Minha conta
    Nasce Uma Estrela: O emocionante filme de Lady Gaga e Bradley Cooper quase teve um final diferente
    9 de mar. de 2022 às 14:02
    Aline Pereira
    Aline Pereira
    -Redatora | crítica
    Jornalista que ama boas histórias e combina a paixão por cinema e TV com comunicação para mergulhar ainda mais nos universos e personagens que já fazem brilhar os olhos. Pipoca, suspense, dramédia e uma pitada de reality são a receita perfeita para todos os dias.

    Sucesso nos cinemas em 2018, Nasce Uma Estrela teve algumas mudanças importantes no roteiro e o personagem de Bradley Cooper teria tido uma história diferente.

    Um dos maiores sucessos musicais do cinema nos últimos anos e que consagrou ainda mais a carreira de Lady Gaga nas telas quase teve um final bem diferente. Nasce Uma Estrela (2018), que está disponível no Amazon Prime Video, é nada menos que o terceiro remake do filme lançado em 1937 e, a princípio, foi desenvolvido com um desfecho semelhante ao do filme original para o personagem de Bradley Cooper, mas os roteiristas mudaram de ideia algumas vezes até baterem o martelo.

    Segundo o presidente do estúdio que lançou o filme, o primeiro roteiro do filme de 2018 planejava uma morte por afogamento para Jackson (Bradley Cooper), da mesma forma como acontece no longa de 1937 (via Variety). Nesta primeira versão, o personagem tira a própria vida se afogando no mar.

    Depois, rolou a primeira mudança de ideia: os roteiristas queriam que Jackson tivesse um desfecho mais parecido com o remake de 1976, em que  o co-protagonista morre em um acidente de carro. “No primeiro final que li, Jackson nada para o mar e comete suicídio. No roteiro que tínhamos quando começamos a filmar, ele está dirigindo sua motocicleta. Era mas tipo o final de Kris Kristofferson com a Ferrari, com Jackson em uma Harley”, disse o executivo Toby Emmerich à Variety.

    Por fim, foi o próprio Bradley Cooper que sugeriu mais uma mudança, que acabou sendo definitiva: o ator achou melhor se distanciar um pouco das versões anteriores de Nasce Uma Estrela. “Bradley veio me ver e vendeu a ideia de que ele deveria terminar com um enforcamento. Acho que estava certo. Quando assisto ao filme agora não consigo imaginá-lo terminando de outra maneira”, continuou Emmerich.

    Nasce Uma Estrela (1937)

    De fato, a nova versão do romance entre Ally (Lady Gaga) e Jackson conquistou o coração do público e a crítica especializada, sendo indicado a nada menos do que oito categorias do Oscar em 2019, incluindo Melhor Filme, - e uma chuva de memes com os atores. No fim, Gaga levou para casa o troféu de Melhor Canção Original por Shallow, que se tornou um hit nas rádios e, sem dúvidas, entrou para a lista de músicas mais famosas do cinema. 

    Nasce Uma Estrela: Quais são os outros finais?

    O final original de 1937, com o protagonista se afogando, apareceu novamente no primeiro remake, lançado em 1954. Esta primeira adaptação foi estrelada por Judy Garland e James Mason, que, na época, venceram o Globo de Ouro por seus papéis. 

    No filme de 1976, o personagem interpretado por Kris Kristofferson morre em um acidente de carro - esta versão, aliás, também levou o prêmio de Melhor Canção Original no Oscar com a música Evergreen, de Barbra Streisand

    Nasce uma Estrela
    Nasce uma Estrela
    Data de lançamento 11 de outubro de 2018 | 2h 16min
    Criador(es): Bradley Cooper
    Com Lady Gaga, Bradley Cooper, Sam Elliott, Andrew Dice Clay, Rafi Gavron
    Imprensa
    3,7
    Usuários
    4,5
    Adorocinema
    4,0
    Assista agora em HBO Max
    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top