Minha conta
    Sandman realiza o sonho dos fãs com adaptação fiel aos quadrinhos de Neil Gaiman (Crítica da 1ª temporada)
    5 de ago. de 2022 às 16:20
    Bruno Botelho dos Santos
    Bruno Botelho dos Santos
    -Redator | crítico
    Bruno é redator e crítico do AdoroCinema, que divide seu tempo na cultura pop entre tomar susto com os mais diversos filmes de terror, assistir os clássicos do cinema ou os grandes blockbusters e enaltecer o trabalho de David Lynch e Stanley Kubrick.

    1ª temporada de Sandman está disponível no catálogo da Netflix, adaptação da saga em quadrinhos de Neil Gaiman.

    Os fãs de Sandman passaram décadas esperando ansiosamente por uma adaptação da aclamada saga em quadrinhos escrita por Neil Gaiman, lançada entre 1989 e 1996 pela DC Comics (em seguida como parte do selo adulto da editora, Vertigo). E não faltaram tentativas para uma adaptação desde meados dos anos 90, incluindo um filme que seria comandado e estrelado por Joseph Gordon-Levitt. Com todos esses projetos fracassados, finalmente a obra chegou ao live-action com a série de Sandman pela Netflix.

    Sandman: Tudo o que você precisa saber sobre a série da Netflix

    Sandman é composto por 75 edições da série principal escrita por Neil Gaiman, com os 10 episódios da 1ª temporada da série na Netflix adaptando as primeiras 16 edições dos quadrinhos, começando com o primeiro arco, “Prelúdios e Noturnos”, e terminando com o segundo, “A Casa de Bonecas”. Na história, o mago Roderick Burgess (Charles Dance) tenta capturar a Morte (Kirby Howell-Baptiste) em busca da vida eterna, mas prende por décadas seu irmão mais novo Morpheus (Tom Sturridge), o Rei dos Sonhos.

    Após sua fuga, o personagem também conhecido como Sonho ou Sandman, parte em busca de seus poderosos artefatos perdidos: seu elmo clássico, uma algibeira com areia e um rubi. Ele está determinado a trazer de volta a ordem para seu Reino, o Sonhar – lugar que dá forma aos nossos medos e fantasias mais profundos –, e fará o que for preciso para restaurar seu mundo, deteriodado depois de sua longa ausência.

    O sonho se tornou realidade: Sandman da Netflix honra a obra de Neil Gaiman

    É inegável a importância de Sandman para a história dos quadrinhos e, por isso mesmo, existia o medo de que uma adaptação para os cinemas ou streaming / TV não corresponde-se ao universo criado por Neil Gaiman. Felizmente, a série da Netflix desenvolvida pelo próprio Gaiman (como pordutor executivo) ao lado de David S. GoyerAllan Heinberg captura perfeitamente essência e mensagens da obra original. 

    Um dos maiores destaques da adaptação é, sem dúvidas, o deslumbrante design de produção, que visualmente dá vida e recria com bastante personalidade o vasto universo dos quadrinhos, seus sonhos e pesadelos mais profundos, como é o caso das reproduções do Sonhar e do Inferno – por mais que, em alguns momentos, os efeitos especiais deixem um pouco a desejar. Porém, o ponto forte de Sandman está em sua força narrativa e nas suas temáticas, que continuam atuais mais de 30 anos depois.    

    Sandman e seu poder de contar histórias

    Assim como nas HQs, cada um dos dez episódios funcionam como histórias independentes, alguns com estilos e formatos bem distintos um dos outros, mas todos conectados à jornada do protagonista. Sonho / Sandman / Morpheus é um dos Perpétuos, entidades imortais que controlam vários aspectos do universo sobre a humanidade e tem domínio sobre uma dimensão que representa o conceito que vive através deles. Interpretado por Tom Sturridge, o arco do personagem é fundamental para toda a história da série. 

    Ele é uma figura bastante impeduosa e arrogante, principalmente por causa de seus poderes, mas que acaba passando por uma tranformação ao longo dos episódios com o contato e entendimento da humanidade quando ele perde seu propósito. Isso tem bastante relação com um de seus encontros com sua irmã Morte – que, apesar do nome, é uma figura gentil e doce retratada por Kirby Howell-Baptiste – no sexto episódio, "O som das asas dela". Ele adapta duas histórias emocionantes dos quadrinhos: "O Som de Suas Asas" (sobre propósito da vida) e "Homens de Boa Fortuna" (sobre amizade). Melhor episódio da 1ª temporada, ele mostra a força de Sandman em contar histórias e, principalmente, o poder que elas têm em relação com o sentido da vida, assim como a força dos sonhos em moldar nosso imaginário.

    Outros dois episódios se destacam: "Uma esperança no inferno", onde temos a ida de Sonho ao inferno com a apresentação imponente de Lúcifer, interpretado magistralmente por Gwendoline Christie; e o impactante "Sem parar" que adapta o caos de "24 horas" nos quadrinhos, onde John Dee (David Thewlis), com o poder do rubi do Sonho, resolve fazer um experimento social visceral em um restaurante, testando nos clientes como seria se as pessoas parassem de mentir e só fossem verdadeiras. Esses são alguns dos exemplos de como Sandman caminha bem por diferentes terrenos e experimentações na temporada. 

    Além dos citados, diversos outros personagens roubam a cena ao longo dos episódios, com destaque para Jenna Coleman, como Johanna Constantine; Mason Alexander Park como Desejo; e Boyd Holbrook, como Coríntio – pesadelo criado por Sandman, que é a principal ameaça da 1ª temporada, aparecendo bem mais do que nas HQs, sendo colocado em ação desde o primeiro episódio da produção.

    No final das contas, Sandman da Netflix é uma adaptação dos sonhos para os fãs da saga nos quadrinhos escrita por Neil Gaiman, causando reflexão e encantando mais uma vez com suas histórias emocionantes e poderosas sobre a vida, mas que também é um convite perfeito para quem não conhece a obra original. Só nos resta torcer para que novas temporadas sejam confirmadas, até que todos os arcos sejam adaptados.

    Sandman
    Sandman
    Data de lançamento 5 de agosto de 2022 | min
    Séries : Sandman
    Com Tom Sturridge, Gwendoline Christie, Vivienne Acheampong, Boyd Holbrook, Charles Dance
    Usuários
    3,9
    Assistir em streaming
    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top