Minha conta
    Quentin Tarantino revela qual é a idade ideal para uma criança assistir a Kill Bill
    23 de jul de 2021 às 19:44
    Nathalia Jesus
    Nathalia Jesus
    -Redatora
    Apaixonada por produtos culturais sul-coreanos, além de música, filmes e séries em geral, Nathalia Jesus ama contar histórias sobre o mundo do entretenimento. No AdoroCinema, ela acompanha os principais lançamentos e solta o verbo em discussões relacionadas à diversidade e inclusão na sétima arte.

    Em recente entrevista, o aclamado diretor disse que assistia a clássicos de Nova Hollywood na infância.

    Quem conhece os trabalhos de Quentin Tarantino sabe que cenas violentas e sangrentas fazem parte de sua assinatura artística nos filmes e Kill Bill é apenas um dos exemplos. Embora nem o Volume 1 e nem o 2 sejam apropriados para crianças, o cineasta definiu um padrão de idade aceitável para o público infantil consumir seus longa-metragens.

    Em recente entrevista ao site Deadline, o diretor falou sobre seu filho Leo, nascido em fevereiro de 2020, e foi questionado sobre a idade em que ele deixaria o menino assistir aos seus filmes. “Se estivermos julgando por mim, eu vi um monte de coisas logo no início [da vida], você sabe... Se eu tivesse que imaginar, ele provavelmente, como um garotinho, ficaria mais atraído por Kill Bill, algo entre cinco, seis ou sete anos.”

    Kill Bill - Volume 1
    Kill Bill - Volume 1
    Data de lançamento 23 de abril de 2004 | 1h 52min
    Criador(es): Quentin Tarantino
    Com Uma Thurman, Sonny Chiba, Lucy Liu, Daryl Hannah, David Carradine
    Usuários
    4,4
    Assista agora

    Quentin Tarantino também revelou que deseja que seu filho tenha a mesma educação cinematográfica formativa que ele teve e descubra o que significa assistir a filmes “sérios” e cult quando jovem. “Durante todo o período da Nova Hollywood, eu assistia a esses filmes aos 6 e 7 anos. Eu vi À Queima-Roupa quando foi lançado em 1968, quando eu tinha entre 6 e 7 anos. Todos os exaltados filmes de Nova Hollywood, esses eram os filmes que cresci assistindo e isso é uma grande parte do que será o próximo livro”, disse o cineasta, que publicou recentemente sua versão literária de Era Uma Vez em Hollywood, publicado no Brasil pela Editora Intrínseca.

    Seu novo livro tem trazido de volta algumas questões polêmicas em torno de Era Uma Vez em Hollywood, como as críticas sobre a representação de Bruce Lee no filme — que pode ser a penúltima produção cinematográfica de sua carreira.

    Quentin Tarantino pretende se aposentar

    Há muito tempo, Quentin Tarantino tem feito declarações dizendo que deseja se aposentar em seu décimo filme — ou seja, apenas mais um longa-metragem depois de Era Uma Vez em... Hollywood. Estrelado por Brad PittLeonardo DiCaprio e Margot Robbie, a trama é ambientada na Los Angeles de 1969, onde tudo está em fase de transformação na indústria do cinema quando o astro Rick Dalton e seu dublê Cliff Booth fazem seus nomes nos momentos finais da era de ouro de Hollywood.

    Era uma Vez em... Hollywood
    Era uma Vez em... Hollywood
    Data de lançamento 15 de agosto de 2019 | 2h 41min
    Criador(es): Quentin Tarantino
    Com Leonardo DiCaprio, Brad Pitt, Margot Robbie, Emile Hirsch, Margaret Qualley
    Imprensa
    3,9
    Usuários
    3,9
    Adorocinema
    3,0
    Assista agora

    Após lançar o filme citado no parágrafo acima, Quentin Tarantino vem reiterando sua vontade de deixar de ser diretor de cinema porque, segundo ele, a maioria dos grandes cineastas, ao longo da história, fez seus piores filmes no final de sua carreira — e ele quer evitar ser vítima do mesmo destino.

    "A maioria dos caras tem últimos filmes horríveis. Normalmente, seus piores filmes são os últimos. E esse é o caso da maioria dos diretores da Era de Ouro que acabaram fazendo seus últimos longas no final dos anos 60 e 70, e acabou sendo o mesmo para a maioria dos novos Diretores de Hollywood que fizeram seus últimos filmes no final dos anos 80 e nos anos 90.”

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top