Minha conta
    Rafael Felizardo
    Rafael Felizardo
    Redator | Crítico
    Biografia

    Rafael começou a se apaixonar por cinema na infância, nas madrugadas do canal SBT, onde mantinha-se acordado – escondido dos pais – para assistir a episódios de Além da Imaginação. Tal hobby, futuramente, culminaria em uma das grandes paixões da sua vida: o audiovisual.

    Alguns anos mais tarde, passou a escrever. Ocupava o horário das aulas escrevendo contos e outras coisas que germinavam em sua cabeça. Por vezes, seus pais foram chamados à escola pois “Rafael passa muito tempo olhando pro nada, disperso”. Foi em uma dessas vezes que ele chegou à conclusão que, um dia, gostaria de escrever para ganhar a vida.

    A paixão pela escrita e o gosto por política o levaram a cursar Ciências Sociais na UFRJ. A jornada foi satisfatória, porém, Rafael percebeu que ainda não era aquilo que queria. A junção da escrita com um de seus maiores hobbies, o cinema, iluminou sua mente: seu futuro estava no jornalismo, falando sobre a sétima arte, mais especificamente, no AdoroCinema.

    Um filme: Eraserhead

    Uma série: Além da Imaginação

    Uma cena: Vincent Vega injetando heroína ao som de Bullwinkle Part II, em Pulp Fiction

    Uma frase: "I think human consciousness is a tragic misstep in evolution.” – Rust Cohle, em True Detective

    Uma música: Reflection - Tool

    Para rir: Clerks

    Para chorar: A Vida é Bela

    Para tomar susto: Jacob's Ladder (1990)

    Um cineasta: David Lynch

    Uma atriz: Léa Seydoux

    Um ator: Mads Mikkelsen

    Um personagem: Mr. Blonde (Michael Madsen, em Cães de Aluguel)

    Back to Top