Minha conta
    Praia do Futuro, Flores Raras e outros filmes LGBTQ+ brasileiros para comemorar o mês do orgulho
    28 de jun. de 2021 às 14:30
    Nathalia Jesus
    Nathalia Jesus
    -Redatora e crítica
    Especialista quando se trata de filmes que abordam o amor plural, principalmente entre duas mulheres. Com uma lista gigante de recomendações (para todo o tipo de recorte) e produções LGBTQ+ já assistidas, ela considera precioso cada minuto que passou em frente às telas prestigiando tais romances.

    A lista de filmes conta com elenco formado por Glória Pires, Leandra Leal, Wagner Moura, Letícia Sabatella, Ana Paula Arósio e outros nomes de peso no cinema nacional.

    Hoje é o Dia Internacional do Orgulho LGBTQ+ e marca um período de força e resistência conhecido como Rebelião de Stonewall. O movimento ocorreu em 1969, quando gays, lésbicas, transexuais e drag queens iniciaram uma série de protestos contra as ações violentas da polícia de Nova York, que queriam interditar o bar Stonewall Inn por ter se tornado um local de acolhimento e encontro do público pertencente à comunidade.

    10 filmes e séries com casais LGBTQ+ interraciais e afrocentrados para assistir em junho

    Outra data memorável este mês foi o Dia do Cinema Brasileiro, em 19 de junho, cuja comemoração é dedicada ao registro das primeiras imagens em movimento no Brasil, no ano de 1898. Para reunir dois momentos tão importantes em junho, o AdoroCinema preparou uma lista com produções LGBTQ+ brasileiras imperdíveis. Confira:

    Flores Raras

    Estrelado por Glória Pires e Miranda OttoFlores Raras conta a história real da escritora Elizabeth Bishop, uma poetisa americana vencedora do Prêmio Pulitzer que sai de Nova York e se muda para o Rio de Janeiro, com o objetivo de lutar contra seu bloqueio criativo. Já em território brasileiro, ela conhece a arquiteta Lota de Macedo Soares e as duas se envolvem em um romance conturbado pelo alcoolismo, distância geográfica, divergências ideológicas e o golpe militar em 1964.

    Sócrates

    Sócrates tem como protagonista o ator Christian Malheiros, da série Sintonia, disponível na Netflix. No filme, o personagem-título, de 15 anos de idade, se vê desamparado quando a mãe morre. Lidando com o luto e a solidão, ele precisa enfrentar sua nova realidade na grande São Paulo, tentando sobreviver sem recursos suficientes enquanto sobre preconceito devido à sua sexualidade.

    As Boas Maneiras

    As Boas Maneiras é protagonizado por Marjorie EstianoIsabél Zuaa e conta a história de Clara, uma enfermeira moradora da periferia de São Paulo que é contratada pela rica e misteriosa Ana para ser babá de seu filho ainda não nascido. As duas mulheres se aproximam e desenvolvem um vínculo especial, mas uma fatídica noite coloca a relação delas à prova.

    Praia do Futuro

    Em Praia do Futuro, Donato (Wagner Moura) trabalha como salva-vidas, enquanto Konrad (Clemens Schick) é um ex-militar alemão em busca de emoções e está de férias com um amigo. Em meio a um acidente marítimo, Dona salva Konrad do afogamento, mas não consegue salvar o amigo do rapaz, fazendo com que eles se conectem emocionalmente de forma profunda. Após o desdobramento daquele fatídico dia, os dois vão juntos para Berlim, onde exploram a liberdade, o amor e a busca pela própria identidade. No entanto, uma visita inesperada coloca o mundo quase perfeito deles em declínio.

    Querida Mamãe

    Com Letícia SabatellaSelma Egrei no elenco, Querida Mamãe acompanha Helô, uma jovem mulher que tem um relacionamento conturbado com sua mãe, Ruth, e está presa a um casamento infeliz. Tudo muda quando ela conhece Leda, uma artista por quem ela se apaixona e começa um romance emocionante. Apesar de tudo estar indo bem em sua vida romântica, Helô passa a enfrentar um novo conflito com a mãe Ruth, que desaprova sua orientação sexual.
    Hoje Eu Quero Voltar Sozinho

    Hoje Eu Quero Voltar Sozinho é um dos filmes de temática LGBTQ+ mais marcantes, apesar da simplicidade do enredo. E inclusive, é exatamente isso que procuramos em uma obra sobre casais gays e lésbicos. Romances calmos e clichês sem meios e finais trágicos, como todos deveriam ter direito de viver. O longa-metragem conta a história de Leonardo, vivido por Ghilherme Lobo, um adolescente cego em busca de independência. Sua vida cotidiana, o relacionamento com sua melhor amiga, Giovana (Tess Amorim), e a maneira como ele vê o mundo muda completamente com a chegada de Gabriel (Fabio Audi). Os rapazes se apaixonam de forma pura e bonita, sem preconceitos com limitações físicas e sem medo de se entregarem ao novo e desconhecido.

    O Uivo da Gaita

    No enredo de O Uivo da Gaita, um jovem casal, Pedro (Jiddu Pinheiro) e Antônia (Mariana Ximenes), tem o relacionamento enfraquecido após a mulher conhecer Luana (Leandra Leal) e se apaixonar. Juntas elas vivenciam romance, sedução, medo e angústia sobre o futuro em uma trama cujos amores apresentam extrema liquidez.

    Tinta Bruta

    Tinta Bruta traz Shico MenegatBruno Fernandes nos papéis principais. Na trama, enquanto enfrenta acusações criminais, Pedro deve lidar com a decisão repentina de sua irmã de se mudar e deixá-lo para trás. Sozinho na escuridão de seu quarto, ele dança coberto de tinta neon, enquanto milhares de estranhos o assistem pela webcam.

    Como Esquecer

    Com Ana Paula ArósioBianca Comparato e Arieta CorrêaComo Esquecer tem a história centrada em Júlia, uma professora de Literatura Inglesa que luta contra a depressão enquanto tenta se recompor de novo depois de seu longo e intenso caso de amor com Antônia. Sentindo-se abandonada após o término, Júlia vive em extrema melancolia e dor em sua readaptação para uma nova vida.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top