Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Festival de Cannes 2015: Análise das premiações e do evento
    Por Francisco Russo — 25/05/2015 às 07:23
    facebook Tweet

    É hora de relembrar os principais destaques do maior festival de cinema da atualidade.

    O Festival de Cannes chegou ao fim! É hora de recapitular o que aconteceu nestes intensos 12 dias e fazer um balanço, sobre os principais destaques negativos e positivos.

    O ANO DAS MULHERES

    Cate Blanchett
    Não há dúvidas: a edição deste ano do Festival de Cannes foi delas! A começar pelo filme de abertura, De Cabeça Erguida, dirigido por Emmanuelle Bercot (premiada como melhor atriz, por Mon Roi). Foi apenas a segunda vez que um filme dirigido por uma mulher abriu o evento.

    Em relação às atuações, elas também brilharam mais que os homens. Cate BlanchettRooney Mara (Carol), Margherita Buy (Mia Madre), Marion Cotillard (Macbeth), Rachel Weisz (Youth e The Lobster), Emily Blunt (Sicario), Charlize Theron (Mad Max: Estrada da Fúria) e Srinivasan Kalieaswari (Dheepan) receberam muitos elogios. Várias delas participaram de debates sobre a posição da mulher na indústria cinematográfica, ainda repercutindo o importante discurso de Patricia Arquette ao receber o Oscar de atriz coadjuvante deste ano, por Boyhood.

    Uma polêmica que surgiu durante o evento foi em relação ao vestuário exigido nas badaladas sessões de gala. Algumas mulheres foram barradas simplesmente por não usarem sapato de salto alto! A atitude logo gerou protestos de todo tipo, inclusive de Emily Blunt durante a coletiva de Sicario, o que fez com que a organização do festival rapidamente se pronunciasse dizendo que não havia esta exigência. Mas que aconteceu, aconteceu - e, após o assunto ganhar repercussão, a exigência não voltou a se repetir.

    Michael Caine e Harvey Keitel, em "Youth"

    QUALIDADE NA SELEÇÃO

    O alto nível da seleção da mostra competitiva impressionou. Se houve bombas do calibre de The Sea of TreesMon Roi e Marguerite & Julien, foram também exibidos grandes filmes, como Carol, Youth, Mia Madre, Chronic, MacbethSaul Fia e The Lobster. A qualidade fez com que fosse até difícil fazer qualquer prognóstico sobre quem seriam os premiados.

    Por outro lado, a mostra Un Certain Regard foi bem decepcionante. Apesar da qualidade até ter melhorado nos últimos três dias, durante boa parte do festival foram exibidos filmes apenas medianos, sem grande destaque.

    Vincent Lindon em "La Loi du Marché"
    A DECEPCIONANTE SAFRA FRANCESA


    Eram cinco os filmes franceses na mostra competitiva (Valley of Love, Mon Roi, Dheepan, Marguerite & Julien e La Loi du Marché), fora o filme de abertura (De Cabeça Erguida). O único a receber aplausos da imprensa mundial foi Dheepan, ganhador da Palma de Ouro deste ano. Mon Roi foi acusado de nepotismo, enquanto que Valley of Love e Marguerite & Julien foram vaiados.

    Diante de tal desempenho, foi surpreendente ver que o júri presidido pelos irmãos Joel e Ethan Coen concedeu três prêmios a filmes franceses. Em um ano de produção local tão fraca, e da internacional tão forte, soou estranho.

    DE OLHO NO OSCAR

    Nos últimos anos, Cannes revelou alguns filmes que figuraram com destaque no Oscar do ano seguinte. Basta lembrar de Amor, Foxcatcher, A Grande Beleza, Relatos SelvagensDois Dias, Uma Noite e tantos outros. A edição deste ano promete repetir a dose.

    Cate Blanchett e Rooney Mara
    Entre os longas americanos, o destaque maior fica com Carol. De produção impecável e duas belas atuações femininas (Cate Blanchett e Rooney Mara), tem grandes chances de aparecer com destaque no Oscar 2016. Um nível abaixo está Macbeth, outra grande produção que, além das atuações de Michael Fassbender e Marion Cotillard, pode ser lembrada em categorias técnicas, como maquiagem, figurino e direção de arte.

