Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Festival do Rio 2015: Conheça os grandes vencedores!
    Por Laysa Zanetti — 14 de out. de 2015 às 09:47
    facebook Tweet

    Boi Neon leva quatro estatuetas, e Nise - O Coração da Loucura leva o prêmio de Júri Popular.

    O Festival do Rio 2015 chega ao fim e é hora de conhecer os grandes vencedores. Foram 20 longas-metragens entre ficções e documentários e, nesta terça-feira (13), os melhores filmes segundo o júri e o público foram anunciados.

    Boi Neon, de Gabriel Mascaro, foi o maior campeão do Troféu Redentor 2015. O filme pernambucano levou os prêmios de Júri Oficial de Melhor Longa de Ficção, Melhor Roteiro, Melhor Direção de Fotografia e Melhor Atriz Coadjuvante para a atriz mirim Alyne Santana. O filme foi exibido com elogios no Festival de Toronto e no Festival de Veneza, além do Festival de Chicago e de Zurique, na Suíça. Confira a nossa crítica.

    Na categoria documentário, o prêmio vai para Olmo e a Gaivota, de Petra Costa, enquanto o prêmio de direção foi dividido entre Anita Rocha da Silveira, diretora de Mate-me Por Favor, e Ives Rosenfeld, de Aspirantes.

    Já no Júri Popular, o vencedor de Melhor Longa Ficção foi Nise – O Coração da Loucura, de Roberto Berliner e protagonizado por Glória Pires. O filme conta a história da doutora Nise da Silveira, que propõe um novo tratamento para pacientes com esquizofrenia, no subúrbio do Rio de Janeiro. Não deixe de conferir a crítica.

    Veja, abaixo, a lista completa dos vencedores:

    Júri Oficial (Walter Carvalho, Christian Sida-Valenzuela, Alan Poul, Pape Boye e Vivian Ostrovsky)

    Melhor Longa-Metragem de Ficção:
    Boi Neon, de Gabriel Mascaro.

    Melhor Longa-Metragem de Documentário:
    Olmo e a Gaivota, de Petra Costa.

    Melhor Curta-Metragem:
    Pele de Pássaro, de Clara Peltier.

    Melhor Direção de Ficção:
    Ives Rosenfeld, por Aspirantes (crítica) e Anita Rocha da Silveira, por Mate-me Por Favor (crítica).

    Melhor Direção de Documentário:
    Maria Augusta Ramos, por Futuro Junho.

    Melhor Atriz:
    Valentina Herszage (Mate-me por favor)

    Melhor Atriz Coadjuvante:
    Julia Bernat (Aspirantes) e Alyne Santana (Boi Neon)

    Melhor Ator:
    Ariclenes Barroso (Aspirantes)

    Melhor Ator Coadjuvante:
    Caio Horowicz (Califórnia) - crítica.

    Melhor Fotografia:
    Diego Garcia, por Boi Neon.

    Melhor Montagem:
    Sérgio Mekler, por Campo Grande (crítica).

    Melhor Roteiro:
    Gabriel Mascaro, por Boi Neon.

    Prêmio Especial do Júri:
    Quase Memória, de Ruy Guerra (crítica).


    Novos Rumos (Rosane Svartman, Diana Almeida, Karen Sztajnberg e Natália Lage)

    Melhor Filme:
    Beira-Mar, de Filipe Matzembacher e Marcio Reolon (crítica).

    Melhor Curta:
    Outubro Acabou, de Karen Akerman e Miguel Seabra Lopes.

    Prêmio Especial de Júri:
    Jonas, de Lô Politi.


    Prêmio Fipresci (Christian Petterman, Flávia Guerra, Ricardo Cota)

    Melhor Longa Latino-Americano:
    Te Prometo Anarquia, de Julio Hernández Cordón.


    Júri Voto Popular

    Melhor Longa de Ficção:
    Nise – O Coração da Loucura, de Roberto Berliner.

    Melhor Longa de Documentário:
    Betinho – A Esperança Equilibrista, de Victor Lopes (crítica).

    Melhor Curta:
    Até a China, de Marão.
    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top