Minha conta
    Força-Queer: Conheça a nova animação LGBTQ+ para adultos da Netflix
    4 de set. de 2021 às 01:00
    Nathalia Jesus
    Nathalia Jesus
    -Redatora e crítica
    Apaixonada por filmes e séries (principalmente sul-coreanos), a redatora é uma contadora de histórias no mundo do entretenimento. No AdoroCinema, ela acompanha os principais lançamentos, premiações, festivais e solta o verbo em discussões relacionadas à diversidade e inclusão na sétima arte.

    Comparada a "James Bond gay", série acompanha uma equipe diversificada de superespiões, com vozes de Sean Hayes (Will & Grace) e David Harbour (Stranger Things).

    Uma das novidades da Netflix para setembroForça-Queer é uma animação direcionada para um público mais adulto e acompanha uma história repleta de força e diversidade. Com divertidas aventuras narradas na série, a atração tem um elenco que você com certeza conhece, emprestando as vozes para personagens autênticos que trazem mais representatividade LGBTQ+ para as telinhas. Antes de assistir, veja tudo o que você precisa saber sobre o seriado.

    Lançamentos da Netflix em setembro de 2021: Conheça os 31 filmes que entram no catálogo!
    Qual é o enredo de Força-Queer?

    Em Força-Queer, Steve Maryweather, também conhecido como Agente Mary, sempre foi o garoto de ouro da Agência de Inteligência Americana (AIA) — até se assumir gay e ser boicotado por seu chefe. Incapaz de demiti-lo, a corporação opta por transferi-lo para West Hollywood, na Califórnia. Contrariando todas as expectativas, Mary forma uma nova equipe de superespiões LGBTQIA+, a chamada Força-Queer.

    Força-Queer
    Força-Queer
    Data de lançamento 2 de setembro de 2021 | min
    Séries : Força-Queer
    Com Sean Hayes, Wanda Sykes, Matt Rogers, Laurie Metcalf, Patti Harrison
    Usuários
    3,2
    Assistir em streaming

    Ao seu lado estão a experiente mecânica Deb, mestre na arte drag, e a hacker Stat. Constantemente subestimados por seus colegas, eles tentam provar a si mesmos enquanto embarcam em aventuras pessoas e profissionais. Determinado a mostrar seu valor para a firma, Mary decide, um dia, assumir uma investigação e concluí-la. Mas, para obter a aprovação da AIA, a Força-Queer precisa dar as boas-vindas a um novo membro: o Agente Buck, um homem hétero.

    James Bond foi essencial para a criação da história

    De acordo com o showrunner Gabe Liedman, que também esteve na produção de séries como Big Mouth e Brooklyn Nine-Nine, a ideia inicial para consolidar o enredo de Força-Queer veio a partir de James Bond, da franquia 007. O ator protagonista, Sean Hayes, e seu parceiro de produção, Todd Milliner, deixaram escapar as palavras “James Bond gay” em uma conversa casual e Liedman viu potencial na proposta.

    Em entrevista ao site Nerds And Beyond, o criador disse: “Eles pensaram que havia algo aqui, e era uma parte que Sean realmente queria desempenhar. Então eles começaram a se encontrar com escritores para ver o que várias pessoas achavam sobre esse conceito, e me chamaram porque Sean era um fã do meu stand-up — e eu cheguei neles com o Força-Queer.”

    Ele continuou: “Mesmo que você seja James Bond com todas as habilidades e aparência, aquele mundo hétero e machista de agentes secretos e militares não pode vê-lo como seu menino de ouro. Também foi muito importante, para mim, contar mais sobre uma história de um grupo, ao invés de apenas uma pessoa. Então, parecia uma oportunidade de contar a história mais ampla de toda a comunidade LGBTQ+. Vivemos juntos, lutamos juntos e foi daí que veio o Força-Queer.”

    A Família Mitchell e a Revolta das Máquinas: Você sabia que essa é a primeira animação da Sony a ter personagem LGBTQ+?
    Nudez masculina na animação

    Além da importância de James Bond para o roteiro de Força-Queer, sua fama nos cinemas também gerou mais uma fonte de inspiração para a série animada: nudez masculina. Isso porque, de acordo com o showrunner, o personagem é conhecido como uma pessoa sensual. Em conversa com o portal Collider, Gabe Liedman disse: “Este é um programa para adultos e eu queria fosse realmente sexy, porque acho que isso é algo que me fala sobre o gênero [de ação]. James Bond traz sensualidade e intrigas naquele mundo. E eu não queria deixar de expor isso só porque é sexo entre homem com homem ou mulher com mulher. Não o escondemos porque é inerente ao gênero.”

    “Você não vê muitos pênis nas telas, mas vê muitos seios e bundas e, às vezes, até vaginas na TV. Então, por que não? E não estamos pedindo a atores reais que mostrem nenhuma parte de si mesmos que não se sintam confortáveis em exibir. Eu não tinha certeza do que a Netflix pensaria sobre isso, mas eles realmente não rebateram.”

    9 Melhores cenas de sexo nas séries da Netflix
    Quem são os dubladores de Força-Queer?

    Sean Hayes interpreta o protagonista Steve Maryweather (Agente Mary), discriminado pela sua companhia e afastado do cargo anterior — e que, felizmente, deu a volta por cima ao criar sua própria equipe LGBTQIA+. O vencedor do Emmy por Will & Grace também foi dublador em Emoji: O Filme e As Enroladas Aventuras da Rapunzel.

    Dublado por Gary Cole, o diretor Dirk Chunley, personagem homofóbico que supervisiona o AIA e expulsou o Agente Mary da equipe. Além de emprestar sua voz em Força-Queer, o ator também teve papéis em The Good WifeThe Good Fight e Veep, no qual interpretou o estrategista Kent Davidson.

    A hacker Stat, da equipe de espionagem cibernética, é dublada por Patti Harrison, atriz e comediante que fez aparições memoráveis em The Tonight Show com Jimmy Fallon e Raya e o Último Dragão, consolidando-se como a primeira mulher trans a aparecer em um filme de animação da Disney.

    Wanda Sykes interpreta Deb, uma mecânica habilidosa que se gaba o tempo todo sobre seu adorável relacionamento com sua esposa. A atriz está na indústria há décadas e fez aparições em A Era do Gelo, Os Sem-Floresta, Rio e Os Simpsons.

    Por fim, David Harbour também está no elenco! Para obter a aprovação do AIA, o Força-Queer deve adicionar um membro heterossexual à sua equipe, o Agente Rick Buck, dublado pelo ator de Stranger Things e Viúva Negra.

    Stranger Things: David Harbour revela que 4ª temporada já é sua favorita
    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    • Sor Duncan, o Alto
      animação LGBTQ+ para adultos aposto meus dois rins que vai ter gente ignorante usando crianças para dizer que não deveriam um desenho desse para expor para as crianças ou qualquer outra coisa nesse naipe.
    Mostrar comentários
    Back to Top