Minha conta
    De Killing Eve a Free Guy: Conheça a carreira da atriz Jodie Comer
    19 de ago. de 2021 às 21:15
    Lucas Leone
    Lucas Leone
    -Redator
    Lucas só continua nesta dimensão porque Hogwarts ainda não aceita alunos brasileiros. Ele até tentou ir para Westeros ou o Condado, mas perdeu a hora do Expresso do Oriente. Hoje, pode ser visto escrevendo no Central Perk mais próximo.

    Aclamada pelo papel da serial killer Villanelle, a britânica está no novo filme de Ryan Reynolds, que chega aos cinemas hoje (19).

    Você com certeza já ouviu falar nela – e se ainda não ouviu, agora é o momento perfeito para se familiarizar com seu nome. Aos 28 anos, a britânica Jodie Comer se tornou uma unanimidade de público e de crítica, com uma trajetória meteórica que a colocou entre os grandes astros do universo do entretenimento. Natural de Liverpool, a atriz fez um sucesso estrondoso com a série Killing Eve e, a partir desta quinta-feira (19), vai poder ser vista no longa Free Guy, ao lado do eterno Deadpool Ryan Reynolds.

    Free Guy: Novo filme de Ryan Reynolds teve referência a Deadpool excluída; saiba qual

    Jodie nasceu em 11 de março de 1993, filha de um massagista desportivo e de uma funcionária pública do setor de transportes. Começou sua carreira na adolescência, frequentando aulas de teatro uma vez por semana e participando de peças escolares. Durante o ensino médio, decidiu se inscrever em um festival de talentos, mas acabou excluída da trupe por ter faltado aos ensaios de dança. A pisciana não se deu por vencida e apresentou um monólogo tão surpreendente que chamou a atenção da professora de artes cênicas. A mesma encaminhou Jodie para uma audição na BBC Radio 4, o que lhe garantiu sua primeira oportunidade profissional.

    Depois disso, obteve papéis pequenos em produções televisivas como The Royal Today, Holby City e Waterloo Road. Em 2011, integrou o elenco principal da minissérie Justice, conquistando os espectadores com sua performance de Sharna Mulhearn, testemunha ocular de um crime obscuro. Nos anos seguintes, gravou episódios de Casualty, Law & Order: UK e Vera. Nesse meio-tempo, ganhou um espaço maior como a adolescente Chloe Gemmell no seriado My Mad Fat Diary, que se estendeu por três temporadas.

    Em 2019, Jodie foi considerada uma das 30 pessoas mais influentes da Europa (com menos de 30 anos) pela revista Forbes. Quer saber mais sobre a estrela em ascensão? Então vem que o AdoroCinema te conta tudo.

    THIRTEEN

    A primeira protagonista de Jodie veio em 2016, com a minissérie Thirteen. Na perturbadora trama da BBC, a britânica encarna Ivy Moxam, uma mulher de 26 anos que, sequestrada na adolescência, passa 13 anos em um porão até conseguir escapar. Agora, ela tenta reconstruir sua vida junto da família, mas recuperar o tempo perdido não vai ser uma tarefa fácil – ainda mais quando sua própria irmã desconfia de sua verdadeira identidade.

    Por sua atuação, Jodie concorreu ao BAFTA de Melhor Atriz em 2017, além de ter disputado o prêmio feminino da Royal Television Society. No elenco do projeto estavam também Richard Rankin (Outlander), Natasha Little (The Night Manager) e Stuart Graham (Hunger).

    THE WHITE PRINCESS

    Já em 2017, Jodie abocanhou o papel principal na minissérie histórica The White Princess, da Starz. Ao longo dos oito episódios, a atriz vive a princesa Elizabeth, da casa de York, que é oferecida em matrimônio a Henry VII (Jacob Collins-Levy), o então rei da Inglaterra. A controversa união dos dois põe fim à chamada Guerra das Rosas, que, durante 30 anos, dividiu o reino entre as dinastias York e Lancaster. No entanto, a inimizade e a desconfiança mútuas ameaçam não apenas o casamento de Elizabeth e Henry, como também a paz recém-estabelecida.

    Atriz de Game of Thrones será Catarina de Aragão em nova minissérie do Starz
    KILLING EVE

    Na primavera de 2018, a BBC escalou Jodie para um novo projeto: Killing Eve, série criada por Phoebe Waller-Bridge (Fleabag) e que caminha para a sua 4ª e última temporada. Dessa vez, a atriz encarna Villanelle, a serial killer mais carismática, bem-vestida e engraçada da TV, contracenando com ninguém menos que Sandra Oh (na pele da agente secreta Eve Polastri). Com um rastro de assassinatos pela Europa, Villanelle desenvolve uma perigosa obsessão pela mulher que foi designada a encontrá-la – e vice-versa.

    Dona de um humor ácido e poliglota, Villanelle popularizou Jodie mundo afora e, em 2019, lhe rendeu o Emmy de Melhor Atriz em Drama, bem como o BAFTA. Aos 26 anos, ela então se consagrou como uma das pessoas mais novas a levar o "Oscar da TV", repetindo a indicação no ano seguinte. Em 2020 e em 2021, Jodie também esteve na corrida pelo Globo de Ouro.

    FREE GUY

    Com Free Guy, Jodie emplaca, enfim, seu primeiro papel de destaque no cinema. O filme, que teve sua estreia adiada em meio à pandemia de Covid-19, conta a história de Guy (Reynolds), um caixa de banco preso a uma vida bastante entediante – até que descobre ser um personagem de um videogame de mundo aberto. Ele precisa, agora, encarar sua nova realidade e correr contra o tempo para impedir que os criadores do jogo acabem com tudo. Entra em cena, portanto, a personagem de Jodie, uma jogadora implacável com o nome de Molotov Girl e uma das responsáveis por escrever o código original desse ambiente virtual.

    Dirigido por Shawn Levy (da trilogia Uma Noite no Museu), o longa ainda conta com Taika Waititi (Jojo Rabbit), Joe Keery (Stranger Things) e Lil Rel Howery (Corra!).

    Free Guy - Assumindo o Controle
    Free Guy - Assumindo o Controle
    Data de lançamento 19 de agosto de 2021 | 1h 55min
    Criador(es): Shawn Levy
    Com Ryan Reynolds, Jodie Comer, Lil Rel Howery, Joe Keery, Utkarsh Ambudkar
    Usuários
    4,0
    Adorocinema
    3,5
    O QUE VEM POR AÍ?

    Jodie já está confirmada no próximo projeto de Ridley Scott, ao lado de Ben Affleck, Matt Damon e Adam Driver. Com lançamento previsto para outubro deste ano, The Last Duel gira em torno de Marguerite de Carrouges (Jodie), uma mulher que, na França do século 14, torna público o fato de ter sido abusada pelo melhor amigo de seu marido. Assim inicia-se o duelo entre o cavaleiro Jean de Carrouges (Damon) e o escudeiro acusado por sua esposa, Jacques Le Gris (Driver). Eles só não imaginavam que aquela luta até a morte seria a última legalmente sancionada na história do país.

    Adam Driver fez Ben Affleck parecer um herói para seu filho
    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top