Meu AdoroCinema
Ninfomaníaca - Volume 1
Sessões Trailers em destaque Créditos Críticas dos usuários Críticas da imprensa Críticas do AdoroCinema Fotos
Ninfomaníaca - Volume 1
Data de lançamento 10 de janeiro de 2014 (1h 58min)
Direção:
Elenco: Charlotte Gainsbourg, Stellan Skarsgård, Stacy Martin mais
Gêneros Erótico, Drama
Nacionalidades Dinamarca, Alemanha, França, Bélgica, Reino unido
Ver o trailer
Alugue agora
Imprensa 3,0 26 críticas
Usuários 3,9687 notas do qual 72 críticas
Adorocinema 4,5

Sinopse e detalhes

Não recomendado para menores de 18 anos

Bastante machucada e largada em um beco, Joe (Charlotte Gainsbourg) é encontrada por um homem mais velho, Seligman (Stellan Skarsgard), que lhe oferece ajuda. Ele a leva para sua casa, onde possa descansar e se recuperar. Ao despertar, Joe começa a contar detalhes de sua vida para Seligman. Assumindo ser uma ninfomaníaca e que não é, de forma alguma, uma pessoa boa, ela narra algumas das aventuras sexuais que vivenciou para justificar o porquê de sua auto avaliação.

Título original Nymphomaniac : Volume I
Distribuidor California Filmes
Ver detalhes técnicos
Ano de produção 2013
Tipo de filme
Curiosidades 8 curiosidades
Orçamento 9 400 000 €
Idiomas Inglês
Formato de produção -
Cor Colorido
Formato de áudio -
Formato de projeção -
Número Visa -

Sessões

Filmes Online

As maiores bilheterias do cinema direto para a sua TV. Alugue agora sem sair de casa com Telecine On.
Ninfomaníaca: Volume 1
Alta definição
Ver opções
  • Alugue agora
Veja todas as ofertas on demand

Críticas AdoroCinema

4,5 Ótimo
Ninfomaníaca - Volume 1

A eterna busca

por Francisco Russo
Antes de falar sobre Ninfomaníaca, voltemos um pouco no tempo. Criticado mundialmente devido às declarações a favor de Hitler em pleno Festival de Cannes, durante a coletiva de imprensa de Melancolia, Lars von Trier se viu em maus lençóis ao ser declarado persona non grata no festival que, durante anos, serviu de palco para o lançamento de seus novos filmes. Em meio à polêmica, ele resolveu cutucar ainda mais: anunciou Ninfomaníaca, cuja história acompanharia a vida sexual de uma mulher da infância a velhice, com direito a cenas de sexo reais. Era o projeto ideal para aquele momento da carreira do diretor, já que permaneceria sob os holofotes da mídia graças ao tabu existente em torno da vida sexual da mulher - qualquer mulher - e, é claro, seu lado polêmico e incisivo, que possibilitava a crença de que ele realmente iria a fundo no projeto. É claro que, marqueteiro por natureza, von Tri...
Ler a crítica
Ninfomaníaca Trailer Legendado 1:56
477 084 visualizações
Ninfomaníaca Trailer Original 1:54
225 840 visualizações

Entrevistas, making-ofs e clipes

Ninfomaníaca - Volume 1 Entrevista legendada com Charlotte Gainsbourg 12:10
Ninfomaníaca - Volume 1 Entrevista legendada com Charlotte Gainsbourg
26 931 visualizações
Ninfomaníaca - Volume 1 Entrevista legendada com Shia LaBeouf 8:58
Ninfomaníaca - Volume 1 Entrevista legendada com Shia LaBeouf
17 018 visualizações

Elenco

Charlotte Gainsbourg
Charlotte Gainsbourg
Personagem : Joe
Stellan Skarsgård
Stellan Skarsgård
Personagem : Seligman
Stacy Martin
Stacy Martin
Personagem : Joe - jovem
Shia LaBeouf
Shia LaBeouf
Personagem : Jerôme
Ficha completa

