série de fantasia inspirada não em uma, mas duas (!) sagas de livros da autora Leigh BardugoShadow and Bone (no original), que segue Alina Starkov em sua transição de "ninguém" para Conjuradora do Sol, e Six of Crows, que é uma trama de assalto protagonizada pelos mercenários Kaz (Freddy Carter), Inej (Amita Suman) e Jesper (Kit Young). As tramas se passam no mesmo universo, mas em épocas diferentes, e possuem personagens completamente distintos.

    Por ser fã de Six of Crows, Eric Heisserer queria unir as histórias dos dois livros na série da Netflix, o que seria um desafio.

    Sombra e Ossos: Conheça o elenco que tem estrelas de Game of Thrones e Harry Potter
    Criadora não queria que Sombra e Ossos imitasse enredo de Daenerys
    Netflix; HBO

    Inicialmente, o showrunner considerou simplesmente adaptar as narrativas do romance Shadow and Bone e o romance Six of Crows em paralelo na série, sem que seus personagens se cruzassem. Afinal, em Game of Throneso enredo de Daenerys Targaryen (Emilia Clarke) nem mesmo começou a se cruzar com o resto da produção até o final da 5ª temporada. Bardugo, no entanto, não concordou.

    "Senti com muita convicção que isso não funcionaria", afirmou Bardugo à Variety. "Six of Crows ocorre dois anos após o final da trilogia Sombra e Ossos e tem uma ameaça diferente e um conjunto diferente de antagonistas que não poderiam coexistir pacificamente com o Darkling. Estaríamos simplesmente queimando a largada se fizéssemos isso."

    Em vez disso, Heisserer teve que descobrir como integrar Kaz, Inej e Jesper na história de Alina sem alterá-la fundamentalmente e sem violar quem esses personagens se tornaram em Six of Crows.

    "Eu finalmente propus 'E se a missão dos Crows fosse sequestrar Alina?'. Houve uma pausa no telefone naquela teleconferência", disse Heisserer. "Eu estive em apresentações de propostas onde uma pausa pode durar tanto que é a pausa de 'Você está demitido'. Então, eu estava um pouco preocupado com isso. Mas então todo mundo falou 'Isso é incrível'".

    Sombra e Ossos: Jesper é um Grisha?

    Assim, a série da Netflix conseguiu unir as duas histórias como uma forma de prelúdio de Six of Crows, sem perder a essência de nenhum dos personagens, mesmo que por vezes tenham sido tantos elementos que a história ficou perdida. Confira a nossa crítica e veja o que esperar da 2ª temporada.

    O primeiro ano de Sombra e Ossos está disponível na Netflix.

     

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top