Minha conta
    La Casa de Papel: Relembre 10 momentos incríveis das mulheres na série
    Por Amanda Brandão — 7 de abr. de 2020 às 15:45

    Empieza el matriarcado!

    La Casa de Papel chegou à Netflix em dezembro de 2017 e, em poucos meses, a trama que girava em torno de um assalto na Casa da Moeda da Espanha ganhou o coração do público e se tornou um dos maiores sucessos da gigante do streaming no Brasil. Com isso, a plataforma não demorou muito para anunciar mais uma temporada e, depois, a quarta. Com personagens fortes e destemidos, não tem como negar que, desde a primeira parte, quem chama a atenção são as mulheres empoderadas. Nairóbi (Alba Flores), Tóquio (Úrsula Corberó), Raquel Murillo/Lisboa (Itziar Ituño), Mônica Gaztambide/Estocolmo (Esther Acebo), Alicie Sierra (Najwa Nimri) são as protagonistas responsáveis por cenas inesquecíveis de La Casa de Papel que acabaram trazendo muitas lições para as mulheres. Enquanto aguardamos e especulamos sobre uma possível quinta temporada, relembre a seguir 10 momentos incríveis das mulheres na série espanhola:

    ATENÇÃO! ESTA MATÉRIA CONTÉM SPOILERS DE LA CASA DE PAPEL.

    QUANDO NAIRÓBI EMPIEZA EL MATRIARCADO

    É claro que a primeira cena citada seria o momento inesquecível em que Nairóbi fala uma das frases mais famosas da série. Tudo aconteceu na segunda temporada, quando a personagem deu um golpe em Berlim e pegou no telefone para avisar o Professor que o matriarcado iria começar!

    O RETORNO DE TÓQUIO

    Também na segunda temporada e fora da Casa da Moeda, Tóquio estrelou um dos momentos mais icônicos da série. Como o plano para retornar ao assalto deu errado, a personagem improvisou e, montada em uma moto, voltou para seus companheiros em grande estilo. NAIRÓBI MENTORA DE ALISON PARKER

    Quem não se lembra desta mocinha enfrentando os assaltantes, hein? Assim como todas as mulheres da série, Alison Parker (María Pedraza) também foi uma personagem marcante e teve uma de suas principais cenas foi ao lado de Nairóbi. Após sofrer bullying de seus colegas, a estudante aprendeu com a assaltante como se defender ao enfrentá-los e mostrar que não tem medo. "Você precisa mostrar para eles do que é capaz", disse. Foi uma verdadeira aula de defesa pessoal.

    LISBOA DESCOBRE TODA A VERDADE

    As mulheres dentro do assalto são fantásticas, assim como as que estão no comando fora dali. Na primeira e segunda temporada, a responsável pela investigação é Raquel Murillo, que prova ter estomâgo para diversos momentos de tensão. Um dos mais memoráveis é quando ela se encontra com o Professor em um café e, ao ver um fio de cabelo ruivo em seu paletó, liga todos os pontos e descobre quem está na sua frente. É aí que ela consegue rendê-lo e levá-lo até o seu "esconderijo". Palmas para esta inteligência em pessoa sem defeitos!

    La Casa de Papel: Crítica da Parte 4

    NAIRÓBI A FRENTE DOS ATRACOS

    Tanto no primeiro quanto no segundo assalto, uma mulher fica a frente da organização do roubo de fato. Nairóbi é a responsável pelas partes mais importantes dos atracos: a contagem do dinheiro e o derretimento do ouro. Se não fosse ela, a impressão das notas não seria a mesma, muito menos todo aquele plano de transformar o ouro em pequenas bolinhas para que sejam retirados do banco.

    La Casa de Papel: O que esperar da 5ª temporada?

    O PLANO DE ALICIA SIERRA

    Contrariando o gosto da grande maioria dos fãs de La Casa de Papel, é difícil admitir a genialidade do plano de Alicia Sierra para levar Nairóbi até a janela no fim da terceira temporada. Apesar de atingir uma das assaltantes preferidas pelo público, a inspetora mostrou ser uma mulher de palavra ao atingir o seu objetivo.

    TÓQUIO CONTRA OS BLINDADOS

    Também no último episódio da parte 3, Tóquio se viu em uma situação delicada ao encontrar a amiga baleada e o assalto indo de mal a pior. Após o ataque da polícia, Palermo (Rodrigo de la Serna) ordenou que seus Helsinque atirasse mísseis contra os blindados da polícia que estavam prestes a invadir o banco. Ao ver que seu colega estava sem condições de acatar a ordem, Tóquio se colocou em prontidão e ficou a frente de todos para atirar contra os inimigos.

    A FORÇA DA INSPETORA SIERRA

    Grávida, a inspetora Sierra vivenciou um dos momentos mais emocionantes da quarta temporada após revelar a morte de seu marido e que, por isso, a operação contra o Professor era um de seus objetivos. Neste momento, o Coronel Tamayo (Fernando Cayo) a aconselha a ir para casa, mas ela prova que está lá por uma razão e vai seguir seus princípios até o fim.

    Quiz: Quem é você em La Casa de Papel?

    NAIRÓBI EMPODERADA

    Antes de vermos o trágico destino de Nairóbi, a personagem protagonizou um de seus discursos mais empoderados da temporada ao declarar para Bogotá (Hovik Keuchkerian) e os reféns que derretem ouro: "Sabem o que também dá medo? Andar sozinha de noite na rua. Mas as mulheres continuam fazendo isso. Seguramos o medo com as mãos e continuamos vivendo".

    MANILLA CONTRA ARTURITO

    Uma das cenas finais mais impactantes é, sem dúvidas, a revelação de Amanda sobre o abuso sexual que sofreu de Arturito (Enrique Arce). Neste momento, conhecemos o lado mais forte de Manilla (Belén Cuesta) a prima transsexual de Denver (Jaime Lorente) infiltrada entre os reféns. Em nome das mulheres, a personagem ameaça e rende o coach.

    La Casa de Papel: Alba Flores comenta teorias de fãs sobre o futuro de Nairóbi
    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top