Críticas da imprensa

  • O Globo
  • Almanaque Virtual
  • Instituto Moreira Salles
  • Estado de São Paulo
  • Screen International
  • Télérama
  • The Guardian
  • Cinema em Cena
  • Cinema com Rapadura
  • Cineplayers
  • The Hollywood Reporter
  • Cineweb
  • Variety
  • CineClick
  • O Globo
  • Rolling Stone
  • Preview
  • Omelete
  • Estado de Minas
  • Rubens Ewald
  • O Globo
  • Papo de Cinema
  • Critikat.com
  • Chronic'art.com
  • Télérama
  • O Globo
26 Artigos de imprensa

Críticas de usuários

Ric Brandes
Crítica positiva mais útil

por Ric Brandes, em 12/02/2014

4,5Ótimo

Extremamente ousado, provocador e intenso. Ninfomaníaca é mais um projeto de Lars von Trier, que completa a “trilogia da... Leia mais

João Pedro S.
Crítica negativa mais útil

por João Pedro S., em 19/01/2014

3,0Legal

Boa noite aos leitores do Adoro Cinema, Não sou muito bom para fazer uma crítica mas vou tentar. Primeiramente acho que as... Leia mais

Todas as críticas de usuários
18% 13 críticas 29% 21 críticas 19% 14 críticas 19% 14 críticas 3% 2 críticas 11% 8 críticas
72 Críticas de usuários

Fotos

84 Fotos

Curiosidades das filmagens

Mudança no elenco

Nicole Kidman foi a primeira atriz escolhida para o papel principal de Ninfomaníaca. Esta deveria ser a segunda vez que ela trabalharia com Lars Von Trier, após Dogville. No entanto, Kidman não estava mais disponível na data prevista para as filmagens, e foi substituída por Charlotte Gainsbourg - que também já tinha trabalhado com o cineasta, em Anticristo e Melancolia.

Trilogia da Depressão

Ninfomaníaca é o último capítulo da "Trilogia da Depressão" dirigida por Lars Von Trier. Os filmes anteriores foram Anticristo (2009) e Melancolia (2011). 
8 curiosidades

Se você gosta desse filme, talvez você também goste de...

Mais filmes similares

Comentários

  • Patrick A.

    Hiper mega giga super ansioso!

  • Elsden

    ESSE VAI SER O FILME!!! LARS VON TRIER É REI!!!

  • Marcelo V.

    vai ser o filme mais polemico do seculo 21 ate agora , mas vou olhar !!!!!

  • Dayanne R.

    EU VOU VERRRR CURIOSA

  • juliane m.

    Já vi uns filmes desse diretor e não gostei,na verdade eu detestei.Vou esperar os comentários pra ver e me interesso.

  • Debora B.

    Só assistindo, não vejo a hora.

  • Vivian I.

    assisti hoje e curti, atendeu minha expectativa rs

  • Victor K.

    não consigo achar esse filme pra baixar ou pra ver online..alguem tem link?

  • eniogomes

    EJACULAÇÃO PRECOCE ... Sempre achei que blefar ou superestimar o
    sexo antes do ato acaba broxando na hora “H”. Me parece que foi isso que
    ocorreu com Ninfomaníaca em relação a seus aspirantes, a começar justamente
    pelo titulo e cartazes. Talvez Lars tenha se “prostituido” pela mídia e acabou
    se equivocando por colocar o sexo em “primeiro plano”, promovendo o filme de
    forma sensacionalista.
    Penso que a construção do personagem deveria ser o “carro-chefe” e
    utilizar as cenas fortes de sexo como elemento surpresa. P.S.: E nem foi tão
    forte assim.

    E.G.O

  • William di Souzah

    conhecer o diretor do filme nao torna o filme melhor ou pior...
    o filme tem que agradar por si só...as vezes vimos muitos filmes sem ao menos saber quem é o produtor e gostamos...
    se algumas pessoas nao gostaram é por uma questão simples: "Gosto, cada um tem o seu"

  • Fred Baskerville

    Lesado por ter desperdiçado 2 horas da vida. Foi assim que eu me senti após assistir esse filme. Um dos filmes mais sem graça que eu já assisti, não recomendo a ninguém. É, exclusivamente, uma espécie de Brasileirinhas piorado (sim, eles conseguiram tornar ruim um filme pornô).

