Minha conta
    Matrix: Resurrections: O que esperar do novo filme da franquia de Keanu Reeves?
    9 de set de 2021 às 15:15
    Rafael Felizardo
    Rafael Felizardo
    -Redator
    Sonhador desde pequeno e apaixonado por cinema de A a Z, encontrou em David Lynch um modo de sonhar acordado.

    Matrix 4: Após 18 anos desde Matrix: Revolutions, Neo e Trinity estão de volta no quarto capítulo da saga.

    Com grande expectativa desde o anúncio de seu nome na CinemaCon deste ano, enfim, foi divulgado oficialmente o trailer de Matrix Resurrections (ou "Matrix 4"), filme de uma franquia que marcou a história do gênero ficção científica —  e também um dos favoritos dos usuários do AdoroCinema.

    Precisando conquistar um novo público, mas sem esquecer do antigo, o trailer apresentou alguns elementos já conhecidos dos amantes da saga, como a famigerada pílula vermelha e a tatuagem de coelho branco, abrindo espaço para diversas teorias e colocando, também, algumas dúvidas em nossa cabeça.

    Previsto para estrear no dia 16 de dezembro nos cinemas brasileiros, e, desta vez, sem Lilly Wachovisky — que junto de Lana Wachovisky dirigiu os filmes anteriores —, o longa traz de volta Keanu Reeves e Carrie-Anne Moss nos papéis de Neo e Trinity, além de outros rostos já conhecidos de outras produções.

    Confira abaixo o que esperar de Matrix Resurrections:

    Matrix 4 ganha site interativo e teaser trailer com retorno de Keanu Reeves como Neo
    RELEMBRE O QUE ACONTECEU NA TRILOGIA MATRIX

    Em maio de 1999, estreava em solo brasileiro um longa-metragem que viria a se tornar um marco para o cinema. Com impressionantes cenas de ação e misturando a filosofia de Platão a um cenário pós-apocalíptico, Matrix conquistou o coração do público e da crítica, consequentemente, ganhando duas continuações: Matrix: Reloaded e Matrix: Revolutions.

    No início da trilogia, acompanhamos a jornada de Thomas Anderson despertando, através da identidade de Neo, as habilidades de um ser escolhido para salvar a raça humana. Por meio de um encontro com os misteriosos Morpheus (Laurence Fishburne) e Trinity, Thomas descobre que é vítima da Matrix, um sistema de computador, criado por máquinas, que manipula a mente das pessoas, gerando a ilusão de um mundo real, enquanto utiliza os cérebros e os corpos dos indivíduos de modo a produzir energia elétrica para seu sustento. Na trama, Morpheus está convencido de que Neo é uma espécie de Messias, capaz de enfrentar as máquinas e conduzir as pessoas de volta à realidade, fora da Matrix.

    Se Matrix mostra a descoberta de Neo em um novo mundo, Matrix: Reloaded apresenta o desenvolvimento desse personagem como a figura do Escolhido. Apostando em grandiosas cenas de ação, a segunda parte da trilogia explora a jornada de Neo de volta à Fonte, em sua busca por entender o que ele realmente é e qual é o seu propósito. No processo, mais uma vez com a ajuda de Trinity e Morpheus, Neo luta contra um programa que age como um vírus, rebelando-se contra o sistema e ameaçando, com isso, todas as vidas conectadas à Matrix.

    No suposto último capítulo da saga de Neo, nos é mostrado o desfecho de sua jornada. Matrix: Revolutions finaliza a trilogia com a união entre Neo e as máquinas, buscando eliminar o programa rebelde que ameaça toda a Matrix, e consequentemente, as vidas humanas conectadas a ela. Ganhador de Oscars e outros importantes prêmios do cinema, a saga do Escolhido ganhava, também, seu capítulo final, apresentando um fechamento que, para muitos, era considerado ambíguo. Isso até aquele momento.

    O QUE ESPERAR DE MATRIX RESURRECTIONS?

    Com o lançamento do trailer de Matrix 4, alguns elementos já são passíveis de análise, como o fato de que Neo, ou melhor, Thomas Anderson, parece não se lembrar dos eventos acontecidos nos filmes anteriores. Mesmo Resurrections sendo uma sequência, parece que o ocorrido em Revolutions levou o Sr. Anderson à perda de sua memória, ou, talvez, à reinicialização da Matrix, como citado pelo Arquiteto em Reloaded.

    Vale ressaltar a presença das famosas pílulas azul e vermelha, além da tatuagem de coelho branco (um livro de Alice no País das Maravilhas também aparece no trailer), como a que Trinity apresentou no primeiro filme. Em determinado momento, também é possível ver as icônicas transformações dos agentes do sistema. Tais detalhes nos levam a crer que, apesar de ser um novo filme, com novo enredo, antigos elementos estarão de volta, ativando o lado nostálgico dos fãs.

    Fora isso, é possível teorizar algumas coisas, como: o personagem que luta com Neo é o Morpheus? As máquinas se colocaram, mais uma vez, contra os humanos, apesar do acordo em Revolutions? O personagem de Neil Patrick Harris é um programa? Enfim, essas e outras perguntas serão respondidas apenas em dezembro, com o lançamento do longa. Até lá, nos resta especular, mesmo.

    Matrix: Resurrections
    Matrix: Resurrections
    Criador(es): Lana Wachowski
    Com Keanu Reeves, Carrie-Anne Moss, Jada Pinkett Smith, Yahya Abdul-Mateen II, Priyanka Chopra Jonas
    Data de lançamento 22 de dezembro de 2021

    Lotado de estrelas, o elenco de Matrix Resurrection ainda conta com Jada Pinkett SmithYahya Abdul-Mateen IIPriyanka Chopra JonasJonathan Groff e Jessica Henwick.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    • Rochaque
      Li seu comentário e concordei com absolutamente tudo, fiquei surpreso quando fui curti e vi que somos xarás hahaha
    • Enio
      A julgar pelo trailer, esse Resurrections (que já tenta se justificar pelo título) indica estar cometendo os mesmos erros de outros SAUDOSISMOS, a exemplo de Blade Runner 2049 ou Star Wars VII.Ao invés de explorar o argumento, dando continuidade a trama com novos personagens, novos desdobramentos... ERRAM ao repetir, não apenas a presença de personagens concluídos como Neo e Trinity, mas também a mesma fórmula de interação, repetindo até as clássicas cenas... e assim, forçando a barra ao reprisar o sucesso de quase vinte anos atrás, dando margem ao patético e ao clichê. E esse visual Jonh Wick só pioram ainda mais as coisas.Uma pena, pois, o conceito de Matrix é um marco não apenas no mundo cinematográfico, mas tbm na própria definição de REALIDADE, revelando um paradoxo existencial sobre como a mente consegue ou não distinguir entre o real e virtual.
    Mostrar comentários
    Back to Top