Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Liga da Justiça: Confira todas as tretas que rolaram nos bastidores do filme da DC
    Por Kalel Adolfo — 16 de dez. de 2020 às 12:43

    Desde o início de suas filmagens, Liga da Justiça — protagonizado por Gal Gadot, Ben Affleck e Henry Cavill — foi alvo de inúmeras polêmicas.

    Desde que foi disponibilizado essa semana no catálogo da Netflix, Liga da Justiça está voltando a ser bastante comentado. A trama acompanha os maiores heróis da DC — como Mulher-Maravilha, Batman e Superman — enfrentando uma ameaça que pode exterminar o mundo.

    Toda a produção é bem empolgante, mas infelizmente, os bastidores do filme não tiveram uma energia tão boa. Diversas brigas aconteceram na equipe, incluindo denúncias por abuso emocional. E para piorar tudo, Zack Snyder precisou se afastar das filmagens por uma tragédia pessoal.

    Todos os eventos culminaram em um longa que decepcionou a todos quando saiu. Felizmente, o Snyder Cut chega no ano que vem para mudar a nossa percepção sobre a obra. Mas enquanto isso não sai, vem dar uma conferida em tudo o que deu errado nos bastidores de Liga da Justiça:

    Liga da Justiça: Tudo o que sabemos sobre o Snyder Cut (até agora)

    Zack Snyder passou por um triste evento durante as filmagens

    Enquanto comandava Liga da Justiça, Zack Snyder recebeu a notícia de que sua filha havia se suicidado. Por isso, o diretor anunciou que iria se afastar da produção. Logo em seguida, a Warner Bros. escalou Joss Whedon — de Os Vingadores — para assumir o longa.

    Contudo, o cineasta começou a regravar o filme inteiro, descartando várias ideias de Snyder. O resultado foi uma obra bagunçada, com diversos elementos que não se conversavam. Em entrevista ao Hollywood Reporter, um insider da indústria chegou a comentar que a produção virou uma espécie de “Frankenstein”, com diversas visões conflitantes.

    Liga da Justiça quase foi lançado na década de 2000

    Joss Whedon causou mal-estar na equipe

    A equipe também não se sentiu bem ao gravar com Joss Whedon. Além de Ray Fisher denunciar os abusos psicológicos do diretor, Gal Gadot também foi constrangida no set. Segundo a youtuber Grace Randolph, a atriz recusou fazer uma cena em que Flash caía em cima dela. Por isso, Joss contratou uma dublê para gravar a sequência sexista.

    O fotógrafo Jason Laboy — que estava envolvido na produção — revelou que o cineasta trancou a dublê em uma sala e ameaçou acabar com a sua carreira caso ela se recusasse a gravar.

    É briga! 20 filmes com tensão nos bastidores

    Junkie XL foi demitido de última hora

    Além de regravar e reescrever diversas partes do roteiro, Whedon descartou toda a trilha sonora feita por Junkie XL, que havia produzido os sons ao lado de Snyder. Logo em seguida, ele substituiu o compositor por Danny Elfman (Beetlejuice). Tudo isso faltando meses para o lançamento, já que a Warner recusou adiar o projeto.

    CGI em Henry Cavill gerou revolta

    Na mesma época que precisou refilmar Liga da Justiça, Henry Cavill estava no set de Missão Impossível 6. O seu personagem possuía um bigode, e a Paramount o proibiu de raspar. Portanto, a Warner precisou remover a barba do ator digitalmente na pós-produção.

    Contudo, muitos espectadores notaram a modificação facial em Cavill, e criticaram a produção por utilizar os efeitos visuais pobremente. O assunto virou piada e ajudou a construir uma reputação ainda pior para o filme.

    Henry Cavill está ansioso para ver Snyder Cut de Liga da Justiça

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top