Minha conta
    Disney: Você conhece esses 5 personagens LGBTQI+ do estúdio?
    Por Katiúscia Vianna — 27 de mar. de 2021 às 20:00

    De A Bela e a Fera até Marvel, passando pelo mundo de High School Musical, a representatividade LGBTQIA+ vem crescendo na Disney.

    Representatividade é algo muito importante, por isso, nos últimos anos, cresce a demanda pela presença de personagens LGBTQIA+ na cultura, que não sejam baseados apenas em estereótipos ou são ignorados pela trama principal de determinada obra. Recentemente, a Disney (finalmente!) abriu as portas para a inclusão, começando tal processo bem aos poucos, seja com beijos gays em suas animações, até surgirem papéis que abordem tal tema.

    Lorelay Fox analisa a representatividade LGBTQIA+ na Disney (Entrevista)

    O que começou nas séries da Disney, finalmente está encontrando seu rumo em direção aos filmes, mas esse é um processo que ainda está caminhando. Muitos pediram uma namorada para Elsa, mas nada aconteceu. O ship Poe (Oscar Isaac) e Finn (John Boyega) ficou apenas nas fanfics de Star Wars... Ou seja, ainda há muito para se avançar, mas a companhia de Mickey Mouse está dando seus primeiros passos. 

    Aproveitando a recente discussão se Raya e o Último Dragão apresenta um romance gay, o AdoroCinema reúne cinco personagens gays das empresas Disney, cuja identidade LGBTQIA+ foi confirmada, de alguma forma, pela narrativa ou pelos responsáveis. Veja abaixo:

    LeFou - A Bela e a Fera

    Quando o remake live-action de A Bela e a Fera estava prestes a ser lançado, o diretor Bill Condon chocou ao dizer que LeFou (Josh Gad) seria o primeiro personagem gay dos filmes Disney. Na realidade, o longa só trazia uma dança dele com outro homem, mas já foi o suficiente para polemizar e fazer o filme ser censurado em alguns países. "Um dia, LeFou quer ser Gaston. No outro, quer beijá-lo. Ele está confuso sobre o que quer", declarou o cineasta.

    Specter - Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica

    Durante décadas, fãs cogitaram se alguns clássicos vilões das animações eram gays, mas a primeira personagem abertamente LGBT em um longa do gênero na Disney foi a policial Specter — dublada pela premiada roteirista e ativista Lena Waithe em Dois Irmãos - Uma Jornada Fantástica. Durante um encontro inesperado com os protagonistas da história, a oficial comenta, casualmente, sobre o filho de sua namorada.

    Opinião: Por que os personagens gays da Disney incomodam, mas não precisariam incomodar

    Cyrus - Andi Mack

    Já Cyrus (Joshua Rush) foi o primeiro personagem a dizer "eu sou gay" em uma série do Disney ChannelAndi Mack sempre se destacou por tratar de temas complexos com naturalidade e, neste caso, não foi diferente. O jovem garoto assumiu sua sexualidade na segunda temporada, quando ele revelou ter crush num menino. Quando a série chegou ao fim, a trama ainda lhe rendeu um possível namorado, EJ (Luke Mullen). 

    Carlos e Seb - High School Musical: O Musical: A Série

    Atualmente caminhando para sua segunda temporada, o público ainda está começando a ver o desenrolar desse fofo relacionamento de High School Musical: O Musical: A Série. Carlos (Frankie A. Rodriguez) e Seb (Joe Serafini) se aproximaram durante a produção da peça da escola, onde o primeiro foi coreógrafo e o outro interpretou Sharpay. Inclusive, os dois vão juntos ao baile da escola. Também é importante ressaltar que a protagonista Nini (Olivia Rodrigo) tem duas mães.

    High School Musical: Lucas Grabeel participa da série e diz que a sexualidade de Ryan não tem rótulos

    Valquíria - Universo Cinematográfico Marvel

    Tessa Thompson falou. Taika Waititi indicou. Kevin Feige confirmou: Valquíria é a primeira heroína LGBT do Universo Cinematográfico Marvel. Enquanto tem muita gente shippando ela com a Capitã Marvel de Brie Larson na internet, os rumores apontam que é mais provável ela encontrar seu par romântico em Thor: Love and Thunder. Afinal, como sua própria intérprete disse, a atual líder de Asgard precisa encontrar sua rainha.

    Bônus: Greg - Segredos Mágicos

    Parte do programa SparkShorts da Pixar, Segredos Mágicos (ou Out, no original) é o primeiro curta do estúdio a ter um protagonista LGBTQIA+ na história. A obra acompanha Greg, que está se mudando com o namorado, Manuel, mas ainda assumiu sua sexualidade para os pais. A trama também envolve uma troca de corpos com um cachorro, culminando numa fofura só. Já disponível no catálogo do Disney+.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top