Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    A Criada
     A Criada
    12 de janeiro de 2017 / 2h 31min / Drama, Romance
    Direção: Park Chan-Wook
    Elenco: Min-Hee Kim, KIM Tae-Ri, Ha Jung-Woo
    Nacionalidade Coréia do Sul
    Ver o trailer
    Imprensa
    4,0 28 críticas
    Usuários
    4,3 181 notas e 20 críticas
    Adorocinema
    3,5
    notar :
    0.5
    1
    1.5
    2
    2.5
    3
    3.5
    4
    4.5
    5
    Vou ver

    Sinopse e detalhes

    Não recomendado para menores de 18 anos
    Coreia do Sul, anos 1930. Durante a ocupação japonesa, a jovem Sookee (Kim Tae-ri) é contratada para trabalhar para uma herdeira nipônica, Hideko (Kim Min-Hee), que leva uma vida isolada ao lado do tio autoritário. Só que Sookee guarda um segredo: ela e um vigarista planejam desposar a herdeira, roubar sua fortuna e trancafiá-la em um sanatório. Tudo corre bem com o plano, até que Sookee aos poucos começa a compreender as motivações de Hideko.
    Título original

    Agassi

    Distribuidor Mares Filmes
    Ver detalhes técnicos
    Ano de produção 2016
    Tipo de filme longa-metragem
    Curiosidades 10 curiosidades
    Bilheteria no Brasil 23 220 entradas
    Orçamento -
    Idiomas Coreano, Japonês
    Formato de produção -
    Cor Colorido
    Formato de áudio -
    Formato de projeção -
    Número Visa -

    Críticas AdoroCinema

    3,5
    Bom
    A Criada

    O espectador trapaceado

    por Bruno Carmelo
    O início deste filme exige atenção: em poucos minutos, são apresentados vários personagens, com passados distintos e motivações diferentes, transitando entre o Japão e a Coreia. É importante saber de onde vêm e para onde vão, e especialmente qual língua falam em cada momento – o japonês foi grafado em legendas amarelas, e o coreano, em legendas brancas. Um plano diabólico para seduzir uma mulher rica e ingênua serve como motor inicial para The Handmaiden, suspense erótico sobre trapaceiros no qual o maior enganado é o espectador. Esteticamente, a produção é deslumbrante. Park Chan-wook continua sendo um exímio criador de mundos paralelos, deslocados do real, com amplos movimentos de câmera usados para reforçar o teor gótico. Combinando adereços, trilha sonora de tons repetidos à la Philip Glass e movimentações sedutoras pelos corredores, o cineasta consegue sugerir erotismo e perigo i...
    Ler a crítica
    A Criada Trailer Legendado 0:58
    A Criada Trailer Legendado
    25 576 visualizações
    A Criada Trailer (2) Original 1:11
    2 248 visualizações
    A Criada Teaser Original 0:56
    3 525 visualizações
    Pela web

    Elenco

    Min-Hee Kim
    Personagem : Hideko
    KIM Tae-Ri
    Personagem : Sookee
    Ha Jung-Woo
    Personagem : Conde Fujiwara
    Cho Jin-Woong
    Personagem : Tio Kouzuki
    Ficha completa

    Comentários do leitor

    Jonatas Betencourt Jr.
    Jonatas Betencourt Jr.

    Segui-los 356 seguidores Ler as 408 críticas deles

    4,0
    Enviada em 18 de novembro de 2019
    Já é do feitio do celebrado diretor coreano Park Chan-Wook as narrativas super intrincadas cheias de reviravoltas catárticas. Em seu mais novo longa-metragem, A Criada, um conto erótico e minunciosamente elaborado sobre trapaças e paixões, a regra não é diferente. Apenas com o set-up logo de início, não dá para se esperar nada menos que um thriller sensual, inteligente, e visualmente estonteante. Por mais que em momentos o filme soe um ...
    Leia Mais
    Rhedroan S.
    Rhedroan S.

    Segui-los 1 seguidor Ler a crítica deles

    5,0
    Enviada em 9 de novembro de 2016
    A ideia central da obra é tirar seu chão, uma apresentação rápida dos personagens, cenários principais e os pontos que ressaltam a cultura inglesa e japonesa. Uma empregada, um golpista, uma herdeira e seu tio, a trama corre entre esses personagens e seus pontos de vista, sempre dosando as informações que são extremamente transgressoras. Muito do que a narrativa constrói se da pela sugestão e depois nas reviravoltas se deixa ...
    Leia Mais
    Natália N.
    Natália N.

