Minha conta
    15 séries que continuaram após perder o protagonista
    Por Katiúscia Vianna — 2 de set. de 2017 às 09:41

    No clima de Narcos, relembre outros shows que seguiram mesmo sem o principal nome de seu elenco!

    Você começa a acompanhar uma série, se apaixona pelo protagonista, investe todas as suas emoções e torcidas naquele personagem principal para, de repente, descobrir que o ator principal vai abandonar tal show. E os produtores decidem seguir com a história mesmo assim! Normalmente, a reação dos fãs é se desesperar...

    Por mais que pareça algo bizarro (afinal imagine uma novela sem mocinha!), esse tipo de situação acontece de forma bem frequente no universo das séries norte-americanas. Aproveitando o lançamento da nova temporada de Narcos - a primeira sem Wagner Moura! -, o AdoroCinema decidiu relembrar outas atrações que decidiram continuar após perder um grande nome de seu elenco.

    Nessa lista, decidimos não colocar atores que faleceram durante as filmagens como Cory Monteith (Glee) ou John Ritter (8 Simple Rules), já que tais situações não foram premeditadas e a equipe teve que lidar com uma situação inesperada. Aqui, iremos relembrar tretas nos bastidores, decisões dos próprios atores ou simplesmente a necessidade de chocar o espectador!

    Umas deram certo e desenvolveram interessantes personagens coadjuvantes. Outras... Nem tanto! Confira a galeria acima!

     

    Durante dois anos, o Pablo Escobar de Wagner Moura foi o principal rosto nas peças promocionais de Narcos. Mas em sua terceira temporada, a série da Netflix vai investir em outros nomes na história do tráfico. Ok, todo mundo já sabia que isso ia acontecer, mas esse colombiano bigodudo vai fazer falta... Vale lembrar que Boyd Holbrook também saiu do projeto!

    Quando Nina Dobrev saiu de The Vampire Diaries, a série não perdeu apenas a protagonista Elena. Perdeu também Katherine, Amara e Tatia... A atriz saiu no fim da sexta temporada, mas a jovem Gilbert era sempre citada na história. Resultado? A moça voltou (em dose dupla!) no último episódio do show - que só durou duas temporadas sem sua estrela. Afinal, TVD já era instável desde a saída da família Mikaelson, que ganhou seu próprio spin-off em The Originals.

    Steve Carell até conseguiu equilibrar uma carreira em Hollywood com o icônico Michael Scott, mas decidiu deixar The Office após sete temporadas. Os produtores tentaram manter a qualidade, seja reforçando o elenco com James Spader, ou focando nos populares Jim (John Krasinski), Pam (Jenna Fischer) e Dwight (Rainn Wilson). Porém, a comédia nunca mais foi a mesma e terminou na 9ª temporada. Obviamente, Carell fez uma participação na finale.

    Que atire a primeira pedra quem não ficou chocado com a morte de Marissa Cooper (Mischa Barton) na 3ª temporada de The O.C.! A patricinha nunca foi unânimidade, mas inspirava modas e tinha grande química com Ryan (Ben McKenzie). O motivo de tal decisão polêmica? Oficialmente, foi um acordo de decisão criativa, mas rumores apostam que a atriz tinha problemas com a emissora e queria seguir uma carreira cinematográfica. Seja qual for a razão, o público rejeitou tal ideia e The O.C. foi cancelada abruptamente na 4ª temporada.

    Tudo bem que "a anatomia é de Grey (a Meredith de Ellen Pompeo)", mas ninguém esperava que a série ia matar o grande amor de sua protagonista, Derek (Patrick Dempsey). Para a produtora Shonda Rhimes, essa foi a forma justa de encerrar tal história de amor, já que o ator queria deixar o elenco. Apesar da revolta de fãs pelo mundo, Grey's Anatomy segue firme e forte na audiência, caminhando para a 14ª temporada.

    Numa das tretas mais históricas da televisão norte-americana, Charlie Sheen abandonou o elenco de Two and a Half Men após uma briga feia com o produtor Chuck Lorre. Surpreendentemente, a comédia conseguiu Ashton Kutcher como novo protagonista e durou mais quatro temporadas (com menor audiência, é necessário dizer!). A história fica ainda mais bizarra com o episódio final, quando um piano cai sobre a Charlie Harper, o personagem de Sheen - mas feito por um dublê de costas.

    Curiosamente, Charlie Sheen também esteve envolvido em outra situação semelhante. Só que, dessa vez, ele substituiu Michael J. Fox como protagonista da comédia Spin City em 2000. O eterno Marty McFly teve que deixar a comédia por sofrer complicações do mal de Parkinson. A série teve duas temporadas depois desta mudança, culminando em seis no total.

