Minha conta
    Papai é Pop: Lázaro Ramos revela como inseriu experiências pessoais no roteiro do filme (Entrevista Exclusiva)
    10 de ago. de 2022 às 14:11
    Diego Souza Carlos
    Apaixonado por cultura pop, latinidades e karê, Diego ama as surpresas de Jordan Peele, Guillermo del Toro e Anna Muylaert. Entusiasta do MCU, se aventura em estudar e falar sobre cinema, TV e games.

    Longa de Caito Ortiz chega aos cinemas em 11 de agosto.

    No próximo domingo, 14 de agosto, comemora-se o Dia dos Pais em todo o Brasil. Em uníssono com a data, Papai é Pop chega aos cinemas alguns dias antes com uma jornada emocionante sobre o surgimento de uma família após o nascimento de uma criança.

    Estrelado por Lázaro Ramos e Paolla Oliveira, a coprodução da Galeria Distribuidora, Pródigo Filmes e Grupo Telefilms foi conduzida por Caito Ortiz, cineasta conhecido por dirigir alguns episódios de Coisa Mais Linda e também pelo longa O Roubo da Taça. Ele ainda tem créditos como produtor executivo em O Farol, longa de Robert Eggers, e Cidade Invisível, série da Netflix.

    Medida Provisória: Distopia ou filme de época? Lázaro Ramos reforça tom político do longa (Entrevista Exclusiva)

    Há algumas semanas, o AdoroCinema esteve na coletiva de imprensa do longa-metragem, com direito a entrevistas com o elenco, diretor e autor do livro em que o projeto se baseia, Marcos Piangers.

    Na trama, Tom (Ramos) e Elisa (Oliveira) veem sua rotina se transformar com o nascimento de Laura (Malu Aloise). A adaptação de Tom à nova vida interfere no vínculo do casal, além de mexer com a relação de Tom com sua mãe, Gladys (Elisa Lucinda), que o criou sozinha. Tom precisa ressignificar tudo que aprendeu até então e entender a importância de uma paternidade ativa.

    Durante a entrevista, o diretor de Medida Provisória revelou que trouxe algumas questões pessoais para o roteiro. Com direito a diversas cenas improvisadas com as crianças, para expressar a espontaneidade dos jovens atores, o ator explicou ao AdoroCinema como aprimorou seu personagem no primeiro projeto após o início da pandemia.

    Reprodução

    “Tem uma questão que é conversar com criança pequena, quando a criança não fala. É uma coisa que eu tinha timidez de fazer e essa prática gerou hoje em dia a relação que eu tenho com meus filhos, que é de conversar até hoje”, explica o artista ao relembrar de algumas sequências em que Tom aparece interagindo com a bebê Laura. “ A gente se acessa com muita facilidade. No filme, na hora que estava fazendo essa cena, entendi que já tinha experimentado aquilo. Foi muito lindo ver a reação das crianças”, completa.

    Medida Provisória: "Fui salvo pela educação", reflete Lázaro Ramos sobre momento catártico do filme com Emicida (Entrevista Exclusiva)

    “Muitas das cenas de relação com elas e com eles é de improviso, e aí a gente ia se contaminando por isso”, continua Lázaro. “E outra coisa que o filme traz é a percepção de que tem um desafio mesmo em ser pai, em ser mãe, mas tem uma leveza que pode acompanhar a gente. Ao fazer esse filme, que é tão afetuoso, trouxe isso para a minha vida, inclusive, porque eu sou um pai meio tenso. Então, o filme me deixou um pouquinho mais leve.”

    Papai é Pop estreia nos cinemas de todo o Brasil amanhã, 11 de agosto.

    Papai é Pop
    Papai é Pop
    Data de lançamento 11 de agosto de 2022 | 1h 48min
    Criador(es): Caíto Ortiz
    Com Lázaro Ramos, Paolla Oliveira, Elisa Lucinda, Leandro Ramos, Dadá Coelho
    Usuários
    3,2
    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top