Minha conta
    Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola: Entenda polêmica envolvendo filme de 2017 com Fábio Porchat e Danilo Gentili
    14 de mar. de 2022 às 15:45
    Rafael Felizardo
    Rafael Felizardo
    -Redator | Crítico
    Sonhador desde pequeno e apaixonado por cinema de A a Z, encontrou em David Lynch um modo de sonhar acordado.

    A controvérsia envolvendo o filme de comédia foi revivida com alguns ataques a Fábio Porchat, Danillo Gentili e também à Netflix.

    Em 2017, a Paris Filmes, junto da Warner, lançava o filme brasileiro Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola. Contando com os comediantes Danilo Gentili e Fábio Porchat no elenco, o longa exibia uma comédia que abordava a história de dois amigos encontrando um caderno detentor de dicas sobre como aprontar de maneira constante.

    Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola
    Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola
    Criador(es): Fabrício Bittar
    Com Carlos Villagrán, Daniel Pimentel, Bruno Munhoz, Danilo Gentili, Moacyr Franco
    Data de lançamento 12 de outubro de 2017
    Assista agora

    Na época, uma grande polêmica envolvendo acusações de que o longa supostamente fazia apologia ao bullying, tomou a internet, gerando discussões acaloradas entre os que acusavam a produção e aqueles que a defendiam.

    Ontem (13), a controvérsia foi renascida e, mais uma vez, levada à superfície da rede mundial de computadores. Isso porque, em maior parte, apoiadores do presidente Jair Bolsonaro acusaram o filme de incentivo à pedofilia, por conta de uma cena de cunho sexual envolvendo o ator Bruno Munhoz de, na época, 13 anos, e Porchat. As acusações acabaram sobrando também para a Netflix, que detém o longa em seu catálogo, e para Danilo Gentili; que não deixou barato e respondeu aos ataques.

    “O maior orgulho que tenho na minha carreira é que consegui desagradar com a mesma intensidade tanto petista quanto bolsonarista. Os chiliques, o falso moralismo e o patrulhamento: veio forte contra mim dos dois lados. Nenhum comediante desagradou tanto quanto eu. Sigo rindo”, postou o comediante em seu Twitter.

    A discussão tomou proporções tão grandes que acabou chegando ao Ministro da Justiça, Anderson Torres, afirmando o mesmo em sua rede social que tomará providências em relação à obra. Confira a postagem:

    Vale lembrar que, durante o lançamento do filme, o ator Bruno Munhoz já havia dito que sua mãe não tinha gostado da produção. Na ocasião, Adriana Munhoz, a mãe, não escondeu a preocupação com algumas cenas existentes, principalmente aquelas que envolviam o filho em situação de bullying ou conotação sexual.

    10 cenas polêmicas que foram deletadas dos filmes
    O QUE ACONTECE NA CENA CRITICADA DE COMO SE TORNAR O PIOR ALUNO DA ESCOLA?

    No filme, Porchat vive Cristiano, um homem com desvios sexuais e dono do caderno que ensina a ser o “pior aluno da escola”. No take envolvido na polêmica, enquanto dois meninos discutem calorosamente, o personagem do comediante tenta apaziguar os ânimos, adicionando: “Vocês são amigos, amigos não brigam. Vamos esquecer isso tudo? Deixar isso de lado? A gente esquece o que aconteceu e, em troca, vocês batem uma punheta pro tio”. Confira abaixo:

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top