Minha conta
    Já vimos a 5ª temporada de Elite: Primeiras impressões sobre a série, que volta com novo mistério e mais personagens
    5 de abr. de 2022 às 12:32
    Aline Pereira
    Aline Pereira
    -Redatora | crítica
    Jornalista que ama boas histórias e combina a paixão por cinema e TV com comunicação para mergulhar ainda mais nos universos e personagens que já fazem brilhar os olhos. Pipoca, suspense, dramédia e uma pitada de reality são a receita perfeita para todos os dias.

    5ª temporada de Elite estreia nesta sexta-feira (8) e o AdoroCinema já assistiu aos primeiros episódios; confira nossas primeiras impressões.

    Pouco menos de um ano após o lançamento da 4ª temporada, que terminou com reviravoltas importantesElite está de volta para dar sequência à vida complicada dos alunos do colégio Las Encinas. Com a chegada de personagens importantes e mais um mistério no ar, a continuação da série promete tornar todas as tramas ainda mais tensas. O AdoroCinema já assistiu aos três primeiros episódios da 5ª temporada e compartilhamos, a seguir, nossas primeiras impressões. Sem spoilers, não se preocupe!

    Qual é a história da 5ª temporada de Elite?

    Um novo período letivo se inicia após os acontecimentos terríveis da 4ª temporada, quando Guzmán (Miguel Bernardeau) matou e escondeu o corpo de Armando (Andrés Velencoso), agressor de Mencía (Martina Cariddi) e Ari (Carla Díaz), com a ajuda de Rebeka (Claudia Salas) e Samuel (Itzán Escamilla). Ao retornar, o grupo lida com as consequências do segredo escondido, enquanto mais perguntas ainda precisam ser respondidas.

    A escola adota regras mais rígidas e o cerco está ainda mais apertado ao redor dos filhos do diretor Benjamín (Diego Martín). Rebeka e Mencía têm assuntos inacabados para resolver, assim como Samuel e Ari, que vive um momento confuso após a experiência de quase morte na temporada anterior.

    Novos personagens são fortes e devem conquistar fãs

    A grande novidade dos primeiros episódios de Elite é a apresentação de dois novos protagonistas: Iván (André Lamoglia) e Isadora (Valentina Zenere), que vêm com histórias interessantes e cheias de potencial para entregar personagens carismáticos, nem que sejam do tipo que vamos amar odiar - como é o caso de Isadora. A nova aluna do Las Encinas chega com ares de Lucrecia (Danna Paola): mimada, não muito confiável, mas, ainda assim, magnética.

    A principal questão aqui é que os primeiros episódios pesam um pouco a mão no mistério ao redor dela. É difícil entender de onde veio, o que quer e, especialmente, o que a levou até ali, característica que, ao que tudo indica, será crucial para o desenvolvimento de sua história. Com tantos elementos ainda desconhecidos no ar, sua presença em meio ao resto do grupo não parece muito natural e a sensação é de que a série aposta mais no carisma da atriz do que na trama da personagem para torná-la atrativa. 

    Por outro lado, Isadora surge em um contexto delicado e as atitudes que tomou até agora podem colocá-la em uma trajetória perigosa - nestes primeiros momentos é impossível cravar, mas ficamos com um pé atrás ao tentar montar este quebra-cabeça.

    Enquanto isso, Iván chega com uma trama que pode ser um bom contraponto ao que parte de seus colegas vive: o jovem é filho de um jogador de futebol festeiro e, aparentemente, alienado ao bem-estar do adolescente, que precisa agir como o adulto responsável da casa. Nesse sentido, pode ser interessante descobrir como ele vai interagir com colegas que vêm de ambientes mais rígidos, como os filhos de Benjamín.

    Para os fãs brasileiros, ainda há uma “graça” a mais: o novo personagem é interpretado pelo ator carioca André Lamoglia, que lança frases em português ocasionalmente. Como os fãs de Elite já sabem, a descoberta e as experimentações com a própria sexualidade são parte importante das tramas dos protagonistas e, nesse contexto, Iván traz uma abordagem nova para o assunto e que dá a ele, logo de cara, destaque na série. É, sem dúvidas, um dos personagens mais interessantes de se acompanhar.

    Mudança de foco com os personagens antigos

    O que mais chama atenção nos primeiros episódios é a ausência de Mencía: grande protagonista da 4ª temporada, a adolescente aparece bem menos no início da 5ª temporada. A primeira parte de sua história aqui é um pouco desconexa e a personagem toma decisões muito questionáveis - compreensíveis após os últimos acontecimentos, mas, ainda assim, não parecem naturais à personagem que foi apresentada ao público. 

    Por outro lado, Phillipe (Pol Granch) é destaque no começo da temporada: na última vez em que encontramos o personagem, havia uma questão importante em torno de um abuso sexual cometido por ele, trama que encontrará desdobramentos agora. Mas aqui também a sensação é de que a série pode escolher um caminho perigoso para conduzir as coisas - os primeiros episódios ainda não deixam claro. 

    Quanto aos veteranos, Samuel é um dos mais relevantes, mas difícil de se conectar: embora já tenha sido protagonistas dos acontecimentos mais tensos de Elite até agora, o adolescente continua perdido e parece ingênuo demais em suas decisões e nas conclusões que tira a respeito do que acontece ao seu redor. 

    Aqui, o ponto mais positivo é o reforço da personalidade dos outros: Rebeka e Patrick, por exemplo, mostram o que têm de mais cativante. Em termos de amadurecimento, a dupla é, certamente, a que mais aprendeu com a própria história e, consequentemente, seus dramas são mais desafiadores e mais envolventes. 

    Quando estreia Elite 5?

    A 5ª temporada de Elite terá oito episódios e estreia no catálogo da Netflix nesta sexta-feira, 8 de abril.

    Elite
    Elite
    Data de lançamento 5 de outubro de 2018 | min
    Séries : Elite
    Com Georgina Amorós, Itzan Escamilla, Miguel Bernardeau, Claudia Salas, Miguel Bernardeau
    Usuários
    4,2
    Assistir em streaming

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top