Minha conta
    Shia LaBeouf perdeu papel para Armie Hammer em filme premiado por motivo polêmico
    29 de out. de 2021 às 15:54
    Caio Garritano
    Caio Garritano
    -Redator | Community Manager
    Redator e Community Manager do AdoroCinema. Especialista em filmes e séries de ficção, principalmente ligadas ao Universo Marvel e Harry Potter.

    Protagonizado por Timothée Chalamet, Me Chame pelo seu Nome ganhou o Oscar em 2018 de Melhor Roteiro Adaptado.

    Apesar de ter sido lançado lá em 2018, o filme Me Chame pelo seu Nome tem voltado a ganhar destaque nos últimos dias. Depois de seu protagonista, Timothée Chalamet, ter se calado sobre as acusações de estupro feitas contrao seu ex-parceiro de cena, Armie Hammer, foi a vez do roteirista do longa fazer uma revelação. De acordo com as informações reveladas pelo New York PostJames Ivory afirmou que Shia LaBeouf sempre foi a primeira opção para protagonizar o filme ao lado do jovem ator. 

    Confira 10 famosos que possuem "hábitos estranhos"

    "[LaBeouf] havia sido contatado pelo papel de Oliver. Eu estava em dúvida quanto a isso. Eu não sabia muito sobre ele, então assisti a alguns de seus filmes. Ele é um ator extremamente bom. Mas, [no papel de um] acadêmico escrevendo sobre o filósofo grego Heráclito, ele seria um exagero. Bem, pensei que ele seria uma espécie de estudioso do tipo diamante bruto, como meu amigo Bruce Anawalt", relembrou o roteirista. 

    Acontece que o ator de Transformers perdeu o papel para por causa das controvérsias em que já havia se envolvido na época. "Ele havia ganhado uma publicidade negativa. Ele havia brigado com sua namorada; ele tinha se defendido da polícia em algum lugar quando eles tentaram acalmá-lo”, continuou Ivory. O roteirista ainda revelou que o diretor, Luca Guadagnino, não quis contatar LaBeouf ou seu agente para avisar que o papel de Oliver não ficaria com ele. "Mandei um e-mail para Shia para tranquilizá-lo, mas Luca escalou Armie Hammer e nunca mais falou com Shia ou sobre ele", contou.

    20 atores que foram do topo de Hollywood ao fundo do poço

    Entre as polêmicas envolvendo Shia Labeouf, tivemos algumas infrações por ter dirigido um carro enquanto estava bêbado, uma briga de bar, um surto durante um musical da Broadway e até uma ação judicial contra o ator em que sua ex-namorada, a cantora FKA Twigs, afirmou que foi vítima de abuso sexual, físico e emocional. Ao longo dos últimos anos, ele esteve um pouco distante de Hollywood, mas desde o ano passado voltou com força protagonizando o longa Pieces of a Woman, que chegou a concorrer ao Oscar pela Netflix. 

    Acontece que seu substituto também tem uma grande ficha de acusações. No início deste ano, vazaram online supostas mensagens que Armie Hammer enviou no Instagram — muitas das quais eram violentas e de natureza sexual. Desde então, o ator também foi acusado de agressão sexual, embora ele tenha negado as acusações. Pelo menos três ex-parceiras de Hammer dizem que ele usou suas tendências sexuais como cortina de fumaça, acusando-o de abuso emocional, manipulação e coerção. O astro atualmente está sendo investigado por um caso de estupro em Los Angeles, no qual pode enfrentar até oito anos de prisão.

    Me Chame Pelo Seu Nome
    Me Chame Pelo Seu Nome
    Data de lançamento 18 de janeiro de 2018 | 2h 11min
    Criador(es): Luca Guadagnino
    Com Armie Hammer, Timothée Chalamet, Michael Stuhlbarg, Amira Casar, Esther Garrel
    Imprensa
    4,5
    Usuários
    4,2
    Adorocinema
    4,0

    Ele foi dispensado pela agência que o representava e já abandonou diversos projetos nos cinemas e na TV desde que as acusações vieram à tona, como a comédia romântica Shotgun Wedding, na qual ele foi escalado para contracenar com Jennifer Lopez; o seriado Gaslit, e a produção televisiva da Paramount, The Offer, que acompanha os bastidores do clássico O Poderoso Chefão. O astro de Me Chame Pelo Seu Nome tem muitos filmes já gravados, como Morte no Nilo, que protagoniza com Gal Gadot, Crisis, ao lado de Gary Oldman e Evangeline Lilly, e Next Goal Wins, comédia de Taika Waititi.

     
    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top