Minha conta
    Framboesa de Ouro: Criadores de prêmio para piores filmes só se arrependem de uma única indicação em 42 anos
    Por Lucas Leone — 24 de fev. de 2022 às 00:00

    A próxima cerimônia vai acontecer em 26 de março, um dia antes da maior premiação do cinema – o Oscar.

    Também conhecido como Golden Raspberry Awards ou simplesmente Razzies, o Framboesa de Ouro é uma versão satírica do Oscar que reconhece os piores filmes, atores e diretores da temporada. Criado em 1981, o evento se consagrou justamente por ir na contramão da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, acontecendo sempre um dia antes da maior premiação do cinema. Este ano, a divertida cerimônia está marcada para o dia 26 de março – e os indicados você pode conferir aqui!

    Agora em sua 42ª edição, o Framboesa de Ouro já premiou alguns dos nomes mais populares da indústria, sem qualquer desconforto por parte dos mais de mil membros votantes. Porém, há uma única indicação da qual seus fundadores – John J.B. Wilson e Maureen Murphy – se arrependem: Pior Atriz para Shelley Duvall, logo em sua primeira edição. Hoje com 72 anos, a americana tinha 31 quando contracenou com Jack Nicholson em O Iluminado, terror dirigido por Stanley Kubrick.

    23 filmes de terror com crianças bizarras e assustadoras

    Em recente entrevista publicada pela Vulture, os criadores afirmaram que, se pudessem, anulariam a nomeação de Duvall. "Conhecendo a história de fundo e a maneira como Kubrick a esmagou, eu a retiraria [do prêmio]”, defendeu Murphy. Vale lembrar que o cineasta por trás de Laranja Mecânica e 2001 - Uma Odisseia no Espaço aterrorizou Duvall no set de O Iluminado.

    Em conversa com o The Hollywood Reporter, a atriz havia revelado que ficou traumatizada com as filmagens e que chegou a rodar a mesma cena 35 vezes a mando de Kubrick. Esse método de direção implacável gerou efeitos negativos na saúde física e mental da intérprete de Wendy Torrance.

    Embora tenham reconsiderado a indicação de Duvall, Wilson e Murphy disseram que manteriam o longa-metragem de 1980 na categoria Pior Diretor – vencida por Robert Greenwald (Xanadu). Para eles, o trabalho de Kubrick não fez jus ao livro que lhe inspirou, escrito por Stephen King.

    "O romance era muito mais surpreendente visualmente falando, muito mais aterrorizante, muito mais atraente", explicou Wilson. "[Na época] Não conseguíamos entender por que você compraria [os direitos de] um romance que tivesse toda aquela oportunidade visual e depois não faria a coisa da topiaria, as cobras no tapete, as visões das crianças."

    5 filmes engavetados em Hollywood que teriam sido grandes sucessos

    Wilson continuou: “Se você vai dizer que é O Iluminado, você tem que ter certas coisas importantes lá que não estavam. Pelo que entendi, Kubrick foi quem decidiu o que eles cortaram do romance. Então não me sinto tão mal por ele.” E Murphy parece concordar: “Acho que esse cara é superestimado. Ele fez um filme bom e só."

    Apesar das críticas e de ter sido completamente esnobado pelo Oscar, O Iluminado é considerado um dos melhores filmes de terror de todos os tempos – e está disponível na HBO Max. A trama acompanha Jack e Wendy Torrance, um casal que se muda com o filho pequeno para o Hotel Overlook, uma propriedade abandonada e isolada na neve. Lá, eles começam a ser atormentados por uma presença sinistra que influencia o pai a entrar em um estado violento.

    O Iluminado
    O Iluminado
    Data de lançamento 25 de dezembro de 1980 | 2h 23min
    Criador(es): Stanley Kubrick
    Com Jack Nicholson, Shelley Duvall, Danny Lloyd, Scatman Crothers, Barry Nelson
    Usuários
    4,4
    Assista agora em HBO Max
    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top