Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    7 refilmagens de filmes de terror clássicos que vão perturbar a sua mente
    Por Bruno Botelho dos Santos — 4 de abr. de 2021 às 23:00

    De A Morte do Demônio a O Chamado, diversas refilmagens de filmes de terror vão te fazer perder o sono.

    Remakes e reboots são cada vez mais comuns na indústria cinematográfica nos últimos anos. Muitos desses quiseram recriar momentos icônicos dos filmes de terror que nos fizeram perder o sono com refilmagens de clássicos assustadores. 

    Grande parte dos remakes não precisam existir, mas Hollywood vai fazer mesmo assim. Na pior das hipóteses, a nova versão é ruim e rapidamente esquecida para não machar a reputação do original. No melhor dos casos, o remake é incrível e honra o legado deixado pelo original, proporcionando ao fã duas ótimas versões do mesmo filme para amar.

    Pensando nisso, o AdoroCinema separou uma lista com refilmagens de clássicos de terror que vão te perturbar – mas positivamente.

    A Morte do Demônio (2013)

    A Morte do Demônio, de 2013, é um dos melhores remakes de terror de todos os tempos e pode ser considerado um dos melhores filmes do gênero da década. Dirigido por Fede Alvarez, é uma nova versão do clássico Uma Noite Alucinante - A Morte do Demônio, de Sam Raimi, que faz parte de uma das franquias mais adoradas do gênero, ganhando até mesmo a série Ash vs Evil Dead. O filme cosegue se respeitoso com o legado do original, ao mesmo tempo que proporciona uma linguagem mais série e violenta. Vale lembrar que Uma Noite Alucinante 2, de 1987, já era uma refilmagem feita pelo próprio Sam Raimi.

    Mia (Jane Levy) é uma garota viciada em drogas. Ela é levada pelos amigos Olivia (Jessica Lucas) e Eric (Lou Taylor Pucci) para uma cabana isolada na floresta, no intuito de realizarem uma longa cura de desintoxicação. Para a surpresa de todos, o irmão de Mia, David (Shiloh Fernandez), rapaz afastado dos amigos e familiares há tempos, também aparece, junto de sua namorada, Natalie (Elizabeth Blackmore). Entretanto, eles são surpreendidos ao descobrirem que a cabana havia sido invadida, e que o porão parece uma espécie de altar grotesco, repleto de animais mortos. Lá eles encontram um livro antigo, trancado. Atraído, Eric resolve abri-lo e lê-lo em voz alta, sem imaginar as consequências de seus atos. Mia começa a manifestar um comportamento estranho, interpretado no início como sintoma da abstinência. No entanto, aos poucos, todos percebem que uma força demoníaca se apoderou de seu corpo.

    6 filmes marcantes de terror psicológico

    O Enigma do Outro Mundo (1982)

    O Enigma do Outro Mundo, de 1982, é um daqueles filmes que são refilmagens e você não sabia. Isso porque o filme dirigido por John Carpenter se tornou um clássico de terror e ficção científica, ficando mais conhecido que O Monstro do Ártico, de 1951.

    Na remota Estação 4 do Instituto Nacional de Ciências dos Estados Unidos estão 12 homens (cientistas e operários), que observam com espanto um norueguês tentar de todas as maneiras matar um cão, tanto que invade a estação e atira até nos americanos, mas é morto. O helicóptero, que trouxe o intruso, explode, matando os outros tripulantes e a razão daquilo fica sem explicação. Após isto o cachorro fica na base e os americanos começam a querer saber o que realmente aconteceu. O piloto de helicóptero J.R MacReady (Kurt Russell) se oferece para viajar até a base norueguesa e tentar achar alguma explicação. Chegando lá descobrem que o local foi destruído e descobrem um corpo mutilado, que parece de uma pessoa. Eles o levam para a base americana para ser estudado e só então surgem pistas do acontecido, pois o cachorro se transforma em uma terrível criatura que ataca os pesquisadores. Gradativamente concluem que estão diante de um alienígena, que pode se transformar em uma cópia exata das suas vítimas. Isto significa que membros da equipe podem ser mortos e a cópia assumir o lugar deles.

    Viagem Maldita (2006)

    Viagem Maldita, de 2006, é uma refilmagem do clássico Quadrilha de Sádicos, de 1977, dirigido por Wes Craven. O filme de Alexandre Aja consegue manter o nível do original, e até superar ele em alguns quesitos, ao não ser apenas uma repetição mais chocante. Pelo contrário, a nova versão volta sua trama para a ansiedade nuclear e consegue construir uma narrativa metafórica, ao mesmo tempo que sangrenta.

