Minha conta
    Will Smith recusou papel em Django Livre e volta a falar sobre o motivo
    27 de set. de 2021 às 15:03
    Caio Garritano
    Caio Garritano
    -Redator | Community Manager
    Redator e Community Manager do AdoroCinema. Especialista em filmes e séries de ficção, principalmente ligadas ao Universo Marvel e Harry Potter.

    O ator era a primeira escolha de Quentin Tarantino para o longa de faroeste, que chegou a ser indicado ao Oscar.

    Prestes a lançar uma nova versão de Um Maluco no PedaçoWill Smith já está de olho na corrida pelo Oscar 2022. Durante a divulgação de seu novo filme, King Richard: Criando Campeãs, o ator voltou a falar sobre os motivos que o levaram a recusar o papel principal no filme Django Livre, já que ele era a primeira escolha de Quentin Tarantino para o longa de faroeste.

    6 atores que recusaram papéis que fizeram muito sucesso

    “Sempre evitei fazer filmes sobre escravidão”, disse Smith durante uma entrevista à revista GQ. “No início da minha carreira ... eu não queria mostrar os negros sob essa luz. Eu queria ser um super herói. Então, eu queria retratar a excelência negra ao lado de minhas contrapartes brancas. Eu queria interpretar papéis que você daria a Tom Cruise. ”

    Django Livre
    Django Livre
    2h 44min
    Criador(es): Quentin Tarantino
    Com Jamie Foxx, Christoph Waltz, Leonardo DiCaprio, Kerry Washington, Samuel L. Jackson
    Imprensa
    4,3
    Usuários
    4,7
    Adorocinema
    5,0
    Streaming

    Só depois de receber uma oferta de Quentin Tarantino para interpretar o personagem de mesmo nome em "Django Livre", Smith considerou seriamente ingressar em um projeto centrado na escravidão pela primeira vez, mas no final das contas, acabou recusando: “Eu não queria fazer um filme de escravidão sobre vingança”.

    Após ver MIB: Homens de Preto, criança "acusa" a mãe de ser alienígena em vídeo que viralizou na internet

    Para quem não lembra, em novembro de 2015, Smith já tinha se pronunciado sobre o assunto, durante uma entrevista para o The Hollywood Reporter: “Para mim, é a história mais perfeita que você poderia desejar: um cara que aprende a matar para resgatar sua esposa que foi tomada como uma escrava. A ideia era perfeita, mas Quentin e eu não nos entendemos". 

    Agora, parece que o ator encontrou a história sobre escravidão que tanto procurava em "Emancipação". Durante a entrevista para a GQ ele contou que o seu novo projeto tem o ângulo que ele queria que "Django" tivesse, “Isso era sobre amor e o poder do amor dos negros. E isso era algo que eu poderia fazer. Íamos fazer uma história sobre como o amor dos negros nos torna invencíveis”, afirmou. 

    The Rock deixa de ser o ator mais bem pago em Hollywood; confira quem assumiu o posto

    Dirigido por Antoine Fuqua e apoiado pela Apple com um orçamento de US$ 120 milhões, "Emancipation", no original, é estrelado por Smith como um escravo chamado Peter, que foge de uma plantação da Louisiana depois de quase ser açoitado até a morte. O filme acompanha a jornada de Peter para o norte, onde ele finalmente se junta ao Exército da União e retorna ao sul para salvar aqueles que deixou para trás.

    King Richard: Criando Campeãs
    King Richard: Criando Campeãs
    Criador(es): Reinaldo Marcus Green
    Com Will Smith, Saniyya Sidney, Jon Bernthal, Aunjanue Ellis, Liev Schreiber

    Já em King Richard: Criando Campeãs, em que o ator vem sendo amplamente aclamado pelo seu papel como o tenista Richard Williams, o elenco conta ainda com nomes como Saniyya SidneyDemi Singleton como as duas atletas, Aunjanue Ellis como a mãe das protagonistas, Jon Bernthal como treinador e Liev Schreiber como o técnico. O filme tem previsão de lançamento para o dia 19 de novembro nos cinemas norte-americanos e deve chegar ao Brasil só em dezembro. 

     
    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top