Minha conta
    Dia Nacional da Visibilidade Trans: 10 produções imperdíveis para assistir online
    Por Bruno Botelho dos Santos — 29 de jan. de 2022 às 15:16

    Celebrando o Dia Nacional da Visibilidade Trans, separamos produções que quebram estigmas e preconceitos sobre a comunidade.

    No dia 29 de janeiro, é comemorado o Dia Nacional da Visibilidade Trans, data significativa para luta, celebração e visibilidade de pessoas travestis e transexuais. A luta dessa comunidade é retratada em muitos filmes, séries e documentários que tentam acabar com os estigmas e preconceitos, que levam à diversas formas de violência e discriminação. Pensando nisso, o AdoroCinema separou algumas produções necessárias sobre a temática e, o melhor, todas elas estão disponíveis para assistir online agora mesmo.

    5 filmes que todos deveriam assistir no Dia Nacional da Visibilidade Trans
    Bixa Travesty 

    A cantora e atriz Linn da Quebrada é uma das participantes do BBB 22, programa da Rede Globo onde sua participação tem levantado discussões importantes sobre os pronomes de tratamento e identidade de gênero. Para quem não sabe, a história de sua vida é retratada no aclamado documentário Bixa Travesty.

    O corpo político de Linn da Quebrada, cantora transexual negra, é a força motriz desse documentário que captura a sua esfera pública e privada, ambas marcadas não só por sua presença de palco inusitada, mas também por sua incessante luta pela desconstrução de esteriótipos de gênero, classe e raça. 

    Onde assistir? Globoplay, além de Google Play e Apple (ambos para aluguel ou compra)

    Tangerine 

    No aclamado Tangerine de Sean Baker, assim que sai da prisão, a prostituta transexual Sin-Dee (Kitana Kiki Rodriguez) descobre através de sua melhor amiga (Mya Taylor) que o namorado Chester (James Ransone) está saindo com outra pessoa, uma mulher cisgênero. Sin-Dee decide encontrar os dois e puni-los pela traição.

    Onde assistir? Mubi

    Tomboy 

    Em Tomboy de Céline Sciamma, Laure (Zoé Héran) é uma garota de 10 anos, que vive com os pais e a irmã caçula, Jeanne (Malonn Lévana). A família se mudou há pouco tempo e, com isso, não conhece os vizinhos. Um dia Laure resolve ir na rua e conhece Lisa (Jeanne Disson), que a confunde com um menino. Laure, que usa cabelo curto e gosta de vestir roupas masculinas, aceita a confusão e lhe diz que seu nome é Mickaël. A partir de então ela leva uma vida dupla, já que seus pais não sabem de sua falsa identidade.

    Onde assistir? Telecine e Globoplay

    Indianara

    Indianara segue Indianara Siqueira, revolucionária por natureza que lidera um grupo de mulheres transgênero que lutam pela própria sobrevivência em um lugar tomado por preconceito, intolerância e polarização. Desde disputas partidárias até o puro combate contra o governo opressor, a ativista de origens humildes passou por uma longa trajetória até se tornar ícone do movimento.  

    Onde assistir? Telecine 

    Euphoria 

    Em Euphoria, Rue Bennett (Zendaya) é uma jovem de 17 anos que acaba de sair da clínica de reabilitação após ter uma overdose. Rue sofre com transtornos mentais desde criança, o que a fez entrar em contato com drogas ainda no início da adolescência. Ela tenta agora se adaptar a uma vida "limpa" e volta a frequentar a escola. Mas, assim como ela, os demais alunos do ensino médio enfrentam seus próprios desafios, envolvendo sexo, drogas, amizades, relacionamentos amorosos, conflitos familiares, redes sociais e violência. À medida que luta contra a dependência química, Rue precisa lidar com todos os traumas e segredos da adolescência. Ela encontra apoio em uma nova amiga, Jules (Hunter Schafer), uma adolescente transgênero que acabou de se mudar para a cidade com o pai. A princípio, Jules tem suas próprias questões para lidar, porém, aos poucos, essa amizade vai se transformando em um intenso interesse amoroso.

    Recomendamos principalmente o segundo episódio especial de Euphoria, "F*ck Anyone Who's Not a Sea Blob", que é focado nas reflexões da personagem Jules.

    Onde assistir? HBO Max

    Manhãs de Setembro 

    Manhãs de Setembro conta a história de Cassandra (Liniker), uma mulher trans que trabalha como motogirl em São Paulo e que tem na música sua maior força. Ela precisou abandonar sua cidade para realizar seu sonho de se tornar cover de Vanusa, cantora brasileira que fez sucesso na década de 70. Após anos de muito sofrimento, Cassandra vive agora um momento de estabilidade: ela consegue alugar um apartamento só seu e descobre o amor na figura de Ivaldo (Thomas Aquino). Contudo, tudo se complica quando sua ex-namorada, Leide (Karine Teles), reaparece com um menino que diz ser seu filho.

    Onde assistir? Amazon Prime Video

    Revelação

    O documentário Revelação oferece um novo olhar sobre a representatividade transgênera nos filmes, na televisão, seu impacto na vida americana e a forma com que Hollywood molda nossas ansiedades em relação ao tema. Conta com a participação de nomes influentes da indústria como Laverne Cox, MJ RodriguezLilly Wachowski e Jamie Clayton.

    Onde assistir? Netflix

    Laerte-se 

    Retrata a trajetória da cartunista e chargista brasileira Laerte, considerada uma das mais proeminentes do gênero no Brasil. Tendo vivido parte de sua vida como homem, ela assumiu sua transexualidade aos 57 e, de lá pra cá, experimenta uma jornada única e pessoal sobre o que é, de fato, ser uma mulher.

    Onde assistir? Netflix

    Transhood: Crescer Transgênero 

    O documentário Transhood: Crescer Transgênero tem como inspiração obras como Boyhood e Up Series, o filme é filmado ao longo de cinco anos em Kansas City, acompanhando quatro crianças, partindo das idades 4, 9, 12 e 15 até chegarem a maioridade. Essas crianças junto com suas famílias revelam detalhes íntimos de como o gênero impacta no seu cotidiano e de como é crescer sendo uma criança trans na sociedade.

    Onde assistir? HBO Max

    Alice Júnior 

    Em Alice Júnior, Alice (Anne Celestino) é uma adolescente trans cheia de carisma que investe seu tempo fazendo vídeos para o Youtube. Um dia, seu pai Jean (Emmanuel Rosset) é transferido pela sua empresa no Recife para Araucárias do Sul, e eles precisam se mudar. Na nova escola, Alice enfrenta preconceitos ao se deparar com uma sociedade mais retrógrada do que estava acostumada. O desejo da menina é dar seu primeiro beijo mas, antes de tudo, quer o direito de ser quem ela é.

    Onde assistir? Netflix


    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top