Minha conta
    Spencer: O que você precisa saber sobre a Princesa Diana antes de assistir ao filme com Kristen Stewart?
    30 de jan. de 2022 às 16:02
    Bárbara Castro
    Bárbara Castro
    -Redação
    Vendo jornalistas em HQs desde criança, Bárbara decidiu dar à profissão uma chance e ficou nela para valer. Hoje, não se envolveria com heróis para suas matérias, já que daria muito trabalho viver ameaçada por vilões. Por isso, é mais uma Andy de O Diabo Veste Prada (sem os perrengues da moda).

    Além de inspirar filme estrelado por Kristen Stewart, Diana foi muito mais do que apenas uma princesa da realeza britânica.

    Mesmo após sua trágica morte, Diana Spencer ainda brilha na cultura pop e é lembrada por se destacar durante sua passagem pela realeza britânica. Com documentários, biografias e vários outros filmes, Spencer, com Kristen Stewart, é apenas uma das milhares produções feitas para homenagear a princesa. 

    Se você está se preparando para assistir o longa que acaba de chegar nos cinemas brasileiros e não sabe nada sobre uma das figuras mais importantes da década de 1980 e 1990, o AdoroCinema te dá uma ajudinha. Seja para ver a atriz de Crepúsculo ou para entrar no mundo conturbado de uma das monarquias mais velhas da história, separamos alguns fatos para conhecer a Princesa Diana antes de assistir ao novo filme de Pablo Larraín.

    Sua família já era próxima da família real

    Cercada de luxo e criada em uma casa magnífica, a família Spencer estava intimamente ligada à realeza britânica por várias gerações. Suas avós, Cynthia Spencer, Condessa Spencer e Ruth Roche, Baronesa Fermoy, serviram como damas de companhia da mãe de Elizabeth II, também conhecida como a Rainha Mãe. É claro que, com uma família tão conectada com a realeza, Diana e seus irmãos já conheciam integrantes reais ainda quando jovens, como os filhos de Elizabeth II, o Príncipe Edward e Andrew.

    Seu apelido quando criança era “Duquesa”

    Pois é! Não é à toa que, quando entrou para a família real, ela já se portava como alguém que tinha nascido no Palácio de Buckingham. Dentro da família Spencer, ela era conhecida informalmente como "Duch", uma referência à sua atitude de duquesa na infância.

    Ela conheceu seu marido aos 16 anos

    Se a história de Diana não fosse tão trágica, poderia-se dizer que ela e Charles viveram um conto de fadas. Diana conheceu Charles, Príncipe de Gales, quando tinha 16 anos, em novembro de 1977. Ele tinha então 29 anos e namorava sua irmã mais velha, Sarah. Charles e Diana foram convidados a um fim de semana no campo durante o verão de 1980, quando ele se interessou seriamente por ela como uma noiva em potencial.

    O relacionamento progrediu quando Charles convidou Diana a bordo do iate real Britannia para um fim de semana de navegação para Cowes. Isto foi seguido por um convite para o Castelo de Balmoral para conhecer sua família em um fim de semana em novembro de 1980. 

    O seu casamento foi o mais assistido (e ela ainda quebrou algumas regras)

    A cerimônia de casamento entre Charles e Diana foi assistida por uma audiência global de televisão de 750 milhões de pessoas, enquanto 600.000 espectadores se alinhavam nas ruas para ver o casal a caminho da cerimônia. Seu casamento foi superado pela cerimônia de seu filho mais novo, Harry, com Meghan Markle (tal mãe, tal filho!). Além disso, no altar, Diana disse que não iria "obedecer o marido"; esse voto tradicional foi omitido a pedido do casal, o que causou alguns comentários na época.

    Spencer: Kristen Stewart teve aulas com conselheiros da realeza para interpretar a Princesa Diana

     

    Ela também quebrou muitas outras regras reais

    Considerada rebelde dentre a família real, Diana quebrou algumas regras durante seu pequeno reinado como princesa do Reino Unido. Dentre algumas, podemos destacar:

    Seu parto foi em um hospital. Antes de Diana, os partos reais eram feitos nas próprias residências pertencentes à família - e eram muitas casas! Anos depois, o primogênito de Diana e Charles, William e sua esposa Kate, mantiveram a tradição da princesa. 