    Once Upon a Time não perdeu apenas a protagonista Jennifer Morrison... Foi uma debandada geral: Ginnifer Goodwin, Josh Dallas, Jared Gilmore, Emilie de Ravin e Rebecca Mader também saíram do elenco regular com o fim da 6ª temporada. Mesmo com apenas três atores restantes, os produtores decidiram seguir com o show, com novas versões dos contos de fadas. Será que vai dar certo?

    Se Shannen Doherty for escalada em uma série, é melhor não se apegar... Tudo começou em 1994, quando ela foi demitida de Barrados no Baile, onde interpretava Brenda. Sua saída chocou os fãs da popular série teen e o motivo não ficou claro. Muitos culpam a co-protagonista Tori Spelling. Outros dizem que ela foi expulsa porque cortou o cabelo sem avisar ninguém. A teoria mais popular é que ela brigava muito com o resto da equipe e passava por problemas pessoais (muito explorados pela mídia). Para piorar, em 2001, Shannen passou por algo semelhante quando saiu de Charmed após três temporadas... por causar problemas no set!

    Ao final de sua 6ª temporada, One Tree Hill teve que lidar com as saídas de Chad Michael Murray (Lucas) e Hilarie Burton (Peyton). Apesar de rumores, a atriz soltou uma declaração oficial sobre como foi um acordo pacifico com a produção, pois ela queria investir em novos projetos. Já o ator chegou a contar para fãs que os produtores queriam economizar dinheiro nas negociações de contrato! T-R-E-T-A! Resultado? Peyton e Lucas tiveram um final feliz, enquanto o drama teve um salto no tempo, seguindo por mais três temporadas com Brooke (Sophia Bush), Haley (Bethany Joy Lenz) e Nathan (James Lafferty).

    Scrubs teve uma história bizarra... A comédia deveria terminar em sua oitava temporada, mas o sucesso de audiência fez a emissora encomendar novos episódios. Assim, boa parte do elenco regular não retornou - inclusive o protagonista J.D. (Zach Braff). Reformulada, a série manteve alguns personagens como professores para um novo time de internos, mas a ideia não deu certo e o cancelamento ocorreu no mesmo ano.

    Os fãs de Nashville tinham acabado de se recuperar de um susto quando a série foi resgatada do cancelamento pelo canal CMT. Mas como alegria de seriador dura pouco, outro golpe surgiu com a morte abrupta de Rayna (Connie Britton). A atriz queria seguir novos desafios e o drama musical está atualmente sobre os ombros da co-protagonista Hayden Panettiere.

    Sucesso de público, That '70s Show perdeu dois integrantes do elenco regular ao fim do 7º ano: o protagonista Topher Grace e Ashton Kutcher (olha ele aqui de novo!). Ambos queriam dar novos rumos para suas carreiras, mas a série não aguentou e terminou na temporada seguinte. Porém, nos bastidores, a história parecia ser outra. Rumores apontam que Grace saiu pois não gostava como seu personagem tinha perdido espaço na trama, enquanto outros se tornaram queridinhos do público. Tanto que ele só aparece rapidamente no último episódio, enquanto Kutcher topou participar de alguns capítulos da temporada final para encerrar o arco de Kelso.

    Ok, ER (ou Plantão Médico, se você viu pelo SBT) girava ao redor de vários personagens, mas o público amava mesmo o Doug Ross de George Clooney. Tamanha foi sua popularidade que o ator passou a ser cobiçado pelos estúdios de Hollywood... O produtor John Wells até dizia que o galã "perdia milhões de dólares ficando no show". Clooney acabou saindo da série em 1999, na 5ª temporada. Mas você acha que ER se abalou? Nada disso! O drama ficou ao ar durante quinze anos e Clooney até fez uma participação na temporada final.

    Tecnicamente, Mulder nunca saiu do universo Arquivo X, mas David Duchovny sumiu durante 8ª e 9ª temporadas da aclamada série. E a raiva dos fãs só aumentou com a chegada de Robert Patrick como uma espécie de substituto. Enquanto Mulder era abduzido por alienígenas, Duchovny entrava em disputas salariais com a Fox, que culminou até num processo. Agora, está tudo bem: Arquivo X vai para a 11ª temporada com Mulder e Scully (Gillian Anderson) unidos na investigação sobre atividades paranormais.

    Bônus: Tudo bem, falar que Game of Thrones continuou após matar algum personagem importante é igual falar que 2 2 dá 4. Porém, para quem não acompanhou os livros, a morte de Ned Stark (Sean Bean) foi um grande choque, já que ele era a maior estrela da primeira temporada. Mas a adaptação da obra de George R.R Martin só chegará ao fim com seu próximo ano, o 8º.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top