    Segui-los 2 seguidores Ler as 6 críticas deles

    5,0
    Enviada em 4 de fevereiro de 2018
    Excelente filme, ótimo suspense do inicio ao fim! simplesmente ótimo. a trama surpreende. algumas cenas são fortes mas ajudam a construir a trama
    Renata M.
    Renata M.

    Segui-los Ler as 4 críticas deles

    5,0
    Enviada em 20 de novembro de 2017
    que delícia de filme. reviravoltas. final satisfatório. figurino e fotografia lindíssimos. no terceiro aí eu estava com os olhos arregalados para saber de tudo
    20 Comentários do leitor

    Fotos

    31 Fotos

    Curiosidades das filmagens

    Agenda

    Participante da 40ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo.

    Proficiência no japonês

    Tanto o japonês como coreano foram falados no filme. Antes de filmar, todos os atores tiveram professores japoneses para estudar o roteiro. Após a exibição em Cannes, a atriz Min-hee Kim, que interpreta Lady Hideko, foi aplaudida por jornalistas japoneses por sua proficiência no japonês.

    Diferentes abordagens

    O título do filme em coreano "Ah-ga-ssi" significa "A Dama", se referindo a Lady Hideko, enquanto o título inglês é "The Handmaiden" fazendo assim referência a Sook-hee (Kim Tae-ri).
    10 curiosidades

    Últimas notícias

    Mitos do Pop: Qual é o segredo do cinema coreano?
    NOTÍCIAS - Festivais e premiações
    segunda-feira, 2 de março de 2020
    5 filmes para assistir no Dia do Orgulho LGBTQI+
    NOTÍCIAS - Lançamentos
    sexta-feira, 28 de junho de 2019
    Representatividade importa.
    10 filmes para os alemães esquecerem a Copa do Mundo
    NOTÍCIAS - Visto na Web
    segunda-feira, 2 de julho de 2018
    Só a nata do cinema sul-coreano.
    23 Notícias e Matérias Especiais

    Se você gosta desse filme, talvez você também goste de...

    Mais filmes similares

    Comentários

    • Jonatas B
      Já é do feitio do celebrado diretor coreano Park Chan-Wook as narrativas super intrincadas cheias de reviravoltas catárticas. Em seu mais novo longa-metragem, A Criada, um conto erótico e minunciosamente elaborado sobre trapaças e paixões, a regra não é diferente. Apenas com o set-up logo de início, não dá para se esperar nada menos que um thriller sensual, inteligente, e visualmente estonteante. Por mais que em momentos o filme soe um tanto quanto repetitivo ao querer dar ''uma de esperto'' no público cena após cena, sua trama central e personagens interessantes compensam eventuais deslizes do roteiro. Porque por mais que o enredo seja de fato muito bem elaborado, a partir da segunda reviravolta as coisas vão ficando um pouco previsíveis e tateantes, já que essas artimanhas de Chan-Wook já são conhecidas de outros carnavais, então nós nunca ficamos realmente desarmados quando vêm outro ''twist'. O curioso é tudo acabar em anticlímax, já que até ali o filme se apequena, virando nada mais que um drama sobre amor proibido, com uma correria de fuga que já vimos antes. A duração também é extensa demais, apesar das cenas mais lentas serem muito bem feitas, com ângulos e movimentos de câmera criativos que ajudam a passar o tom e mensagens do filme, não dá para deixar de ter a impressão de que todos os arcos dos personagens poderiam ter se resolvido em menos de duas horas. Relevando os defeitos pontuais, este é sem dúvidas um ótimo filme que conta com um trabalho de direção e interpretação de primeira linha, além de fazer uma ótima inversão de contexto do romance Vitoriano no qual se baseia em parte. Destaque também para a trilha sonora. Quem estiver à procura de um filme sensual e interessante, A Criada é a pedida certa!
    • Jonatas B
      KKKkkks que isso minha gente...
    • Luciano Francisco
      Por que você se sentiu enganado, Ivan? Se for por conta das reviravoltas, acho que elas enriqueceram o filme. Muito bom, por sinal!
    • Nelson Jr
      Uma história envolvente , um filme muito bem feito! a direção de Arte! excelente , a fotografia , muito boa! , as cenas eróticas , feitas com esmero ficaram muito belas, as releituras sucessivas acaba trazendo uma falta de credibilidade .., Quando nos adequamos às novas informações, uma nova mudança revela que estávamos errados de novo, e assim por diante , fica um pouco estranho , esse é o ponto fraco da história , apesar de envolvente.7.5/10
    Mostrar comentários
    Back to Top