Minha conta
    Aquaman 2: Jason Momoa e James Wan impediram saída de Amber Heard; aparições da atriz estão sendo limitadas
    24 de mai. de 2022 às 16:10
    Rafael Felizardo
    Rafael Felizardo
    -Redator | Crítico
    Sonhador desde pequeno e apaixonado por cinema de A a Z, encontrou em David Lynch um modo de sonhar acordado.

    Com estreia marcada para 2023, Aquaman e o Reino Perdido se vê em meio ao controverso caso Johnny Depp x Amber Heard.

    Senta que lá vem polêmica, pois parece que o caso Johnny Depp x Amber Heard está prestes a ganhar mais um capítulo — e longe de terminar. Após a reveladora declaração da terapeuta do ex-casal, a novidade agora fica por conta de Jason Momoa e James Wan — protagonista e diretor do filme da DC, respectivamente — que precisaram lutar para evitar a demissão de Amber da franquia.

    Depois de tapa no Oscar, Chris Rock debocha da briga judicial entre Johnny Depp e Amber Heard

    Enquanto o processo por difamação continua, o Screen Rant divulgou que uma das testemunhas do julgamento, a produtora Kathryn Arnold, compartilhou novos detalhes sobre a extensão do papel de Heard em Aquaman e o Reino Perdido. De acordo com ela, além de Momoa e Wan terem brigado para manter Amber no filme, a atriz não teria sido convidada para participar das fotografias para o pôster oficial, sendo proibida também de aparecer no evento DC FanDome deste ano.

    "A Sra. Heard não foi convidada para estar no pôster ou no evento [DC FanDome], e de fato eles disseram que ela não poderia estar lá. Em fevereiro de 2021, houveram conversas sobre não renovar seu contrato. Os empresários dela lutaram muito e então conseguiram a renovação; não apenas por conta do que sua equipe fez, mas também porque Jason Momoa e o diretor James Wan se comprometeram com ela”, afirmou Arnold.

    O testemunho da produtora vai de encontro com algumas alegações que Heard fez durante o julgamento. A atriz chegou a testemunhar que a Warner Bros. queria cortá-la do filme do DCEU mesmo antes da produção começar a ser rodada, alegando que o estúdio tinha preocupações a respeito de sua química com Momoa. Recentemente, ela ainda declarou que a Warner reduziu seu papel com medo da repercussão do caso.

    "Eu recebi um roteiro e, em seguida, novas versões sem determinadas cenas de ação, que retratavam minha personagem brigando com outro. Eles basicamente comeram uma parte do meu papel. Eles apenas removeram um bocado", contou Heard. "Perdi oportunidades. Fui dispensada de empregos e campanhas. Lutei para manter meu emprego e a maior oportunidade de filme que tive até hoje: Liga da Justiça, com a opção de [estrelar] Aquaman. Tive que lutar muito para ficar na Liga da Justiça porque essa foi a época do divórcio", completou.

    Aquaman and the Lost Kingdom (no original), tem estreia prevista para 17 de março de 2023. O filme traz, além de Momoa e Heard, nomes como Patrick Wilson, Yahya Abdul-Mateen II, Nicole Kidman e Willem Dafoe. Entre os recém-chegados ao elenco estão Jani Zhao, Indya Moore e Vincent Regan.

    Aquaman and the Lost Kingdom
    Aquaman and the Lost Kingdom
    Criador(es): James Wan
    Com Jason Momoa, Amber Heard, Yahya Abdul-Mateen II, Patrick Wilson, Dolph Lundgren
    Data de lançamento 17 de março de 2023
    Johnny Depp não vai retornar para Piratas do Caribe "neste momento", confirma produtor da franquia
    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top