Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Stranger Things: 5 momentos mais românticos da série da Netflix
    Por Nathalia Jesus — 8 de abr. de 2021 às 18:00

    E é claro que os personagens de Millie Bobby Brown e Finn Wolfhard estão na lista protagonizando uma dessas cenas!

    Stranger Things é uma série repleta de referências, easter-eggs e mistérios inconclusos. Por trás de todo o drama com o Demogorgons, desaparecimentos e situações perigosas vividas pelas crianças, o seriado da Netflix também aborda amores inocentes que vemos nascer lentamente a cada novo episódio. Para celebrar as paixões à moda antiga, o AdoroCinema preparou uma lista com os momentos mais românticos de Stranger Things.

    Stranger Things: As curiosidades mais polêmicas dos bastidores da série da Netflix

    Max desabafando com Lucas

    Em um momento perigoso, em cima de um ônibus velho, enquanto esperavam os Demodogs aparecerem, Max abriu seu coração para Lucas e tocou em feridas antigas sobre sua vida pessoal. A menina compartilhou os detalhes sobre sua complicada vida familiar e os motivos que a levaram a morar em Hawkins. Na conversa, ela diz que se sente culpada e, em momentos de raiva pode extravasar, mas que nunca desejaria ser como seu problemático irmão Billy.

    Ao ouvir o desabafo, Lucas se encanta cada vez mais ao descobrir quem a menina é de verdade, por trás de todo o sarcasmo e personalidade forte. Além disso, o menino afirma que ela não é como o irmão e pontua todas as características que fazem com que ele a admire. O momento é seguido de sorrisos sinceros e olhar de cumplicidade.

    Primeiro beijo entre Mike e Eleven

    O que mais acompanhamos na ficção e, às vezes, na vida real, é rapazes adolescentes tendo dificuldades em admitir sentimentos. Em Stranger Things, a situação é ainda um pouco mais complicada quando se trata de Mike e de sua paixonite Eleven. A menina nunca esteve na escola e sequer teve experiências como a paixão por outra pessoa da mesma idade.

    Por isso, quando Mike tentou explicar seus sentimentos para Eleven ao pontuar motivos para convidá-la ao baile da escola, o garoto quis que ela entendesse que não gostaria de ser visto como um irmão. Para ilustrar o modo que Eleven poderia interpretá-lo em sua vida, ele a beijou e descobriu que a poderosa menina se sentia da mesma forma.

    Nancy e Jonathan na casa de Murray

    Após os crimes cometidos pelo Laboratório Hawkins e a morte de Barbara Holland, Nancy e Jonathan se aproximaram bastante a partir da segunda temporada. A relação, a princípio, tinha uma formalidade e até mesmo um caráter profissional e, ao longo da série, os laços se estreitaram entre os dois.

    Um dos momentos mais marcantes do casal aconteceu na casa de Murray Bauman, em que os dois brigaram e tentaram demonstrar que não tinham sentimentos um pelo outro. No entanto, a verdade e o amor sempre prevalecem e segundos depois, eles finalmente revelam a paixão que sentem e que têm se esquivado por muito tempo.

    Rápido momento entre Hopper e Joyce

    Joyce e Hopper são como rato e gato, e a relação entre os dois não pode ser definida puramente como romance, assim como também é incorreto reduzir à apenas amizade. Diversos momentos protagonizados pela dupla sempre chegam a algo “quase” romântico e nunca chegam a consolidar de fato o que eles supostamente sentem. Em uma das diversas cenas com tal característica, destaca-se a procura dos dois pelos filhos ao ficarem presos em um parque de diversão. Joyce estende a mão e Hopper a aperta, com um olhar carinhoso que sinaliza uma “trégua” momentânea das brigas bobas que eles costumam ter.

    Baile de Inverno

    O Baile de Inverno foi uma noite repleta de recompensas românticas para diversos personagens principais de Stranger Things. Após muito tempo separados, Mike e Eleven finalmente ficam juntos e desenvolvem sentimentos mais maduros desde o último beijo na temporada anterior. O romance na pista de dança se estendeu também para Lucas e Max, que dançaram juntos e se beijaram pela primeira vez. Além disso, esses momentos foram ainda mais especiais devido ao clichê estadunidense dos encontros em bailes de escola, e as músicas apaixonantes dos anos 80 como pano de fundo.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top