Minha conta
    Hoje no streaming: Uma obra-prima sombria, com a reviravolta perfeita e uma das estrelas de Duna 2
    Evelyn Souza
    Evelyn Souza
    Conquistada pela cultura pop, Evelyn adora assistir e discursar sobre filmes teens, de todas as gerações, e aqueles que quase ninguém ouviu falar. Além de ser dorameira e tentar usar seu coreano ínfimo em todas as oportunidades.

    Qualquer pessoa que perdeu o emocionante suspense psicológico agora pode participar da discussão sobre o segredo do filme.

    Não Se Preocupe, Querida já estava na boca de todos quando foi lançado em 2022 – mas não necessariamente por causa de suas qualidades cinematográficas. Em vez disso, o foco estava em tópicos que aconteceram nos bastidores e na estreia mundial em torno das grandes estrelas Olivia Wilde, Chris Pine, Florence Pugh e Harry Styles. A verdadeira questão em saber se era um filme de sucesso foi rapidamente perdida. O longa está atualmente disponível no catálogo da HBO Max.

    É disso que se trata Não Se Preocupe, Querida

    Califórnia, década de 1950: A pequena cidade de Victory, localizada no meio de uma região desértica, vive um boom e atrai diversos casais jovens em busca da vida perfeita. Entre eles está Alice (Florence Pugh) e seu marido Jack (Harry Styles), ambos impressionados com o idealizador de tudo. Frank (Chris Pine) é o chefe do chamado Projeto Vitória e tem uma visão muito clara.

    Quando Jack não está trabalhando, o casal vive uma vida glamorosa, repleta de carros bonitos, roupas caras e uma ampla variedade de produtos de luxo. Um dia, quando a vizinha Margaret (KiKi Layne) faz comentários estranhos sobre a vida em Vitória, o mundo rapidamente vira de cabeça para baixo. Algo não parece certo, então Alice investiga sozinha. Ela logo descobre que há um grande segredo esperando a portas fechadas.

    Não Se Preocupe, Querida: Protagonista de Ted Lasso esteve no meio de algumas polêmicas do filme desde o início

    Cinema de gênero imprevisível

    Todo mundo os conhece: filmes que dão a sensação de que algo está errado com a história aparecem com frequência. Produções como Ilha do Medo e Vidas em Jogo são apenas dois exemplos que podem ser citados. A elas se junta Não Se Preocupe, Querida, que tem vários paralelos.

    Número 1: São filmes que é melhor não conhecer de antemão, pois isso destruiria tanto a tensão quanto a reviravolta. Não se preocupe, o texto será enigmático, então você ainda poderá continuar lendo.

    Número 2: A produção é sutil e inteligente, o que impossibilita dizer o que o espectador pode esperar. Isso resulta em dois pontos fortes: uma coisa é a impressão de que a vida retratada guarda algum tipo de segredo, o que gera tensão. A imprevisibilidade absoluta de qual direção a história tomará é outra.

    Encenação sutil

    Warner Bros.

    Don’t Worry Darling, no original, não é um filme com o qual você pode sentir o cheiro da reviravolta e do final a quilômetros de distância, pelo contrário. Os cenários isolados que estão dentro do reino das possibilidades são demasiado misteriosos e diversos. Somente quem prestar muita atenção conseguirá captar algumas pistas aqui e ali. A trilha sonora, na qual Helen Foster e Ray Charles cantam sobre a boa vida (“The Right Time”) ou o amor (“You Belong to Me”), é particularmente inteligente. Como essas músicas tocam apenas em segundo plano, a sonorização encontra uma mistura perfeita de sutileza e prenúncio.

    Tudo isso está escondido sob uma estética grandiosa que chama constantemente a atenção. Durante muito tempo não se trata de tensão nem de mistério e segredo. Em vez disso, o foco está na vida luxuosa na comunidade emergente, que é caracterizada pelo coletivismo e pelo pertencimento - e que por si só oferece um grande potencial para reflexão.

    Muito mais do que tensão e torção

    Warner Bros.

    Não Se Preocupe, Querida, portanto, não significa apenas suspense e reviravolta, mas também querer examinar a vida em uma utopia fictícia. Colorido, aconchegante e quase com cara de conteúdo do Instagram: é um prazer mergulhar neste mundo cinematográfico em que as imagens de luxo são esteticamente encenadas.

    Não para por aí, pois os pensamentos se somam ao ser humano. Este é realmente um mundo em que você gostaria de estar em casa? E quão importante é a liberdade do indivíduo? O filme rejeita possíveis respostas a estas e outras questões semelhantes e as deixa inteiramente ao espectador.

    Com isso em mente, Não Se Preocupe, Querida nem precisa de uma reviravolta para ser convincente, pois há substância suficiente no primeiro tempo para fazer você pensar. Os componentes que não foram mencionados neste artigo vêm em primeiro lugar. Neste ponto, seria melhor citar a crítica do AdoroCinema: “Temos uma história que, apesar de navegar na superfície, funciona como um entretenimento carismático, reúne boas atuações e é seguro do que quer”.

    Não Se Preocupe, Querida
    Não Se Preocupe, Querida
    Data de lançamento 22 de setembro de 2022 | 2h 03min
    Criador(es): Olivia Wilde
    Com Florence Pugh, Harry Styles, Chris Pine
    Imprensa
    2,5
    Usuários
    3,5
    Adorocinema
    3,0
    Assista agora

    Fique por dentro das novidades dos filmes e séries e receba oportunidades exclusivas. Ouça OdeioCinema no Spotify ou em sua plataforma de áudio favorita, participe do nosso Canal no WhatsApp e seja um Adorer de Carteirinha!

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Comentários
    Back to Top