Minha conta
    Bacurau: Faroeste brasileiro com Sônia Braga e Udo Kier vence o Festival de Munique
    Por Bruno Carmelo — 8 de jul. de 2019 às 11:55

    O filme já foi premiado no Festival de Cannes.

    O cinema brasileiro acaba de vencer mais uma importante distinção em festivais internacionais. Após receber o prêmio do júri no Festival de Cannes, o sangrento faroeste Bacurau, dirigido por Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, venceu o prêmio principal do Festival de Munique. 

    Como recompensa, a produtora Emilie Lesclaux ganha o valor de 50 mil euros para serem usados em equipamentos num próximo filme. Bacurau já foi exibido nos festivais de Sidney, Nantes e La Rochelle, e tem distribuição garantida em cerca de 30 países, incluindo os Estados Unidos.

    A trama gira em torno de uma cidade do sertão que, após a morte da matriarca, desaparece do mapa. Os habitantes locais (que incluem Sônia Braga, Udo Kier, Bárbara ColenThomas Aquino e Silvero Pereira) se unem para combater a presença de uma ameaça estrangeira e dos corruptos representantes políticos.

    Bacurau dá seguimento à ótima safra do cinema brasileiro em 2019. A Vida Invisível de Eurídice Gusmão levou o prêmio principal da Mostra Um Certo Olhar em Cannes, Espero Tua (Re)VoltaBreve História do Planeta Verde e Rise foram premiados em Berlim. Divino Amor, Marighella, Estou me Guardando para Quando o Carnaval ChegarIndianaraGreta também receberam críticas elogiosas da imprensa internacional.

    Bacurau chega aos cinemas brasileiros dia 29 de agosto, após ser exibido na abertura do Festival de Gramado.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top