Minha conta
    Mostra SP 2021: Confira os filmes premiados que serão exibidos no festival brasileiro
    18 de out. de 2021 às 18:00
    Rafael Felizardo
    Rafael Felizardo
    -Redator
    Sonhador desde pequeno e apaixonado por cinema de A a Z, encontrou em David Lynch um modo de sonhar acordado.

    De Titane a Lamb, a 45ª Mostra de Cinema de São Paulo apresentará uma extensa lista de filmes premiados e diretores consagrados.

    Se ano passado a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo adotou um formato totalmente online devido à pandemia do Covid-19, este ano, a novidade fica por conta do formato híbrido do festival, que acontece do dia 21 de outubro a 3 de novembro, na capital paulista. Durante duas semanas, serão exibidos 264 títulos de mais de 50 países, de forma presencial e online. A seleção faz um apanhado do que o cinema contemporâneo mundial tem produzido, além de apresentar novas tendências, narrativas e estéticas do audiovisual.

    Com a presença de títulos premiados no Festival de CannesBerlim e Veneza — tidos como os principais circuitos de cinemas globais —, a 45ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo promete ser um evento extraordinário, exibindo grandes produções, como TitaneCompartment Nº 6Má Sorte no Sexo ou Pornô AcidentalRoda do DestinoAhed’s Knee e Lamb; além da presença de diretores consagrados e jovens talentos que iniciam sua jornada na sétima arte.

    Confira abaixo os longas premiados nos principais festivais, que estarão disponíveis na 45ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo:

    PREMIADOS NO FESTIVAL DE CANNES

    Titane, de Julia Ducournau (vencedor da Palma de Ouro)

    Um Herói, de Ashgar Farhadi (vencedor do Grand Prix)

    Unclenching the Fists, de Kira Kovalenko (vencedor da seção Um Certo Olhar)

    Great Freedom, de Crystel Fournier (vencedor do Prêmio do Júri seção Um Certo Olhar)

    Olga, de Elie Grappe (vencedor do SACD Award para melhores novos autores na Semana da Crítica

    Frequências Magnéticas, de Vincent Maël Cardona (vencedor do Prêmio SACD da Quinzena dos Realizadores)

    Murina, de Antoneta Alamat Kusijanović (vencedor Prêmio do Camera d`Or para melhor primeiro longa-metragem)

    Compartment Nº 6, de Juho Kirosmanen (vencedor do Grande Prêmio do Júri)

    Memoria, de Apichatpong Weerasetakul (vencedor do Grande Prêmio do Júri)

    Ahed`s Knee, de Nadav Lapid (vencedor do Grande Prêmio do Júri)

    A Noite do Fogo, de Tatiana Huezo (Menção Especial na seção Un Certain Regard)

    PREMIADOS NO FESTIVAL DE BERLIM

    Má Sorte no Sexo ou Pornô Acidental, de Radu Jude (Vencedor do Urso de Ouro)

    Encontros, de Hong Sang-Soo (Prêmio de Melhor Roteiro)

    Luz Natural, de Denes Nagy  (vencedor Prêmio de Melhor Direção)

    Fantasmas, de Azra Deniz Okyay (vencedor da Semana da Crítica)

    Higiene Social, de Denis Coté (vencedor do Prêmio de Melhor Direção na seção Encontros)

    A Mulher que Fugiu, de Hong Sang-soo (vencedor do Prêmio de Melhor Direção)

    Roda do Destino, de Ryusuke Hamaguchi (vencedor do Grande Prêmio do Júri)

    Eu Vejo Você em Todos os Lugares, de Benedek Fliegauf (vencedor do Prêmio de Melhor Atriz no Festival de Berlim)

    What Do We See When We Look at the Sky?, de Aleksandre Koberidze (vencedor do Prêmio da Crítica)

    A Garota e a Aranha, de Ramon Zurcher, Silvan Zurcher (Prêmio da Crítica e de Melhor Direção na seção Encontros)

    Sr. Bachmann e Seus Alunos, de Maria Speth (Prêmio do Júri e Prêmio do Público)

    PREMIADOS NO FESTIVAL DE VENEZA

    O Jovem Caçador de Baleias, de Philipp Yuryev (vencedor do Prêmio de Direção na Jornada dos Autores)

    Fantasmas, de Azra Deniz Okyay (vencedor Grande Prêmio na Semana da Crítica)

    Imaculada, de Monica Stan e George Chiper-Lillemark  (vencedor da seção Jornada dos Autores e do Prêmio Melhor Primeiro Filme)

    Listen, de Ana Rocha de Sousa (vencedor do Prêmio de Melhor Longa de Estreia e do Prêmio Especial do Júri na seção Horizontes)

    O Cego que Não Queria Ver o Titanic, de Teemu Nikki (vencedor do Prêmio do Público na seção Horizontes Extra)

    Zalava, de Arsalan Amiri (vencedor da Semana da Crítica)

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top