Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Stranger Things: As curiosidades mais polêmicas dos bastidores da série da Netflix
    Por Nathalia Jesus — 4 de mar. de 2021 às 21:00
    facebook Tweet

    De processos judiciais a corpos mortos, confira as situações mais inusitadas protagonizadas por Millie Bobby Brown, Noah Schnapp e outros atores por trás das câmeras.

    A quarta temporada de Stranger Things retomou as gravações, após ter sido interrompida devido à pandemia de Covid-19, e está sendo descrita como a sequência mais sombria do seriado da Netflix. Estrelada por Millie Bobby Brown, Finn Wolfhard, Gaten Matarazzo, Caleb McLaughlinNoah Schnapp e Sadie Sink, a série acompanha a agitação e os eventos esquisitos que começam a acontecer em uma cidade no interior após o repentino sumiço de um garoto.

    Ainda sem data de lançamento, a continuação da série está gerando expectativas cada vez mais altas desde que o diretor Shawn Levy revelou que o roteiro foi escrito com mais excelência devido ao tempo ocioso de quarentena. Enquanto aguardamos a nova temporada, separamos uma lista com algumas curiosidades sobre os bastidores de Stranger Things.

    Corpo morto de Noah Schnapp

    O ator Noah Schnapp vive Will Byers em Stranger Things, o garoto que desaparece e vai parar no mundo invertido. Na primeira temporada, o personagem vive situações perturbadoras e, entre estas, destaca-se o momento em que seu corpo está aparentemente sugado e sem vida. Para realizar a cena, os irmãos Duffer, showrunners da série, encomendaram um cadáver falso com a mesma aparência de Noah. No entanto, a mãe do ator não sabia sobre isso e foi surpreendida ao encontrar o filho “morto”. Em texto escrito para o site Entertainment Weekly, os criadores contaram:

    “Imediatamente chamamos a mãe de Noah de lado, dissemos que tínhamos algo para mostrar a ela e a levamos para um armário escuro onde tínhamos deixado o cadáver assustadoramente realista de seu filho. Ela ficou assustada no início, e sentimos que talvez tivéssemos passado dos limites. Mas depois do choque inicial, ela adorou. Em pouco tempo, ela estava tirando fotos com o cadáver falso de seu filho e mandando mensagens de texto para todos os seus amigos. Sim, Noah tem uma mãe muito legal.”

    Dacre Montgomery teve que emagrecer

    Além do Demogorgon, outro grande vilão de Stranger Things foi Billy Hargrove, interpretado por Dacre Montgomery. Para viver o personagem, o ator australiano se dedicou a perder peso para se livrar do físico avantajado e esculpido que tinha na época em que estrelou Power Rangers. O objetivo do astro era fazer com que Billy tivesse o corpo que um rapaz da sua idade teria na década de 1980.

    “Eu dei um passo para trás. Caras nos anos 80 não eram super-trincados, então eu apenas fiz muito boxe e minha dieta não era tão boa, o que tornou o corpo mais realista”, disse o ator, durante entrevista à revista Lifestyle Inquirer.

    Lágrimas ao raspar a cabeça

    Millie Bobby Brown estourou nas telinhas com o cabelo curtinho nas filmagens da primeira temporada de Stranger Things e trabalhou bastante para chegar a ter as madeixas gigantes de Enola Holmes. Inspirado em Charlize Theron em Mad Max: Estrada da Fúria, o visual de Eleven foi muito bem recebido pelo público, mas teve uma pessoa que não gostou: O pai de Millie. Enquanto a filha cortava o cabelo, o homem começou a chorar e saiu da sala.

    Criadores de Stranger Things foram processados por plágio

    Em 2018, os irmãos Duffer se envolveram em uma polêmica séria de plágio. Os showrunners foram acusados pelo cineasta Charlie Kessler, que alegou que Stranger Things é uma cópia estendida de seu curta-metragem intitulado Montauk, lançado em 2011. Com enredo semelhante à primeira temporada da série da Netflix, que estreou em 2016, o autor do processo judicial afirmou ter mostrado o roteiro do filme para os Duffer no Festival Tribeca, em 2014, mas eles não se mostraram interessados.

    Vale relembrar que, em 2015, o título inicial de Stranger Things era The Montauk Project. No entanto, entrando em uma boneca russa de supostos plágios, tanto o curta-metragem quanto a série da Netflix, na verdade, foram inspirados no livro de ficção científica The Montauk Project: Experiments in Time, lançado em 1992 pelo escritor Preston Nichols.

    A história teve um ponto final quando Charlie Kessler desistiu de processar os irmãos Duffer no ano seguinte. No comunicado emitido por seu advogado, o cineasta reconheceu que os irmãos Duffer “criaram independentemente o programa”.

    Atraso causado por Millie Bobby Brown

    Millie Bobby Brown é uma das personagens principais de Stranger Things e foi responsável pelos momentos mais impactantes e decisivos na série. Já nos bastidores, a atriz também protagonizou situações inesquecíveis, incluindo o dia em que chegou no set da primeira temporada com o corpo coberto de glitter. Por este motivo, as gravações tiveram que ser adiadas, porque a produção passou 45 minutos tentando retirar os aparatos brilhantes.

    Ao relembrar da experiência, o criador Matt Duffer disse que, apesar de inusitado, Bobby Brown tinha apenas 11 anos de idade e, por isso, ele foi compreensivo. Já o seu irmão Ross acrescentou: “Ela disse: ‘Eu não sei de onde veio esse glitter’. E é como se eu não tivesse esse problema com nenhum dos meus atores adultos. David Harbor nunca apareceria coberto de purpurina. Não sei se você já tentou tirar glitter de alguém, mas é muito difícil. Então, sim, ficamos para trás.”

    Problemas com personagens fumantes

    Em filmes e séries que retratam dos anos 50 aos 90, é comum ver diversos personagens fumando cigarro. Porém, Stranger Things, que se passa nos anos 80 e tem classificação indicativa direcionada a maiores de 16 anos, recebeu críticas pelo excesso de aparição de pessoas fumando no seriado. A polêmica começou após a série ter sido objeto de estudo para uma pesquisa acadêmica publicada pela Truth Initiative, uma instituição estadunidense de combate ao tabagismo. O resultado do trabalho comprovou que, entre a primeira e a segunda temporada de Stranger Things, os personagens aparecem fumando em 262 cenas.

    Posteriormente, após a revelação destes números, o serviço de streaming responsável por Stranger Things se pronunciou, afirmando que diminuiria a quantidade de personagens fumantes em produções com restrição de idade para menores de 14 anos. No pronunciamento emitido ao site The Hollywood Reporter, um representante escreveu: "A Netflix apoia profundamente a liberdade artística, mas também reconhecemos que fumar é prejudicial à saúde e quando retratado de forma positiva em tela pode influenciar jovens.”

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top