  • camila M.

    Filme besta... quase morri de ansiedade para assistí-lo e achei um lixo. Os dois, são muito ruins. Só falta assistir Dogville para ter certeza que realmente não gosto dos filmes do Lars Von Trier.

  • Mudo C.

    Lars von Trier nao é uma experiencia boa, é uma experiencia p/ analizar.

  • scotty doesn't know

    eu vi tanto comentário dese filme e sinceramente esperava mais dele filme fraco com a história ruim

  • Malu F.

    Nossa...Tu deves ser intimo do cara...mas do bom português...Brasil com letra minúscula, ninguém merece né mané? Pode ser o melhor diretor, não importa, erra como qualquer mortal e nesse filme errou feio mesmo, portanto, não se trata de conhecer ou não o fulano, a questão é que ele vendeu um produto dizendo ser O PRODUTO e nós compramos um saco de gatos sem direito a ter o dinheiro de volta.

  • Malu F.

    Não sou psiquiatra, mas ao que me consta, a ninfomania é uma busca incessante pelo prazer provocado pelo orgasmo. Como a sensação que o orgasmo causa fisicamente é muito rápida, de 3 a 4 segundos, a mulher busca irracionalmente por este ciclo de resposta sexual, causando-lhe muitos prejuízos de todas as ordens.

    Ao ver Ninfomaníaca I, não foi isso que ficou claro para mim. O começo já é bem estranho, pois uma mulher caída e ferida é socorrida por um homem, que a leva para casa(?) sem saber nada a seu respeito, este homem lhe dá abrigo e alimento e como retribuição ela começa, de forma bem prolixa a relatar sua vida sexual destorcida.( Ao que sei, ninguém assume abertamente assim, de cara, que é dependente de sexo).

    O diretor também parece sugerir uma relação desse comportamento com os pais...Sem falar na memória da personagem, que diz perceber que tinha vagina aos 2 anos de idade...Todo bebê também demonstra curiosidade por seu corpo, portanto, essa observação feita por ela é infeliz.

    Os pais logo somem da história, pois, também fica bem estranho, ela e uma amiga, viajarem de um lugar a outro de trem, sem que esses pais dessem por falta...pior ainda, fazer essa viagem, apostando com a amiga, quem transaria mais, ganharia um saco de chocolates (?) Mas o objetivo não é ter prazer????? Pois bem...para mim, mais parece um caso de falta de estima e uma necessidade de pertencer a um grupo social, coisa bem comum entre os adolescentes, principalmente os que não são acompanhados de perto pelos pais e que fazem coisas absurdas ou às vezes contraditórias, para parecerem poderosos entre seus iguais, mas incompreendidos pelos adultos.

    Mas tudo isso acaba se agravando e virando um distúrbio de ordem mental que, a meu ver, mais parece transtorno obsessivo compulsivo (TOC) que está mais relacionado a atividades repetitivas mas desagradáveis e que o indivíduo não consegue resistir e parar e isso fica bem claro no sexo que ela faz no trem, se comportando de forma indiferente, na mentira repetitiva em dizer aos homens que sentiu pela primeira vez um orgasmo...até o relato desesperado,quando termina o filme.

    Mas bizarrice mesmo foi aquele ser assexuado, que escuta tudo e fica tentando comparar o comportamento da personagem, com o dos peixes.....kkkkkkkkkkkkkkkk...
    Esperava um filme profundo, que mostrasse até onde o ser humano pode chegar, quando seu psiquê se desequilibra e então ele se perde de si mesmo e entra em queda livre, porque se torna vítima das padronizações, ou por falta de identidade, não consegue achar seu lugar no mundo, se tornando um ser absolutamente vazio e que se preenche das expectativas alheias, mas nunca de si mesmo.
    Não passa de um filme pornô, com artistas renomados....Lovelace conseguiu ser mais interessante...

  • Vinicius S.

    Eu não sei porque essa bosta de filme passa no Telecine Cult,esse lixo não passa de um filme pornô de quinta,nem no Xvideos esse filmeco deveria passar!
    Até as cenas de sexo,tá sono de assistir !

Mostrar comentários