Minha conta
    Thor - Amor e Trovão: Natalie Portman se separou da Marvel em 2013, mas está de volta por um bom motivo
    Por Nathalia Jesus — 30 de jun. de 2022 às 21:51

    Filme dirigido por Taika Waititi chega aos cinemas brasileiros em 7 de julho.

    Natalie Portman estreou Thor: O Mundo Sombrio em 2013 e deixou a Marvel sem olhar para trás. Ela não apareceu em Thor: Ragnarok — embora haja uma pequena menção de que seu relacionamento com o Deus do Trovão não foi bem — e também não teria aparecido em Thor: Amor e Trovão se não fosse pelo poder de convicção do diretor, Taika Waititi.

    O cineasta sabia que havia uma grande história a ser contada sobre Jane Foster, e quando a intérprete da personagem aceitou, Portman retornou ao universo cinematográfico mais famoso da tela. Durante seu discurso na coletiva de imprensa da quarta parte de Thor: Amor e Trovão, a atriz explicou como sua visão do mundo dos super-heróis mudou ao longo dos anos.

    Pensando em sua mudança pessoal, Natalie Portman afirmou que atualmente não tem mais nada a ver com os filmes que fazia nas primeiras vezes que interpretou Jane Foster. Mas, ao ler o roteiro do novo filme da Fase 4 do Universo Cinematográfico Marvel, confessou que parecia um papel importante.

    “Foi uma oportunidade, primeiro, de explorar de uma maneira incrível uma super-heroína que pode ser vulnerável e frágil e encontrar força nisso, para ser mais humana com quem eu possa me conectar. Além disso, acho que isso me deu um respeito renovado pelo o que Chris [Hemsworth] fez ao longo desta década.”

    Thor: Amor e Trovão
    Thor: Amor e Trovão
    Data de lançamento 7 de julho de 2022 | 1h 59min
    Criador(es): Taika Waititi
    Com Chris Hemsworth, Natalie Portman, Christian Bale, Tessa Thompson, Russell Crowe
    Imprensa
    2,6
    Usuários
    3,0
    Adorocinema
    4,0
    Ver sessões

    Natalie Portman nunca falou mal da Marvel publicamente mas, em 2011, o The Hollywood Reporter publicou as diferenças que surgiram entre a atriz e o estúdio. Quando ela assinou contrato para aparecer na sequência de Thor, O Mundo Sombrio, foi porque Patty Jenkins era a diretora e queria abordar a visão feminina no gênero — seria o primeiro filme de super-herói dirigido por uma mulher.

    Após a saída de Jenkins do projeto, Portman ficou desapontada e, como ela estava pensando em deixar a atuação temporariamente para cuidar de sua família, acreditava que era o momento perfeito para se retirar.

    Anos depois, Taika Waititi veio para a Marvel. Ele sabia muito bem o que queria fazer e, para isso, precisava de Jane Foster. Para convencê-la, o cineasta perguntou se estaria interessada em voltar para fazer algo “completamente diferente” do primeiro filme.

    NATALIE PORTMAN COMO O LADY THOR

    Em Thor: Amor e Trovão, Natalie Portman veste o traje do Poderoso Thor e assume o comando do Mjölnir. Um momento único para o público e também para ela, que o vivenciou como algo surreal. “Foi selvagem [vestir o traje do Thor], depois de ver Chris usá-lo por tantos anos e depois experimentar a versão em mim mesma. Colocar as pulseiras e botas e tudo foi bem surreal na primeira vez”, diz ela.

    Para dar vida à heroína do novo filme de estúdio, Natalie Portman passou por um treinamento intenso. Como seus colegas de classe, ela começou a fazer levantamento de peso para assumir a presença que apenas pessoas com superpoderes têm. Isso a levou a admirar muito mais o que Chris Hemsworth e Tessa Thompson, a Valquíria, fazem no filme.

    Eu vejo todo o trabalho envolvido nisso e acho que não sabia quando era a garota da primeira parte. Eu não vi tudo o que estava acontecendo nos bastidores. Agora eu entrei com a coreografia, os treinos e tudo mais. É o triplo do trabalho que eu fazia antes.

    Thor: Amor e Trovão chega aos cinemas brasileiros em 7 de julho.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top