Minha conta
    Sombra e Ossos é a nova Game of Thrones? Veja semelhanças entre as duas séries de TV
    Por Vitória Pratini — 29 de abr. de 2021 às 16:00

    Série da Netflix e da HBO têm muito em comum, incluindo as personagens Alina Starkov e Daenerys Targaryen.

    Sombra e Ossos, novo fenômeno da Netflix, tem várias influências de Game of Thrones, sejam elas positivas e negativas. Afinal, ambas são séries épicas de fantasia inspiradas em livros populares de autores renomados: Shadow and Bone é baseado em Shadow and Bone é baseado em duas sagas de livros da autora Leigh Bardugo, enquanto GoT é do autor George R.R. Martin. Ainda que a série da Netflix não tenha conseguido alcançar a excelência do premiado seriado da HBO, alguns elementos das duas produção são muito similares. Quer saber quais são? O AdoroCinema separou 5 semelhanças entre Sombra e OssosGame of Thrones. Confira abaixo!

    Sombra e Ossos: O que esperar da 2ª temporada da série da Netflix?

    Alina é como a Daenerys de Sombra e Ossos
    Netflix, HBO

    Tantos os livros de George R.R. Martin quanto a série Game of Thrones não tinham um protagonista fixo. Em Westeros e nos reinos, vários personagens que poderiam ser considerados o protagonista principal em diversos momentos. Isso também acontece com Sombra e Ossos, com parte da produção focada nos corvos Kaz (Freddy Carter), Jesper (Kit Young) e Inej (Amita Suman). No entanto, Alina Starkov é o ponto central da trama, assim como nos livros. A personagem de Jessie Mei Li tem muitas semelhanças com Daenerys Targaryen (Emilia Clarke): origem órfã, seduzida por poder, ascensão à riqueza e poder, sofre uma queda e passa a ser temida por causa de seu poder. Mas ambas não deixam de ser ingênuas. Assim como chegamos a duvidar se suas intenções são altruístas, egoístas ou mesmo nobres. E as duas têm "confidentes", pena que a de Alina era "do mal".

    Da mesma maneira, as reviravoltas envolvendo Alina e sua mudança de caráter passam muito rápido ao longo dos oito episódios de Sombra e Ossos — justamente porque a série está dividida em diversos arcos narrativos. Isso também acontece com Daenerys e foi uma das principais críticas em relação ao final de Game of Thrones.

    Game of Thrones: Conheça o elenco do spin-off House of the Dragon

    Game of Thrones e Sombra e Ossos têm mitologias ricas

    Game of Thrones se beneficiou fortemente da rica mitologia que George R. R. Martin estabeleceu em seus livros As Crônicas de Gelo e Fogo. Claro que, assim a adaptação da HBO ultrapassou os livros, ela entrou em declínio, mas a construção do mundo nunca sofreu, graças a ter uma base tão forte. É em parte o que tornou a série tão bem-sucedida. Da mesma forma, o Grishaverse de Leigh Bardugo — o nome dado ao mundo ficcional que engloba a trilogia Shadow & Bone e a duologia Six of Crows — também está repleto de mitologia complexa e um universo mágico claramente definido. Tal como acontece com Game of Thrones, existem grupos de pessoas, conhecidos como Grisha, que ainda praticam magia, conhecida como a "Pequena Ciência". Existem terras onde a magia quase morreu ou é evitada, como Fjerda, e reinos onde ainda é abraçada e praticada, como Ravka.

    Sombra e Ossos: Jesper é um Grisha?

    Nina e Matthias são Jon Snow e Ygritte
    Netflix, HBO

    Um dos arcos mais arrastados de Sombra e Ossos é o da espiã Nina (Danielle Galligan) e do caçador de bruxas Matthias (Calahan Skogman). À princípio inimigos, eles salvam um ao outro e precisam sobreviver em um lugar gelado, indo parar em uma cabana sozinhos. Matthias é ingênuo, e desconhece a verdadeira origem dos Grisha, enquanto Nina tenta contar a verdade e mostrar a ele uma visão menos sexista do mundo. Rola até uma sedução. Tudo culmina em um momento em que, para salvá-lo, ela tem que traí-lo e a seu povo.

    Claramente o arco entre eles é uma tentativa da série da Netflix de imitar o relacionamento entre Jon Snow (Kit Harington) e Ygritte (Rose Leslie) em Game of Thrones. Eles também ficam sozinhos Para Lá da Muralha, tem que sobreviver, a moça selvagem diz que Snow "não sabe de nada" e tenta expandir sua visão de mundo. No fim, ela fica dividida entre ele e seu povo Selvagem, enquanto Jon também tem que escolher entre ela e a Patrulha da Noite. 

    Sem contar que Mal e seus companheiros em busca do Cervo no meio da neve se assemelha muito às missões de Jon Snow e da Patrulha além da Muralha em Game of Thrones. Inclusive pela violência das cenas.

    10 anos de Game of Thrones: Os 10 melhores episódios da série, segundo o AdoroCinema

    Mundo fantástico é inspirado no mundo real


    Ambas as séries tem mundos fictícios cujas culturas e reinos são baseados e inspirados no mundo real. No universo de Game of Thrones, Westeros era o equivalente ao Reino Unido, Bravos era uma Veneza fantástica e a Muralha era igual à Muralha de Adriano e aos ferozes celtas pagãos que vagavam ao norte dela.

    O mundo de Sombra e Ossos é semelhante. Ravka é análogo à Rússia czarista do início de 1800, a cidade de Ketterdam é uma Amsterdã modificada e Fjerda representa nossos países nórdicos, entre outras comparações

    Profunda intriga política e reinos em guerra
    Netflix, HBO

    Um dos elementos mais interessantes de Game of Thrones era o conflito político e as intrigas entre as Casas competindo pelo Trono de Ferro. O Grishaverse também tem reinos e países distintos, cada um com suas próprias agendas políticas e militares.

    Ravka é um reino que não está apenas lutando com as importações e suprimentos sendo lentamente sufocadas graças à Dobra das Sombras, mas também que está em guerra com os reinos vizinhos Shu Han e Fjerda. Além do mais, a destituição da terra e a devastação causada pelo fato de a Dobra ser amplamente ignorada pelo fraco rei Ravkan, Alexandre III, significa que uma guerra civil também está sendo fomentada silenciosamente.

    Junto com os maiores conflitos internacionais estão as maquinações e esquemas pessoais fermentando a portas fechadas. Alina e seu poder de Conjuradora do Sol incita que várias partes interessadas têm seus próprios motivos para querê-la ao seu lado — ou que ela seja eliminada por completo. Nem todo mundo quer que a Dobra das Sombras seja destruída, incluindo reinos externos que buscam capitalizar a vulnerabilidade de Ravka e os contrabandistas que estabeleceram empresas lucrativas no mercado negro construídas ao redor da Dobra. Todo mundo têm seus segredos, até mesmo os protagonistas da história. Todo mundo está jogando seu próprio jogo, e a complexidade dos personagens torna as representações muito mais interessantes do que heróis e vilões diretos.

    Tal narrativa, é claro, gera cenas violentas, algumas tão sangrentas quanto em Game of Thrones.

    De Sombra e Ossos e Westworld: Conheça a carreira de Ben Barnes, o General Kirigan

    Com um gancho para uma segunda temporadaSombra e Ossos está disponível no catálogo da Netflix.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top