Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Festival de Cannes 2016: Vaias para Personal Shopper, novo filme da parceria entre Kristen Stewart e Olivier Assayas
    Por Francisco Russo — 16 de mai. de 2016 às 17:25
    facebook Tweet

    Acabou o amor?

    Se tem um lugar onde Kristen Stewart é valorizada, este é a França. Desde a exibição de Acima das Nuvens, no Festival de Cannes 2014, a atriz tem recebido elogios e prêmios, como o de melhor atriz coadjuvante no César, o "Oscar do cinema francês". Vale ressaltar que ela foi a primeira atriz americana a atingir o feito, uma honraria e tanto.

    Com dois filmes no Festival de Cannes deste ano, Kristen desde o início tem sido uma das estrelas do evento. Várias são as revistas que contam com a atriz na capa e o organizador do festival, Thierry Frémeaux, chegou a dizer que ela seria "uma das rainhas de Cannes", logo após a divulgação da seleção oficial. Pois, aparentemente, esta lua de mel chegou ao fim.

    Personal Shopper, novo filme da atriz com o diretor francês Olivier Assayas, teve sua primeira exibição para a imprensa hoje... e foi vaiado! Uma situação ainda mais surpreendente pelo fato da dupla ter participado de Acima das Nuvens, justamente o filme que iniciou tamanho fascínio. Mas é preciso dizer: as vaias foram justas.

    Pode-se dizer que o longa-metragem seja uma espécie de "David Lynch sem inspiração". Misterioso ao extremo, ele acompanha os dias de uma jovem que tem a capacidade de se comunicar com os mortos - e, de vez em quando, até mesmo consegue vê-los. Consciente de seu dom, e ao mesmo tempo temorosa do que pode encontrar, ela começa a receber mensagens de SMS enviadas por alguém desconhecido, que aparenta saber bastante de sua vida.

    Por mais que o filme até trabalhe de forma satisfatória algumas cenas de tensão, seu ritmo lento e o roteiro desconexo e repleto de lacunas prejudicam bastante o envolvimento do espectador. Kristen, por sua vez, cumpre de forma correta seu papel. A culpa do fracasso não é dela.

    Personal Shopper foi o primeiro filme da mostra competitiva deste ano a ser vaiado pelo público, mas não foi o único na história do festival a passar por tal situação. Vale lembrar que, no ano passado, o mesmo aconteceu - e com maior intensidade - com The Sea of Trees, dirigido por Gus van Sant e estrelado por Matthew McConaughey e Naomi Watts. O filme até hoje permanece inédito nos circuitos americano e brasileiro.

     

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top