Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Bond 25: Rami Malek quase recusou papel de vilão por medo de estereótipo
    Por Ygor Palopoli — 3 de jul. de 2019 às 15:00
    facebook Tweet

    Ator não quis ser interpretado como terrorista que "refletisse ideologia ou religião".

    Atual vencedor do Oscar de Melhor Ator por sua interpretação de Freddy Mercury no filme Bohemian Rhapsody, o astro Rami Malek é, hoje, um dos rostos mais concorridos das produções hollywoodianas. Escolhendo cautelosamente seus projetos, ele foi chamado para viver o novo vilão da franquia 007 em Bond 25 e precisou se assegurar de que tudo estivesse nos conformes. 

    Em entrevista ao The Daily Mirror, Rami contou que quando descobriu que seu personagem seria um terrorista, preocupou-se sobre como isso seria retratado no longa: "Eu disse [ao diretor]: 'Não podemos identificar o personagem com nenhum ato de terrorismo que reflita uma ideologia ou uma religião. Se esta é razão pela qual eu sua escolha, então você não pode contar comigo'". 

    De acordo com Malek, seu medo era de que sua ascendência egípcia fosse usada para reforçar estereótipos desagradáveis sobre terrorismo. No entanto, enquanto o ator conversava com o diretor Cary Fukunaga, percebeu que sua intenção era representar um tipo bem diferente de antagonista: "Claramente ele tinha uma outra visão". 

    Click Orlando
    Malek no Oscar 2019.

    Apesar de ter nascido nos Estados Unidos, Rami se considera um apaixonado inveterado pela cultura egípcia devido a forma como foi criado. Bond 25 estrela também Daniel Craig, Léa SeydouxRalph FiennesAna de ArmasBen Whishaw e Naomie Harris no elenco. O filme tem data de estreia marcada para 9 de abril de 2020.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    • Ronaldo Cesar
      Será que esse novo vilão vai ter alguma ligação com organização spectre?
    Mostrar comentários
    Back to Top