Minha conta
    Round 6 na Netflix: Por que os jogos de sobrevivência são baseados em brincadeiras infantis?
    21 de set. de 2021 às 19:40
    Nathalia Jesus
    Nathalia Jesus
    -Redatora e crítica
    Especialista e consumidora de filmes, séries, música e programas de TV da Coreia do Sul. Dos clássicos cult de Park Chanwook até as farofas protagonizadas por um Park Seojoon 15 anos mais velho que seus personagens, ela aprecia a riqueza artística do país há muitos anos.

    A série coreana chegou recentemente ao catálogo da Netflix e tem sido comparada a Jogos Vorazes, 3% e Jogos Mortais.

    Round 6 (também entitulado como Squid Game) é o mais novo sucesso da Netflix! A série coreana disponível no catálogo do streaming tem o total de nove episódios e uma envolvente história que se assemelha às dinâmicas de Jogos Mortais3% e Jogos Vorazes. Já dá para imaginar que é bem interessante, certo?

    O enredo de Round 6 acompanha Gi Hoon (Lee Jung Jae), um homem cuja vida financeira está em apuros: sua mãe precisa de uma cirurgia urgente, ele corre o risco de perder a filha por falta de dinheiro e, para completar, ainda está devendo a um agiota que lhe deu um mês para pagar as dívidas. Em desespero, o rapaz aceita o convite para participar de um jogo com o prêmio bilionário para quem chegar até o final. Com ele, está um grupo de mais de 400 pessoas competindo pelo dinheiro. Porém, ao chegar lá, ele descobre que apenas um sobreviverá.

    Por que doramas coreanos são tão viciantes?

    Durante a competição, os jogadores devem participar de dinâmicas infantis como “Batatinha Frita… 1,2,3” e “Cabo de Guerra”. Apesar de parecer simples, eles devem seguir as regras à risca se quiserem sobreviver. E afinal, qual é o motivo de brincadeiras da infância serem o tema central de uma série tão violenta quanto Round 6? É isso que vamos responder aqui!

    Entenda o motivo das brincadeiras infantis no jogo

    O que torna Round 6 tão arrepiante é a visão de mais de 400 adultos, endividados e com famílias esperando do lado de fora, jogando uma versão mais brutal do jogos infantis tradicionais com os quais cresceram. Ainda mais impressionante são os cenários no estilo “jardim de infância”, com cores vibrantes e desenhos, utilizados para as dinâmicas de eliminação.

    De acordo com o diretor Hwang Dong Hyuk, a ideia para o enredo de Round 6 surgiu em 2008, quando o próprio estava com dificuldades financeiras. Durante esse tempo, ele frequentava lojas de quadrinhos, onde se deparou com histórias de “pessoas economicamente desesperadas” participando de um jogo de sobrevivência. Foi então que começou a pensar no que aconteceria se tais jogos acontecessem na Coreia do Sul, seu país natal, e se ele fosse o único a decidir quais jogos essas pessoas iriam jogar.

    Round 6
    Round 6
    Data de lançamento 17 de setembro de 2021 | min
    Séries : Round 6
    Com Jung-jae Lee, Park Hae-Soo, Wi Ha-Joon, Jung Ho-Yeon, Heo Sung-Tae
    Usuários
    4,2
    Assistir em streaming

    Por fim, o cineasta escolheu Squid Game como nome da série, título homônimo a outro jogo infantil coreano que fez parte de sua infância. Assim, ele revelou que o motivo das brincadeiras de criança serem o foco das competições tem a ver com sua percepção de como seria a versão adulta daquela dinâmica.

    “O jogo era físico e violento quando eu jogava na época em que era criança. Eu estava pensando: ‘E se, como adulto, eu jogar esse jogo de novo?’ Achei que isso poderia ter um significado muito simbólico. Os jogos poderiam ser algo que eu costumava brincar quando era inocente, mas que poderia levar às consequências mais intimidantes de vida ou morte. A mistura dos dois poderia criar uma ironia muito marcante.”

    Critério para escolher os jogos exibidos na série

    Ao longo dos nove episódios, muitos jogos infantis são utilizados como critério de eliminação. Ao ser questionado sobre como decidiu quais jogos incluiria na série, Hwang Dong Hyuk disse que deu preferência aos mais simples, para poderem ser facilmente entendidos não apenas pelos coreanos, mas também pelo público global.

    “Os jogos tinham que ser simples mas, ao mesmo tempo, criariam uma sensação de medo quando colocados em uma situação de vida ou morte. Não gasta muito tempo ou energia para entender as regras. É muito simples. Em vez do jogo em si, o Squid Game se concentra em como eles agem e como respondem. Normalmente, olhamos para os vencedores em jogos de sobrevivência, mas [neste drama], olhamos para os perdedores. Sem perdedores, não há vencedores.”

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top