    Bob Carter (Ted Levine) é um detetive durão de Cleveland. Para comemorar seu aniversário de casamento com Ethel (Kathleen Quinlan), Bob decide levar toda a família para uma viagem através da California. A viagem é também uma oportunidade de fazer com que a família novamente se reúna, porém nem todos estão contentes com a decisão. Lynn (Vinessa Shaw), a filha mais velha do casal, está preocupada com a segurança e o conforto de seu bebê, enquanto que seu marido, Doug (Aaron Stanford), está mais interessado é em se aproximar do sogro. Brenda (Emilie de Ravin), a filha adolescente, não gosta de ter que deixar os amigos para fazer a viagem, com o caçula Bobby (Dan Byrd) estando mais interessado em brincar com os dois cães pastores que possui. Apesar das reclamações, todos se reúnem no trailer antigo de Bob e seguem viagem. Ao fazer um desvio Bob leva a família a um trecho desolado do deserto, onde não há viva alma por milhas. O carro deles tem um problema exatamente neste local, o que faz com que não tenham como pedir ajuda. Porém uma ameaça ainda maior surge quando a família Carter percebe que está cercada por um clã sedento de sangue, que vive escondido nas colinas.

    6 filmes de terror adaptados de lendas urbanas assustadoras que vão te deixar sem dormir

    Madrugada dos Mortos (2004)

    Madrugada dos Mortos é uma refilmagem de Zack Snyder do clássico filme de George A. RomeroO Despertar dos Mortos, de 1978. Apesar dos puristas do original não terem gostado da nova versão, Snyder conseguiu se afastar bem do clássico e fazer um filme mais original que foi um belo suspiro para o gênero que precisava de um reinício. Fiel ou não, o filme violento, engraçado e tenso.

    Os zumbis desejam dominar uma cidade de Wisconsin e começam a atacar as pessoas. Ana (Sarah Polley) é uma jovem enfermeira, que consegue escapar do ataque deles e é ajudada pelo policial Kenneth (Ving Rhames). Juntos eles encontram abrigo em um shopping center, onde outros sobreviventes estão escondidos. Lá os zumbis não conseguem entrar e eles conseguem ter uma vida razoavelmente normal. Mas a situação piora quando começa a faltar energia e comida, o que faz com que eles tenham que sair do abrigo para conseguir sobreviver.

    O Chamado (2002)

    O Chamado dirigido por Gore Verbinski, é uma refilmagem do filme de terror japonês Ring, de 1998. Ele deu início a uma era de remakes de terror japonês nos Estados Unidos, a maioria dos quais bastante esquecível. Porém, O Chamado se destaca por conseguir manter a atmosfera assustadora do original com a sinistra vilã Samara (Daveigh Chase), reforçando os efeitos visuais sinistros.

    Rachel Keller (Naomi Watts) é uma jornalista que decide investigar a misteriosa morte de sua sobrinha. Ela percebe a relação da morte dela e de várias outras mortes com um estranho vídeo, que faz com que todas as pessoas que o assistam morram exatamente sete dias depois. Intrigada com a história, ela agora precisa descobrir um meio que impeça que a profecia se realize, já que ela e seu filho assistiram ao vídeo.

    O Chamado e outros filmes de terror com maldições assustadoras

    Deixe-me Entrar (2010)

    Hollywood costuma fazer muitas refilmagens desnecessárias para aproveitar o sucesso feito por filmes recentes de outros países. Porém, Deixe-me Entrar, de Matt Reeves, conseguiu ser uma refilmagem bem-sucedida do filme sueco Deixa Ela Entrar, de 2008, poucos anos depois de seu lançamento. A versão é bem semelhante ao original, mas com mudanças suficientes para se sustentar não insultar a inspiração.

    Owen (Kodi Smit-McPhee) é um garoto solitário, que vive com a mãe e é sempre provocado pelos valentões da escola. Um dia ele conhece, perto de sua casa, Abby (Chloe Moretz). Sempre nas sombras, ela aos poucos de aproxima de Owen e logo se tornam amigos. Só que Abby possui um segredo: ela é muito mais velha que sua aparência indica e necessita de sangue para sobreviver. Para consegui-lo, seu acompanhante (Richard Jenkins) realiza assassinatos na surdina, de forma a retirar o sangue das vítimas e levá-lo para Abby.

    A Mosca (1986)

    A Mosca, de 1986, é outro filme clássico de terror que muitas pessoas não sabem que se trata de uma refilmagem, no caso de A Mosca da Cabeça Branca, de 1958. David Cronenberg se tornou um dos melhores diretores da história, principalmente, por causa do seu terror corporal, que é perfeitamente ilustrado em A Mosca com um híbrido homem-mosca horripilante e nojento interpretado por Jeff Goldblum.

    O cientista Seth Brundle (Goldblum) testa uma máquina de teletransporte de matéria e inadvertidamente permite que uma mosca entre na câmara junto com ele. Quando se dá a reintegração, o DNA de Seth funde com o do inseto, dando início a uma perigosa mutação genética. A transformação é testemunhada pela jornalista Veronica Quaife (Geena Davis).

    6 filmes de terror com fama de amaldiçoados que vão te arrepiar

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top