Minha conta
    15 vezes em que diretores de cinema se atacaram publicamente
    Por Olivier Pallaruelo, de AlloCiné — 7 de set. de 2021 às 20:10

    Alguns cineastas não hesitam em mostrar a opinião sobre o trabalho de seus colegas de uma forma muito amarga.

    Quando você é um diretor, não precisa necessariamente gostar do trabalho de seu colega, por mais prestigioso que seja. Porém, a falta de admiração (para se dizer o mínimo) muitas vezes vem a público como um ataque. Reunimos 15 vezes em que cineastas deram depoimentos ácidos sobre seus companheiros de profissão.

    Jean-Luc Godard x Quentin Tarantino

    Jean-luc Godard sobre Tarantino: "Tarantino batizou sua produtora em homenagem a um de meus filmes [Bande à part]. Teria feito melhor se me desse dinheiro".

    Tarantino se consagra como o diretor mais citado em app de paquera! Confira a lista
    Werner Herzog x Jean-Luc Godard

    Werner Herzog sobre o cinema de Jean-Luc Godard: "Alguém como Jean-Luc Godard é para mim uma falsificação intelectual comparada a um bom filme de Kung Fu".

    Ingmar Bergman x Orson Welles

    Ingmar Bergman sobre Cidadão Kane de Orson Welles: "Para mim, é apenas uma brincadeira, uma piada. É vazio, não é interessante, está morto. Cidadão Kane, é o queridinho de todos os críticos, ainda lidera todas as enquetes, mas eu acho chato. E, acima de tudo, as atuações dos atores não valem nada”.

    Ingmar Bergman x Jean-Luc Godard

    Ingmar Bergman sobre o cinema de Jean-Luc Godard: "Nunca gostei de seus filmes. Eles não são construídos, são falsamente intelectuais e completamente mortos. Eles são desinteressantes cinematograficamente falando e infinitamente enfadonhos. Godard é um tédio mortal."

    Orson Welles x Jean-Luc Godard

    Orson Welles sobre o cinema de Jean-Luc Godard: "Seus talentos como diretor são enormes. Só não posso levá-lo muito a sério como pensador, e é aí que divergimos, porque ele se considera um pensador. Sua mensagem é que ele está interessado no que está acontecendo atualmente e, como a maioria dos filmes de mensagem, pode muito bem ser escrever na cabeça de um alfinete".

    François Truffaut x Michelangelo Antonioni

    François Truffaut sobre Michelangelo Antonioni: “Antonioni é o único diretor importante sobre o qual não tenho nada de bom a dizer. Ele me irrita, é muito sério e não tem humor” .

    Ingmar Bergman x Michelangelo Antonioni

    Ingmar Bergman sobre Michelangelo Antonioni : "FelliniKurosawa e Buñuel evoluem no mesmo caminho que Tarkovski. Antonioni também estava no caminho, antes de morrer sufocado pela própria dor".

    Spike Lee x Quentin Tarantino

    Spike Lee sobre o uso da palavra 'Nigger' nos roteiros de Tarantino: "Não sou contra essa palavra, eu a uso às vezes, mas não excessivamente. E algumas pessoas falam assim. Mas Quentin está apaixonado por essa palavra. O que ele está procurando? Quer virar um membro honorário da comunidade negra?"

    Vincent Gallo x Sofia Coppola

    Vincent Gallo sobre Sofia Coppola: "Sofia Coppola ama qualquer homem que tem o que ela quer. Se ela quer ser fotógrafa, ela vai foder um fotógrafo. Se ela quer ser diretora, ela vai foder um diretor. Uma parasita".

    Clint Eastwood x Spike Lee

    Clint Eastwood sobre Spike Lee: "Um cara como ele deveria calar a boca!"

    Jacques Rivette x Stanley Kubrick

    Jacques Rivette sobre o cinema de Stanley Kubrick: "Kubrick é uma máquina, um mutante, um marciano. Ele não tem sentimento humano. Mas é ótimo quando a máquina começa a filmar outras máquinas, como em 2001".

    Tim Burton x Kevin Smith

    Tim Burton sobre Kevin Smith, após este último acusá-lo de roubar dele o final de Planeta dos Macacos em uma história em quadrinhos em que ele havia trabalhado: "Quem me conhece sabe que eu nunca li quadrinhos. E, em particular, não o faria. Não leia nada que foi criado por Kevin Smith."

    David Gordon Green x Kevin Smith

    David Gordon Green sobre Kevin Smith e seus filmes: "Ele meio que inventou um tipo especial de Olimpíada para o cinema, e apenas baixaram o padrão [de qualidade]. Tenho certeza de que seus pais estão orgulhosos; mas, de qualquer forma, há nada que motive a compra de um ingresso da minha parte ".

    Vincent Gallo x Martin Scorsese

    Vincent Gallo sobre Martin Scorsese: "Não trabalharia para Martin Scorsese, nem por 10 milhões. Ele não faz um bom filme há 25 anos. Nunca vou trabalhar com um cara tão egocêntrico".

    É briga! 20 filmes com tensão nos bastidores
    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top