Minha conta
    Superman foi motivo de Zack Snyder ter feito seu recente filme da Liga da Justiça; entenda!
    5 de ago. de 2021 às 18:22
    Nathalia Jesus
    Nathalia Jesus
    -Redatora e crítica
    Apaixonada por filmes e séries (principalmente sul-coreanos), a redatora é uma contadora de histórias no mundo do entretenimento. No AdoroCinema, ela acompanha os principais lançamentos, premiações, festivais e solta o verbo em discussões relacionadas à diversidade e inclusão na sétima arte.

    Lançado neste ano, Snyder Cut agradou ao público da DC após versão de Joss Whedon em 2017.

    Neste ano, Zack Snyder lançou seu corte de Liga da Justiça e foi bem recepcionado pela crítica e público — e um dos principais motivos para a nova versão do filme ter ido aos cinemas foi Superman. Isso mesmo! O diretor ficou incomodado com a aparição do herói no longa-metragem de Joss Whedon e argumentou que não queria que o legado do Super-Homem fosse lembrado por memes na internet. A última aparição do Superman de Henry Cavill no Universo Estendido DC (DCEU) foi um fracasso com a versão finalizada em 2017. Um dos maiores erros encontrados na versão de Joss Whedon da Liga da Justiça envolveu a remoção desleixada do bigode de Cavill por meio de computação gráfica.

    Liga da Justiça: Zack Snyder revela que deixou um "grande gancho" no final do filme

    Embora Superman obviamente não tenha bigode, o contrato de Henry Cavill com a Paramount o impediu de raspar os pelos faciais, na época em que o ator estava gravando Missão Impossivel – Efeito Fallout. Isso resultou em cenas esquisitas em que o lábio superior do Superman parecia visivelmente editado, criando um efeito nitidamente falso. A má qualidade da exclusão do bigode em Liga da Justiça rapidamente se tornou motivo de chacota entre os fãs. Em entrevista para a MTV News, Zack Snyder relatou: “Estou aliviado por termos conseguido fazer isso! Eu sentia que o legado do Superman merecia mais respeito, tanto pelo personagem quanto pelo árduo trabalho de Henry nos últimos dez anos. É triste pensar que as piadas e chacotas poderia ter sido a última visão que o público teria do Superman.”

    Saída de Zack Snyder de Liga da Justiça em 2017

    Liga da Justiça - Snyder Cut
    Liga da Justiça - Snyder Cut
    Data de lançamento 18 de março de 2021 | 4h 02min
    Criador(es): Zack Snyder
    Com Ben Affleck, Henry Cavill, Gal Gadot
    Usuários
    4,5
    Adorocinema
    4,0
    Assista agora em HBO Max

    Zack Snyder originalmente era o diretor de Liga da Justiça, mas se afastou da produção devido ao falecimento da filha. Enquanto estava fora, a Warner Bros. contratou Joss Whedon para reescrever e dirigir em seu lugar, trazendo uma proposta mais bem-humorada parecida com a Marvel, uma vez que o cineasta foi responsável por comandar as gravações de Vingadores e a sequência Era de Ultron. No entanto, Snyder não aceitou a mudança no enredo e, por divergências criativas, se retirou de vez.

    Quatro anos depois, em março de 2021, Zack Snyder lançou sua própria versão de Liga da Justiça e causou comoção entre os fãs que há muito tempo esperavam por isso. Quanto aos amantes do filme, o cineasta também exaltou e agradeceu pelo apoio e comentou sobre a liberdade criativa que eles tanto prezam em Hollywood.

    Snyder Cut: Quantidade insana de CGI foi usada para completar nova versão de Liga da Justiça

    “Eu realmente tenho uma dívida de gratidão para com a comunidade de fãs que me apoiou e me ajudou de uma forma muito interessante. Eles não me pedem para mudar o que eu faço como artista, eles apenas me pedem para fazer isso de todo jeito. Eles disseram, 'nós queremos tudo. Não se segure’. E eu acho que é uma mensagem realmente interessante para os consumidores enviarem a um artista. Acho que o grande medo em Hollywood é sempre que os fãs digam aos estúdios o que querem, mas a mensagem dos fãs aqui é deixar os artistas fazerem o que querem.” Por fim, o cineasta ainda relatou que a dor da tragédia em sua vida pessoal trouxe mais autenticidade em seus trabalhos recentes. “Embora ainda possa haver dor em sua arte, sua arte é a única maneira de usar essa dor para algo maior. Para mim, seja você um cineasta, escultor, escritor, carpinteiro, jardineiro, acredito que se você olhar bem fundo, sua mitologia pessoal se reflete nas coisas que você faz. E esta foi apenas uma versão pública disso. Ouça, eu faço filmes. É o que eu faço. Portanto, se eu fosse, digamos, um oleiro ou fabricante de tacos de sinuca, ou machados, teria expressado [minha dor] por meio disso. Vai sair.”

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top