Minha conta
    Atriz da Marvel revela que foi rejeitada em duas grandes produções por ser mexicana
    Por Caio Garritano — 20 de mai. de 2021 às 12:42

    Salma Hayek é uma das protagonistas de Os Eternos, que deve chegar aos cinemas em Novembro de 2021.

    Salma Hayek será uma das estrelas de Os Eternos, filme que vai apresentar um novo grupo de super-heróis na Fase 4 do Universo Cinematográfico Marvel (UCM) - inclusive, ela contou recentemente, que chegou até a assinar o contrato sem nem ao menos ler o roteiro. Conhecida por outros grandes sucessos em Hollywood, como Gente Grande e 30 Rock, a atriz já protagonizou discussões importantes em Hollywood, como quando pediu aos atores que aceitassem salários menores em prol da igualdade na profissão. Agora, a atriz resolveu abrir o jogo e revelou que já sofreu descriminação em Hollywood simplesmente por ser mexicana, e que ainda chegou a perder duas grandes oportunidades por causa da sua origem.  

    Salma Hayek, de Os Eternos, revela ter ficado traumatizada após gravar cena de sexo

    Durante uma entrevista à Variety, a atriz foi questionada se ela já se imaginou protagonizando um filme de ação, foi então que ela respondeu: "Não, nunca. Mas sempre achei que faria os gêneros de ação e comédia. Lembro que houve duas grandes oportunidades para as quais fiz testes para o papel principal. Depois, os diretores me disseram que eu era a melhor candidata e que era melhor do que as que eles haviam escalado e se arrependiam disso. Na época, eles sabiam que os estúdios não iriam gostar de ver uma mexicana sendo escolhida como protagonista". 

    Hayek contou que, hoje em dia, é muito satisfatório para ela saber que os diretores se arrependeram das escolhas que fizeram. “Isso mudou algo neles. Isso me fez pensar que talvez a próxima geração ou a próxima garota que chegasse teria uma chance melhor por causa disso. Mas ninguém realmente olhou para o meu valor", disse a atriz. Na época, ela já era bastante reconhecida no México e, por isso, poderia atrair o público latino para as salas de cinema, apesar de Hollywood não querer reconhecer o potencial desse público para o mercado cinematográfico naquela época. "Mesmo quando fiz Frida, que foi um filme artístico que teve uma bilheteria de sucesso, eles o ignoraram. Eu ainda não conseguia os papéis principais", apontou. 

    Os Eternos: Kevin Feige revela quem é o protagonista do novo filme da Marvel

    Apesar de todas essas dificuldades no início da carreira, Hayek hoje está envolvida em dois dos maiores projetos que serão lançados ainda este ano, Os Eternos e House of Gucci, fora outro filme de ação, Dupla Explosiva 2: E a Primeira-Dama do Crime. "Sim, pensei que seria uma estrela de ação. Foi assim que comecei. Mas, em algum momento, em certa idade, eu tinha certeza de que isso nunca iria acontecer, porque não aconteceu quando fazia sentido. Agora que não faz sentido, está tudo acontecendo”, refletiu a atriz. 

    Por fim, ela ainda falou sobre como o machismo afeta a indústria cinematográfica: "Se você é uma mulher e está em um filme que faz muito sucesso e eles dizem que você é a personagem favorita deles, eles ainda vão dar todos os créditos de bilheteria para o cara. Eles não contam quem você está trazendo para os cinemas”. 

     
    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    • João
      Concordo, é uma total falta de respeito associar atores de renome (principalmente Mickey Rourke) exclusivamente á algo tão superficial e genérico quanto a Marvel.
    Mostrar comentários
    Back to Top