Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Festival de Cannes 2016: Elle e The Salesman embaralham (ainda mais) as possíveis premiações
    Por Francisco Russo — 21 de mai. de 2016 às 16:14
    facebook Tweet

    Não há um franco favorito para a Palma de Ouro!

    Quem será o grande vencedor da Palma de Ouro? Por mais que a resposta seja dada apenas neste domingo - com transmissão ao vivo do AdoroCinema via Facebook e Snapchat, a partir das 14h -, esta é a pergunta que não quer calar por toda a Croisette!

    Ao contrário de edições anteriores, não há um favorito destacado para o prêmio máximo do festival. Toni ErdmannPattersonAquarius vinham liderando o ranking de apostas, mas ainda restava a exibição dos dois últimos concorrentes. E eles acabaram criando ainda mais dúvidas na cabeça de quem tenta prever o resultado do festival!

    O penúltimo longa exibido foi o iraniano The Salesman, dirigido por Asghar Farhadi (A Separação, O Passado), que traz a história de um casal que precisa se dividir entre ensaiar uma versão da peça teatral "A Morte do Caixeiro Viajante" e se mudar do apartamento onde mora, devido a problemas estruturais que afetam todo o prédio. Acontece que, já no novo lar, ela é surpreendida pela chegada de um estranho, que a flagra no banheiro. Tal situação desencadeia um profundo trauma na família, físico e psicológico.

    Assim como fez em A Separação, Farhadi apresenta uma sociedade contemporânea que lida com as tradições da cultura iraniana. A humilhação de ter a esposa flagrada nua por um desconhecido é a mola mestra da trama, impulsionada pelos ferimentos físicos sofridos por ela neste encontro inusitado. Mais uma vez, o diretor elabora um drama bastante denso onde questões morais e de convivência são colocadas em xeque. Além disto, o protagonista Shahab Hosseini brilha como o marido Emad, sendo considerado pelo AdoroCinema o melhor ator da mostra competitiva.

    Encerrando a mostra competitiva, hoje pela manhã foi exibido Elle, de Paul Verhoeven. Suspense assumido, o longa gira em torno de uma poderosa executiva (Isabelle Huppert) que, após ser estuprada em sua casa, se recusa a alertar a polícia. Ela passa então a ter que lidar com a ameaça constante do estuprador, que pode voltar a qualquer momento.

    Dosando com competência as cenas de ação, Elle ainda traz o humor afiado de sua personagem principal. Sem limites morais e extremamente irônica, Huppert estrela situações deliciosamente sarcásticas que conquistaram o público, que aplaudiu o filme em cena aberta por duas vezes. Há quem aponte que é agora o grande favorito à Palma de Ouro.

    Diante disto, agora são cinco os principais candidatos ao prêmio máximo do Festival de Cannes. Entretanto, não se pode ainda descartar longas como JulietaThe Handmaiden e Ma Loute, que podem surpreender. Em quem você aposta?

     

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top