Minha conta
    Depois de No Ritmo do Coração, Hollywood pode produzir mais três remakes de comédias francesas
    30 de mar. de 2022 às 17:00
    Lucas Leone
    Lucas Leone
    -Redator
    Lucas só continua nesta dimensão porque Hogwarts ainda não aceita alunos brasileiros. Ele até tentou ir para Westeros ou o Condado, mas perdeu a hora do Expresso do Oriente. Hoje, pode ser visto escrevendo no Central Perk mais próximo.

    Ganhador do Oscar 2022 de Melhor Filme é a versão americana de A Família Bélier, produção francesa lançada em 2014.

    A esta altura, todo mundo já sabe que No Ritmo do Coração foi o grande vencedor do Oscar 2022 de Melhor Filme, levando também o prêmio de Melhor Roteiro Adaptado durante a cerimônia que aconteceu no último domingo (27). E as conquistas não pararam por aí: Troy Kotsur foi reconhecido como Melhor Ator Coadjuvante, tornando-se o primeiro homem surdo a faturar uma estatueta da Academia.

    Vale lembrar que CODA (no original) é um dos muitos remakes americanos de produções internacionais – nesse caso de A Família Bélier (2014), longa-metragem francês que recebeu seis indicações ao prêmio César. Além de concorrer a Melhor Filme e Melhor Roteiro Original, rendeu à jovem protagonista, Louane Emera, o troféu de Melhor Atriz Revelação.

    5 filmes franceses que devem ser vistos pelo menos uma vez na vida

    Depois de No Ritmo do Coração, quais outras comédias francesas vão ter um destino semelhante, ganhando releituras nos EUA? Se depender de Philippe Rousselet, produtor de A Família Bélier e de sua versão americana, três sucessos de bilheteria podem estar a caminho de Hollywood.

    "Quero refazer As Mulheres do Sexto Andar. E por que não Uma Família de Dois e até mesmo Um Amável Pão-Duro, com Dany Boon? Gosto de histórias universais com emoção e com o lado humano. Como CODA", confidenciou Rousselet ao Le Journal du dimanche.

    Ficou curioso? Então confira a seguir mais detalhes sobre as três obras citadas pelo produtor.

    AS MULHERES DO SEXTO ANDAR (2011)

    Dirigido por Philippe Le GuayAs Mulheres do Sexto Andar se passa na Paris dos anos 60 e acompanha Jean-Louis Joubert (Fabrice Luchini), um corretor da bolsa que leva uma vida tranquila ao lado da esposa, Suzanne (Sandrine Kiberlain). A rotina do casal é alterada quando sua empregada doméstica, que trabalha com eles há 20 anos, pede as contas.

    Em seu lugar é contratada a espanhola Maria Gonzalez (Natalia Verbeke), que passa a morar com a tia e outras conterrâneas no sexto andar do prédio – onde ficam os alojamentos dos empregados. Impulsionado pela simpatia da nova contratada, Jean-Louis se aproxima de Maria e suas colegas, descobrindo um universo até então desconhecido para ele.

    UMA FAMÍLIA DE DOIS (2016)

    Em Uma Família de Dois, Samuel (Omar Sy) nunca teve muitas responsabilidades. Levando uma vida tranquila ao lado das pessoas que ama no litoral sul da França, ele vê tudo mudar com a chegada inesperada de uma bebê de poucos meses chamada Glória, sua filha. Incapaz de cuidar da criança, ele corre para Londres a fim de encontrar a mãe biológica, mas, sem sucesso, decide criá-la sozinho. Oito anos depois, quando Samuel e Glória se tornam inseparáveis, a mãe retorna para buscar a menina. A direção é de Hugo Gélin.

    Lupin: Quem é Omar Sy, o protagonista da série da Netflix?
    UM AMÁVEL PÃO-DURO (2016)

    Um Amável Pão-Duro, de Fred Cavayé, conta a história de François Gautier (Dany Boon), um homem mesquinho que acredita que economizar gera alegria e pagar provoca arrepios. Sua vida é definida com o único propósito de nunca mais gastar nada. Mas tudo muda quando ele se apaixona e descobre que tem uma filha. Obrigado a mentir para esconder seu terrível defeito, esse vai ser apenas o início dos problemas de François.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top