Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Ex-estrela da Disney e Doze é Demais revela traumas que sofreu na infância: "Quase não sobrevivi"
    Por Caio Garritano — 9 de abr. de 2021 às 15:25

    Alyson Stoner acusou os estúdios hollywoodianos de manterem sets com condições “não apropriadas e perigosas” para crianças,

    Recentemente, foi anunciado que um dos maiores clássicos de comédia dos anos 2000, Doze é Demais, vai ganhar um revival no Disney + com família multirracial. Dentre os vários destaques do filme protagonizado por Steve Martin e Bonnie Hunt, é impossível não falar dos jovens atores, como Hilary Duff, que recentemente publicou um vídeo recriando várias cenas do filme, Ashton Kutcher, que estava fazendo um dos seus primeiros projetos para o cinema, e Alyson Stoner, que esteve presente em várias produções da Disney, como Camp Rock.  

    Por onde andam as estrelas das séries da Disney?

    Hoje, aos 27 anos, a atriz escreveu um texto publicado na revista People, em que ela dividiu com o público a realidade por trás de sua rotina na infância, a qual incluiu uma série de abusos e internações que não eram divulgadas para a mídia. “Eu quase não sobrevivi à transformação de criança para adulta surtada”, disse Stoner. “Na verdade, nada que vivi era voltado para que eu acabasse… ‘Normal’. ‘Estável’. ‘Viva’”.

    No relato, ela contou que teve que fazer um teste, aos seis anos, em que tinha que encenar ser vítima de um sequestro e estupro. Aos 12,  já havia se transformado em uma máquina de decorar textos e gravar muitos projetos ao mesmo tempo. “Essas representações viscerais ficaram gravadas na minha memória corporal e se combinam com o trauma que ocorre na vida real a portas fechadas. Há uma dissonância alarmante sobre ser treinada para oferecer meu eu de 6 anos de idade vulnerável a adultos desconhecidos que têm poder sobre meu bem-estar e meu sustento. Meu corpo estava subnutrido e cronicamente estressado, o que mais tarde evoluiu para distúrbios alimentares graves, fadiga adrenal e repouso obrigatório na cama”, escreveu. 

    Britney Spears e outras estrelas da Disney que se envolveram em polêmicas

    Aos 17 anos, Stoner teve que ser internada em uma clínica de reabilitação, após inúmeras entradas no hospital durante toda a sua adolescência sem que isso pudesse vazar para a imprensa. “Acabei achando mais seguro me desassociar das imposições diárias às quais meu corpo e minha mente eram alvo para que eu pudesse sobreviver”, escreveu a atriz. “Passei cinco anos praticamente entorpecida, tudo o que você via era a sempre disfuncional Garota Sorridente #437”.

    O texto da atriz fala ainda sobre a pressão intensa que sofreu nos vários testes que fez quando mais jovem. Ela também acusou os estúdios hollywoodianos de manterem sets com condições “não apropriadas e perigosas” para crianças. Para quem não lembra, Alyson Stoner participou de várias produções da Disney, como a série Zack & Cody: Gêmeos em Ação e ainda dublou Phineas e Ferb

    Disney+: Filmes e séries para cada tipo de pessoa no streaming

    Atualmente, ela trabalha com dublagem e já fez a voz de vários personagem em desenhos animados, como Pete the Cat, The Loud House e Justiça Jovem. Além disso, ela atua também como digital influencer, com mais de um milhão de seguidores em seu perfil oficial no instagram.

    Ver essa foto no Instagram

    Uma publicação compartilhada por Alyson Stoner (@alysonstoner)

     
    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top