Meu AdoroCinema
    Crepúsculo, Jogos Mortais e outros filmes que inspiraram crimes na vida real
    Por Nathalia Jesus — 21 de mar. de 2021 às 21:00

    Produções estreladas por atores como Brad Pitt, Christian Bale, Jodie Foster e Robert Pattinson deram ideias inusitadas para criminosos.

    Da mesma forma que o cinema nos leva a mundos fictícios, permite a incrível magia da viagem no tempo e é um ótimo entretenimento para curtir com a família e amigos, também pode se tornar uma inspiração para pessoas mal intencionadas. Encantados por seus vilões ou narrativas favoritas, há fãs da sétima arte que copiam crimes graves ou recriam novas versões deles a partir dos filmes que assistem.

    Vale lembrar que a mesma influência pode acontecer em outras produções audiovisuais, como novelas e séries. Em 2018, uma fã de The Vampire Diaries se envolveu em um caso policial ao esfaquear o namorado por acreditar que ele é um lobisomem — e ela ainda acreditava ser a versão real da Elena Gilbert, interpretada por Nina Dobrev. Para que o nosso público conheça mais situações como essa, o AdoroCinema preparou uma lista com alguns filmes que inspiraram crimes fora das telonas.

    Batman: O Cavaleiro das Trevas

    Batman: O Cavaleiro das Trevas é consagrado como um dos melhores filmes do super-herói e também está na lista de produções mais aclamadas e lucrativas de Christopher Nolan. O longa-metragem foi a principal inspiração de um crime ocorrido em 2010, quando um homem foi condenado a quase um ano de prisão após invadir a casa do primo vestido de Coringa e o espancar.

    No ano anterior, outro incidente aconteceu na instituição Indiana High School, nos Estados Unidos, quando uma jovem agrediu a professora e a perseguiu com uma lâmina de barbear. Antes do ataque, ela fez uma maquiagem, esculpindo em si mesma o sorriso do sombrio Coringa de Heath Ledger, e ainda fez cortes no rosto para ficar ainda mais assustadora.

    Psicopata americano

    Em 2004, um homem chamado Michael Hernandez esfaqueou seu colega de escola até a morte e ele admitiu que suas ações foram inspiradas em O Silêncio dos Inocentes e Psicopata Americano. Ele acreditava que Deus lhe concedeu poderes especiais e concordou totalmente com sua escolha de matar seus colegas de classe. Quatro anos depois, o rapaz foi condenado por assassinato em primeiro grau, após a polícia encontrar evidências que o ligavam ao crime.

    Jogos Mortais

    Consolidando-se como um acervo gigante de material de tortura e crueldade, Jogos Mortais inspirou diversos crimes na vida real. Um dos mais notáveis ​​foi o incidente em que uma mãe procurou a ajuda da polícia depois de ouvir seu filho e o amigo falando sobre sequestro, tortura e assassinato de várias pessoas. Os dois garotos explicaram em detalhes como planejavam recriar uma sala de tortura no estilo do filme, para castigar pessoas que prejudicavam as outras. Além disso, eles também mencionaram que compraram câmeras para registrar todo o incidente, assim como o Jigsaw teria feito.

    Os melhores filmes de terror da década segundo a redação do AdoroCinema!

    Outro crime aconteceu no Tennessee, quando dois adolescentes tiveram sérios problemas depois de fazerem uma pegadinha com uma mulher de 52 anos. A senhora recebeu uma mensagem de voz, gravada com a alteração de voz de Jigsaw, informando que uma amiga estava escondida em sua casa, e que o autor do telefonema estava prestes a liberar o gás tóxico que havia armado lá dentro. Ela teve que decidir se salvaria a si mesma ou arriscaria salvar sua amiga e ficou tão apavorada que sofreu um derrame. Felizmente, ela se recuperou, e os rapazes foram denunciados.

    Crepúsculo

    Com diversas polêmicas nos bastidores de Crepúsculo, o filme estrelado por Robert PattinsonKristen Stewart gerou situações desconfortáveis também entre os fãs. O longa-metragem fez com que uma adoradora da franquia, de 15 anos, mentisse para a mãe e para a polícia, ao aparecer com marcas de mordida no corpo e alegar que foram causadas por vampiros. Ao descobrir que o caso era uma mentira — uau, jura? — e que, na verdade, os hematomas foram causados pelo namorado de 19 anos, o xerife da Flórida denunciou a menina por falso testemunho.

    Taxi Driver

    O caso explicado a seguir ganhou grande repercussão na imprensa e consta como um dos crimes mais absurdos da lista. Inspirado pelos atos de Taxi Driver, um fã chamado John Hinckley Jr. tentou matar o presidente Ronald Reagan, o 40º presidente dos Estados Unidos. Suas ações doentias foram impulsionadas por sua obsessão pela atriz Jodie Foster, que fazia parte do elenco do longa-metragem. Ele a perseguia em todos os lugares e até chegou a se inscrever no mesmo curso na faculdade em que a estrela estudava.

    John Hinckley Jr. assistiu Taxi Driver mais de 15 vezes, com o objetivo de se tornar parecido com Travis Bickle (Robert De Niro), o personagem que protegia a prostituta Iris Steensma, interpretada por Jodie Foster. No final do longa-metragem, Bickle tenta matar o presidente dos Estados Unidos durante um discurso, e é exatamente o que o fã obcecado tentou fazer na vida real. Em 30 de março de 1981, ele disparou seis balas contra Ronald Reagan, e uma delas atingiu o governante, enquanto o outro tiro acertou o secretário de imprensa James Brady na cabeça.

    Clube da Luta

    Inspirado em Clube da Luta, um grupo de homens cometeu uma série de atividades terroristas semelhantes às do filme. O maior ato aconteceu em Nova York, no ano de 2009, quando eles detonaram uma série de bombas caseiras em vários locais da cidade. Quando a polícia rastreou a origem dos crimes, chegaram ao adolescente Kyle Shaw, de 17 anos, que fazia parte de um clube de luta e se gabava de suas atividades. Posteriormente, o rapaz admitiu ter tentado lançar seu próprio “Projeto Mayhem” e emular os ataques à América corporativa planejados pelos personagens do filme de David Fincher.

    Clube da Luta, 20 anos: O que a obra de David Fincher tem a nos oferecer nos dias de hoje (Análise)

    A Hora do Pesadelo

    A Hora do Pesadelo é um aclamado filme de terror cult e se tornou a inspiração por trás da onda de assassinatos cometidos por Daniel Gonzalez, em 2004. O rapaz era usuário de drogas e, um dia, se dopou exageradamente e perdeu o controle, matando quatro pessoas enquanto estava sob efeitos de entorpecentes. Durante os delitos, ele carregava facas de cozinha como armas e fingia ser o Freddy Krueger (Robert Englund). Posteriormente, ele foi condenado a seis sentenças de prisão perpétua.

    Entrevista com o Vampiro

    Entrevista com o Vampiro inspirou um dos crimes mais sangrentos da lista. Um jovem chamado Daniel Sterling assistiu ao filme com sua namorada em 1994. No dia seguinte, ele afirmou que a mataria e se alimentaria de seu sangue. Ela pensou que era uma brincadeira, mas o rapaz a esfaqueou sete vezes e bebeu grande parte do sangue dela. Ao ser capturado pela polícia, o homem afirmou que se inspirou no longa-metragem estrelado por Brad Pitt.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top