    Seus filhos estudaram em uma escola pública. Uma tradição de muitos séculos, os filhos da realeza tinham seus estudos feitos em casa, com professores particulares, mas Diana preferiu mandar William e Harry para a escola pública para ter mais contato com outras crianças. 

    Ela usava roupas pretas e dispensava luvas e chapéus. A princesa logo quebrou alguns protocolos em nome da moda e do conforto. Um deles foi o uso de roupas pretas. Antes, elas eram reservadas apenas para ocasiões mais sérias - como funerais - e nem a própria rainha ousava usar preto para saudar os súditos! Além disso, ela preferia não usar luvas e chapéus, algo que também era feito por todas as mulheres da corte. 

    Diana batalhou contra o tabu da AIDS

    No alto da epidemia do vírus HIV nos anos 1990 - quando ainda se sabia muito pouco sobre a doença e havia muito preconceito sobre o ela - Diana ajudou, com sua imagem, a mostrar para o mundo que pessoas que carregavam o vírus não eram perigosas. Uma das fotos mais famosas da princesa é ela apertando a mão e abraçando pessoas infectadas, mostrando que ninguém poderia pegar o vírus ao tocar na pessoa.

    Diana ainda participava de muitas outras caridades e missões em outros lugares, principalmente em países da África. Hoje, seus filhos seguem seus passos. 

    Ela era amiga de Elton John, Freddie Mercury e muitos outros artistas

    Diana tem muitas histórias malucas com os artistas mais famosos do mundo. Além de conhecer John Travolta nos Estados Unidos e ainda dançar com ele, Diana foi no show de Michael Jackson e ainda fez um pedido inusitado para que ele cantasse “Dirty Diana” - retirado da playlist do show em respeito a ela.

    Diana também se vestiu como homem para entrar em um bar gay com Freddie Mercury, vocalista da banda de rock Queen. Já de Elton John, Diana já era amiga de longa data, mas o artista fez algo especial no funeral da amiga, em 1997. Elton alterou a letra da música “Candle in the Wind” para homenagear Diana. A faixa remodelada é conhecida como “Goodbye England 's Rose”.

    Dentre muitos outros artistas, Diana também era bem próxima de George Michael, Gianni Versace, Liza MinnelliDavid Bowie e Grace Kelly, Princesa de Mônaco.

    Ícone da moda 

    Sendo uma das princesas mais conhecidas da história, as roupas de Diana não passariam despercebidas - até porque ela era rodeada de paparazzis! Diana virou um ícone na moda, todos queriam se vestir como ela. Ora usando roupas mais confortáveis, ora usando vestidos fabulosos e outra vezes usando peças de alta-costura. Claro, sendo amiga de Gianni Versace, não se esperaria menos da princesa. 

    Spencer: Compare os visuais de Kristen Stewart no filme com a verdadeira Princesa Diana

    Ela é conhecida como a Princesa do Povo

    Diana virou uma personalidade muito poderosa, algo que nem a família real poderia ter esperado. De uma simples plebeia para uma princesa. Diana virou uma amiga, uma irmã, uma pessoa como qualquer outra que apenas com sua presença na realeza significava que os tempos estavam mudando. Considerada a Princesa do Povo, Diana era próxima dos assuntos cotidianos, mesmo que não tivesse o poder de um rainha para ajudar do modo que queria. 

    Em Spencer, Diana passa o feriado do Natal com a família real, mas, após rumores de traição e de divórcio, a princesa se vê em um impasse quando percebe que seu casamento com Príncipe Charles já não está dando mais certo e nunca dará, já que o príncipe tem um caso com Camilla Parker Bowles.

    Ela, então, faz um pedido de divócio, mas se vê atormentada pelo fantasma da ex-rainha Ana Bolena, também deixada de lado pelo marido. O longa é apenas uma especulação do que pode ter acontecido durante esses turbulentos dias e noites de paparazzi rodeando sua vida que antecedem o Natal e os seguintes após seu pedido oficial de separação.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top