Minha conta
    La Casa de Papel: Criador da série se arrepende de ter matado um dos personagens (e não é Nairóbi)
    8 de dez. de 2021 às 11:18
    Aline Pereira
    Aline Pereira
    -Redatora | crítica
    Jornalista que ama boas histórias e combina a paixão por cinema e TV com comunicação para mergulhar ainda mais nos universos e personagens que já fazem brilhar os olhos. Pipoca, suspense, dramédia e uma pitada de reality são a receita perfeita para todos os dias.

    Final de La Casa de Papel finalmente revelou o destino da gangue e, olhando para trás, o criador da série revela qual de seus personagens morreu cedo demais.

    Durante os quase 5 anos de La Casa de Papel, a série fez os fãs sofrerem com mortes difíceis de superar - tendo Nairóbi (Alba Flores) entre as personagens que mais deixaram saudade. Para o criador da série, Álex Pina, também não foi tão fácil assim a decisão de “se livrar” de alguns dos membros da gangue do Professor (Álvaro Morte) e ele, inclusive, chegou a se arrepender de uma decisão específica.

    O autor espanhol revelou que se pudesse voltar no tempo não teria matado Moscou (Paco Tous). Na segunda temporada, o pai de Denver (Jaime Lorente) é atingido pela polícia e não resiste aos ferimentos, morrendo nos braços do filho. Álex Pina revelou que só tomou esta decisão porque achou que La Casa de Papel terminaria por ali. 

    “Moscou era um personagem que oferecia muita comédia e que ainda tinha muito para entregar. Se eu soubesse que teríamos uma vida mais longa, talvez tivesse pensado duas vezes”, disse em entrevista publicada pela CNN Brasil. De fato, Álex Pina gostava tanto de Moscou que chegou a considerá-lo como narrador da série no lugar de Tóquio (Úrsula Corberó). 

    A princípio, La Casa de Papel foi planejada para terminar após a parte 2, mas o sucesso foi tanto que a série acabou garantindo mais três temporadas - e, agora, até um spin-off focado em Berlim (Pedro Alonso).

    Por que Berlim morre em La Casa de Papel?

    A morte de Berlim, aliás, também deixou o criador da série aflito. No documentário La Casa de Papel: El Fenómeno, disponível na Netflix, Pina disse que foi aconselhado a acabar com o personagem. “Alguém me disse ‘esse personagem não cabe nos dias de hoje. Você devia tirá-lo da série”, contou. Isso porque Berlim passava longe de ser um herói e teve comportamentos horríveis durante o roubo à Casa da Moeda.

    O autor reconhece que o personagem era um “psicopata machista e narcisista”, nas palavras deles, mas acreditava que havia espaço mesmo assim. “Poderíamos ter um personagem como esse e deixar o público livre para decidir de que lado querem ficar, né?”, analisou.

    Assim como Moscou, Berlim também morreu na segunda temporada ao levar tiros da polícia - a participação dele, como os fãs sabem, continuou até o final da série, que apresentou uma grande reviravolta para a história dele

    Morte de Nairóbi em La Casa de Papel

    Quando o assunto é a personagem de Alba Flores, no entanto, a morte foi planejada detalhadamente pelos roteiristas, que acreditam ter tomado a melhor decisão possível para a sequência da trama, assim como o final trágico de Tóquio. “Nesta última temporada, Nairóbi teria tido dificuldades para se encaixar por causa dos confrontos diretos e é uma personagem que não foi feita para isso”, explicou o diretor de La Casa de Papel, Jesús Colmenar.


    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top