Minha conta
    Acusado por casos de abuso, Kevin Spacey volta aos cinemas com filme sobre pedofilia
    Por Caio Garritano — 24 de mai. de 2021 às 12:22

    Protagonista da série House of Cards, da Netflix, ficou longe dos cinemas e da TV nos últimos quatro anos.

    Provavelmente, você deve lembrar que entre 2017 e 2019 o ator Kevin Spacey recebeu uma série de acusações por assédio sexual. Depois de alguns anos sem aparecer nas telas do cinema e da TV, parece que a indústria resolveu dar a ele uma nova chance. De acordo com as informações divulgadas pela ABC News, Spacey será o protagonista da produção policial italiana L’uomo Che Disegno Dio (‘O Homem que Desenhou Deus’), dirigida pelo ator e cineasta italiano Franco Nero.

    Filmes e séries afetados pelos escândalos de assédios sexuais em Hollywood

    No longa, o ator vai interpretar um investigador responsável por um caso envolvendo um artista cego acusado de pedofilia. Além dele, o elenco conta também com a presença da atriz Vanessa Redgrave, esposa do diretor. “Estou muito feliz que o Kevin tenha aceitado participar do meu filme”, afirmou Nero. Conhecido pelo seu trabalho em Django Livre, o diretor ainda contou:  “O considero um grande ator e mal posso esperar para começar as filmagens”.

    A primeira denúncia de assédio contra o ator aconteceu em 2017, partindo do ator Anthony Rapp, que tinha 14 anos quando o evento ocorreu. Desde então, mais de 20 homens alegaram má conduta sexual do ator, apesar dele negar todas essas acusações. Na época em que esse escândalo começou a ganhar cada vez mais destaque, o Emmy cancelou uma homenagem que preparava para Spacey e a produção da sexta temporada de House of Cards chegou a ser suspensa. 

    15 atores demitidos de séries cujas produções continuaram

    As gravações só foram retomadas quando os produtores decidiram fazer a última temporada focada em Claire Underwood (Robin Wright). Nessa mesma época, a Netflix decidiu cancelar a cinebiografia sobre o romancista, dramaturgo e ativista político Gore Vidal - que já estava em processo de pós-produção. No total, o serviço de streaming perdeu US$ 39 milhões por causa de "conteúdo não divulgado que nós decidimos não seguir em frente".

    Em 2018, o ator voltou a ser acusado formalmente pela polícia de EUA por abuso sexual em um incidente envolvendo um adolescente em Massachusetts. A acusação foi posteriormente retirada. Já em Los Angeles, a promotoria de justiça decidiu recusar os pedidos de abertura de inquérito contra Spacey alegando falta de evidências, essa decisão foi bastante criticada pela população. 

    10 personagens de séries que seriam cancelados pela internet

    A última aparição de Spacey nos cinemas ocorreu em Billionaire Boys Club (2018). Desde então, o ator vem se mantendo distante dos holofotes, com poucas aparições públicas. Ele, no entanto, divulgou dois vídeos em seu canal no YouTube nos últimos três anos, um deles, em 2019, interpretando seu personagem em House of Cards e outro com uma mensagem de inspiração para seus fãs. 

     
    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    • ꧁༒꧂lucas
      caraio
    • T2
      Como ele se assumiu Gay então tem desconto. Se fosse hétero e a acusação fossem de mulheres a carreira dele já tinha acabado
    Mostrar comentários
    Back to Top