    Por mais que seja falado em língua inglesa, Youth é uma incógnita em relação ao Oscar. Não por sua qualidade, mas pela proposta de narrativa pouco usual ao cinema americano. O sucesso de A Grande Beleza pode ajudar, mas as apostas são maiores em relação ao elenco: Michael Caine, Harvey Keitel, Rachel Weisz e Jane Fonda podem ser indicadas.

    "Saul Fia"
    Entre os filmes estrangeiros, o destaque maior fica com o húngaro Saul Fia. Vencedor do Grande Prêmio do Júri, é bem provável que seja escolhido como candidato do país ao Oscar de filme estrangeiro. E por se tratar de uma tema bem ao gosto da Academia, uma história forte sobre o Holocausto, tem boas chances de levar o prêmio. Dheepan também larga na frente como candidato francês, assim como Hrútar (vencedor da mostra Un Certain Regard) deve ser indicado pela Islândia.

    Fora de competição, há Divertida Mente. O filme mais aplaudido no festival deste ano tem uma indicação certa na categoria de filme de animação, mas pode ir mais longe e, assim como A Bela e a FeraToy Story 3 e Up - Altas Aventuras, abocanhar uma indicação na categoria de melhor filme.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Siga o AdoroCinema
    Trailers
    Assista ao trailer legendado
    Confira o filme nos cinemas
    O Grito Trailer Legendado
    Para Todos Os Garotos: PS. Ainda Amo Você Trailer (2) Legendado
    Parasita Trailer Legendado
    Dolittle Trailer Dublado
    Todos os últimos trailers
    Notícias de cinema Festivais e premiações
    O Chamado da Floresta: Tudo que você precisa saber antes de assistir ao filme nos cinemas
    NOTÍCIAS - Lançamentos
    segunda-feira, 17 de fevereiro de 2020
    Festival de Berlim 2020: Primeiro dia de Competição traz drama biográfico e comédia com tons de terror
    NOTÍCIAS - Festivais e premiações
    sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020
    Festival de Berlim 2020: Kleber Mendonça Filho afirma que a atual fase do cinema brasileiro está sendo sabotada
    NOTÍCIAS - Festivais e premiações
    sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020
    Festival de Berlim 2020: Kleber Mendonça Filho afirma que a atual fase do cinema brasileiro está sendo sabotada
    Festival de Berlim 2020: Johnny Depp estrela filme que cita tragédia de Brumadinho
    NOTÍCIAS - Festivais e premiações
    sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020
    Festival de Berlim 2020: Johnny Depp estrela filme que cita tragédia de Brumadinho
    Últimas notícias de cinema Festivais e premiações
    Melhores filmes em cartaz
    Bad Boys para Sempre
    Bad Boys para Sempre
    4,4
    Diretor: Adil El Arbi, Bilall Fallah
    Elenco: Will Smith, Martin Lawrence, Vanessa Hudgens
    Trailer
    1917
    1917
    4,3
    Diretor: Sam Mendes
    Elenco: George MacKay, Dean-Charles Chapman, Mark Strong
    Trailer
    Parasita
    Parasita
    4,3
    Diretor: Bong Joon Ho
    Elenco: Song Kang-Ho, Woo-sik Choi, Park So-Dam
    Trailer
    Jojo Rabbit
    4,2
    Diretor: Taika Waititi
    Elenco: Roman Griffin Davis, Thomasin McKenzie, Scarlett Johansson
    Trailer
    Minha Mãe É uma Peça 3
    4,2
    Diretor: Susana Garcia
    Elenco: Paulo Gustavo, Rodrigo Pandolfo, Mariana Xavier
    Trailer
    Frozen 2
    4,1
    Diretor: Jennifer Lee, Chris Buck
    Trailer
    Todos os melhores filmes em cartaz
    Back to Top