Minha conta
    7 Prisioneiros: Christian Malheiros, de Sintonia, revela processo "muito cruel e difícil" para se desprender de seu personagem (Entrevista Exclusiva)
    Por Bruno Botelho dos Santos — 14 de nov. de 2021 às 00:00

    O AdoroCinema conversou com os atores Christian Malheiros e Rodrigo Santoro, protagonistas de 7 Prisioneiros da Netflix.

    7 Prisioneiros, novo filme de Alexandre Moratto, está disponível no catálogo da Netflix e aborda questões sociais como as formas de exploração humana. O AdoroCinema entrevistou os atores Christian Malheiros e Rodrigo Santoro – e você pode conferir o bate-papo completo no player acima. Eles deram mais detalhes sobre a preparação para viver esses personagens complexos, principalmente em uma história tão urgente.

    Em 7 Prisioneiros, o jovem Mateus (Christian Malheiros) aceita trabalhar em um ferro-velho em São Paulo com o novo chefe Luca (Rodrigo Santoro) para ganhar uma oportunidade de dar uma vida melhor à família. Porém, ele acaba entrando no perigoso mundo da escravidão contemporânea com diversos outros garotos, sendo forçado a decidir entre continuar nessa situação ou arriscar o futuro de sua família.

    7 Prisioneiros
    7 Prisioneiros
    Data de lançamento 11 de novembro de 2021 | 1h 33min
    Criador(es): Alexandre Moratto
    Com Cecília Homem de Mello, Christian Malheiros, Clayton Mariano, Rodrigo Santoro
    Usuários
    3,7
    Adorocinema
    4,0
    Assistir em streaming
    Christian Malheiros teve experiência complexa para dar vida ao seu personagem

    Christian Malheiros começou sua carreira como ator trabalhando com Alexandre Moratto em Sócrates (2018) e agora se reencontra com o diretor em 7 Prisioneiros, ao mesmo tempo em que faz sucesso como um dos protagonistas da série Sintonia, na Netflix. Malheiros conta ao AdoroCinema que, na construção de cada cena, ele, Moratto e Rodrigo Santoro, foram discutindo e entendendo a melhor forma lidar com seus personagens, principalmente por se tratar de um assunto importante e real em nossa sociedade.

    "Estamos falando de uma estrutura que ela acontece, ela é real. Estamos falando de pessoas, de tráfico humano, de um mecanismo que não acontece só em São Paulo, acontece no Brasil inteiro. E como que a gente dá conta desses personagens? Como que a gente de uma certa forma consegue mostrar essa realidade cruel da forma que ela realmente é. Então, foi um processo muito cruel e difícil de se desvencilhar dele, porque quando a gente está ali dentro, começa a fazer parte daquilo, mesmo não sendo da nossa essência", explica Christian Malheiros sobre a imersão no protagonista.

    7 Prisioneiros: Escravidão ainda existe, e tema é maior desafio do filme para Alexandre Moratto e Fernando Meirelles (Entrevista)

    Ele ainda ressaltou que o filme nacional da Netflix apresenta reflexões sobre o quanto podemos estar contribuindo para essa cadeia de tráfico humano e o que podemos contribuir para que isso um dia acabe. "O filme traz essa reflexão e o nosso objetivo é causar uma mudança, causar um impacto nas pessoas para que elas consigam se rever. Eu mesmo como um artista, como um ser humano, comecei a me rever em vários aspectos, em várias relações. O que eu consumo? De onde vem? Eu estou financiando algum tipo de mercado ilegal? É muito difícil, é muito cruel e delicado ao mesmo tempo. Então, a gente embarcou num buraco, num abismo, que talvez nem a gente tenha a resposta ainda, mas a gente estava ali com a missão de contar essa história e de uma certa forma tentar mudar essa realidade", comenta.

    A experiência de Rodrigo Santoro com seu personagem também foi bastante intensa, com o ator revelando ao AdoroCinema que a primeira vez que leu o roteiro, terminou odiando o personagem. "O personagem vem de uma realidade distante da minha e a primeira vez que eu li o roteiro, eu terminei odiando o personagem. Então, como trabalhar como intérprete, como eu me emprestar para fazer esse personagem que eu já tinha um sentimento, uma reação, uma repulsa em relação a ele? Eu achei que isso, sem dúvida, era um aprendizado", explica Santoro, "o fato dele estar tão distante de mim, me atraiu, apesar de me assustar"

    7 Prisioneiros está disponível no catálogo da Netflix. Confira o trailer do filme:

     

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top